1. Blogs
  2. Blog do JB
  3. Ação conjunta das policias prende falso procurador de justiça no interior do PI
Publicidade

Ação conjunta das policias prende falso procurador de justiça no interior do PI

Nesta quarta-feira (20) uma ação conjunta da equipe Charlie da Força Tática de Paulistana, composta pelo Tenente Vilela, Cabo Gilvan Belo, Soldado Humberto, Soldado Rodrigues e Soldado Carvalho, juntamente com policiais Civis da 12° Delegacia Regional de Policia Civil, com o Agente Eduardo Junior, escrivão Flavio Nogueira,  coordenados pelo delegado Cicero Oliveira, tomaram conhecimento que um homem estaria se apresentando como Procurador de Justiça nos estabelecimentos comerciais e públicos e que existia indícios de falsificação na documentação apresentada. 

 

As equipes começaram as buscas, localizando o homem na Rua Ingazeira, bairro Guarita Paulistana. Ele se apresentou como Julio Marques de Oliveira, 38 anos, natural de Joaquim Távora-PR.

No momento da abordagem, o mesmo tentou se desfazer da carteira com os documentos. Mas a polícia solicitou a sua esposa o que entregou a carteira contendo os seguintes documentos falsificados afirma a polícia: uma CNH emitida no estado do Ceará, um documento de porte de arma institucional de procurador de justiça do Ministério Público Federal e uma Carteira de habilitação de amador da capitanias dos portos de São Paulo.

Todos os documentos estavam no nome do acusado, possuindo ainda uma carteira de bolso, com brasão da República e identificação de procurador de justiça do Ministério Público Federal, doze cartões de visita, em nome do Ministério Público Federal, com seu nome.

O suspeito confessou que realmente os documentos eram falsos e após uma consulta em órgãos de segurança do Estado do PARANÁ foi constatado que este jà respondia por usurpação de função pública naquele estado disse a polícia.

Diante dos fatos, o acusado e toda documentação foram apresentados na 12° Delegacia Regional de Policia de Civil de Paulistana para os procedimentos cabíveis.

OUTRA AÇÃO DAS POLICIAS

Uma equipe de investigadores da 12° Delegacia Regional de Polícia Civil, composta pelos policiais Flávio Nogueira e Eduardo Junior, coordenada pelo delegado Cícero de Oliveira juntamente com a equipe Charlie da Força Tática, composta pelo Tenente Vilela, Cabo Gilvan Belo, Soldado Marivaldo, Soldado Humberto, Soldado Rodrigues e Soldado Carvalho, empreenderam diligências a fim de elucidar crime de furto acontecido em estabelecimento comercial naquela cidade.
 

(Foto: Policia Civil)

(Foto: Policia Civil)

Inicialmente foram identificados como autores do furto João Batista, conhecido com Nego Pintor e Diego da Conceição. Ao serem interrogados confessaram o crime e indicaram o local onde estavam escondidos os equipamentos.

(Fotos: Policia Civil)

Todos os equipamentos, avaliados em R$ 12.000,00 (doze mil reais) foram apreendidos na 12° DRPC de Paulistana para posterior restituição ao proprietário.

Nesta quarta-feira (20) uma ação conjunta da equipe Charlie da Força Tática de Paulistana, composta pelo Tenente Vilela, Cabo Gilvan Belo, Soldado Humberto, Soldado Rodrigues e Soldado Carvalho, juntamente com policiais Civis da 12° Delegacia Regional de Policia Civil, com o Agente Eduardo Junior, escrivão Flavio Nogueira,  coordenados pelo delegado Cicero Oliveira, tomaram conhecimento que um homem estaria se apresentando como Procurador de Justiça nos estabelecimentos comerciais e públicos e que existia indícios de falsificação na documentação apresentada. 

 

As equipes começaram as buscas, localizando o homem na Rua Ingazeira, bairro Guarita Paulistana. Ele se apresentou como Julio Marques de Oliveira, 38 anos, natural de Joaquim Távora-PR.

No momento da abordagem, o mesmo tentou se desfazer da carteira com os documentos. Mas a polícia solicitou a sua esposa o que entregou a carteira contendo os seguintes documentos falsificados afirma a polícia: uma CNH emitida no estado do Ceará, um documento de porte de arma institucional de procurador de justiça do Ministério Público Federal e uma Carteira de habilitação de amador da capitanias dos portos de São Paulo.

Todos os documentos estavam no nome do acusado, possuindo ainda uma carteira de bolso, com brasão da República e identificação de procurador de justiça do Ministério Público Federal, doze cartões de visita, em nome do Ministério Público Federal, com seu nome.

O suspeito confessou que realmente os documentos eram falsos e após uma consulta em órgãos de segurança do Estado do PARANÁ foi constatado que este jà respondia por usurpação de função pública naquele estado disse a polícia.

Diante dos fatos, o acusado e toda documentação foram apresentados na 12° Delegacia Regional de Policia de Civil de Paulistana para os procedimentos cabíveis.

OUTRA AÇÃO DAS POLICIAS

Uma equipe de investigadores da 12° Delegacia Regional de Polícia Civil, composta pelos policiais Flávio Nogueira e Eduardo Junior, coordenada pelo delegado Cícero de Oliveira juntamente com a equipe Charlie da Força Tática, composta pelo Tenente Vilela, Cabo Gilvan Belo, Soldado Marivaldo, Soldado Humberto, Soldado Rodrigues e Soldado Carvalho, empreenderam diligências a fim de elucidar crime de furto acontecido em estabelecimento comercial naquela cidade.
 

(Foto: Policia Civil)

(Foto: Policia Civil)

Inicialmente foram identificados como autores do furto João Batista, conhecido com Nego Pintor e Diego da Conceição. Ao serem interrogados confessaram o crime e indicaram o local onde estavam escondidos os equipamentos.

(Fotos: Policia Civil)

Todos os equipamentos, avaliados em R$ 12.000,00 (doze mil reais) foram apreendidos na 12° DRPC de Paulistana para posterior restituição ao proprietário.

Confira as fotos do aniversário de Campinas do Piauí Perigo: Trecho da PI 462 cede e parte da pista fica interditada

Mais lidas desse blog