1. Blogs
  2. Ajuspi
  3. Advogado esclarece importância da Lei do Inquilinato durante Programa Palavra Aberta
Publicidade

Advogado esclarece importância da Lei do Inquilinato durante Programa Palavra Aberta

O Programa Palavra Aberta Ajuspi desta terça-feira (07/05) tratou sobre os aspectos jurídicos da Lei do Inquilinato (Lei 8.245/91). Debatendo o tema o advogado Victor Bona, como mediador o advogado Airton Dias e como apresentador, o jornalista e advogado Gerson Rezende, Diretor de Comunicação da Ajuspi.

Para o especialista em Direito Imobiliário, advogado Victor Bona, a grande razão de existir da Lei do Inquilinato se traduz na garantia dos direitos das pessoas locadoras e locatárias de imóveis.

"O grande objetivo da lei, e que precisa ser destacado é a proteção de ambos os direitos, tanto de quem é dono do imóvel quanto de quem está alugando. Quem aluga quer ter um teto, quer ter segurança para viver, e quem aluga deseja ter a garantia de sua propriedade. É isso que vislumbro como o cerne desta legislação", comenta Victor Bona.

O Conselheiro da Ajuspi, Airton Dias, evidencia mais uma boa escolha da Ajuspi ao levar à sociedade um tema tão relevante quanto este.

"Trata-se de uma lei muito importante, tendo em vista a grande quantidade de dúvidas existentes entre as partes que alugam imóveis. Muitas das negociações são realizadas sem contrato, sem documentos, sem nada que comprove a relação contratual. A norma veio, portanto, para regular essa relação tão comum em nossos dias", finalizou Dias.

O Programa Palavra Aberta Ajuspi desta terça-feira (07/05) tratou sobre os aspectos jurídicos da Lei do Inquilinato (Lei 8.245/91). Debatendo o tema o advogado Victor Bona, como mediador o advogado Airton Dias e como apresentador, o jornalista e advogado Gerson Rezende, Diretor de Comunicação da Ajuspi.

Para o especialista em Direito Imobiliário, advogado Victor Bona, a grande razão de existir da Lei do Inquilinato se traduz na garantia dos direitos das pessoas locadoras e locatárias de imóveis.

"O grande objetivo da lei, e que precisa ser destacado é a proteção de ambos os direitos, tanto de quem é dono do imóvel quanto de quem está alugando. Quem aluga quer ter um teto, quer ter segurança para viver, e quem aluga deseja ter a garantia de sua propriedade. É isso que vislumbro como o cerne desta legislação", comenta Victor Bona.

O Conselheiro da Ajuspi, Airton Dias, evidencia mais uma boa escolha da Ajuspi ao levar à sociedade um tema tão relevante quanto este.

"Trata-se de uma lei muito importante, tendo em vista a grande quantidade de dúvidas existentes entre as partes que alugam imóveis. Muitas das negociações são realizadas sem contrato, sem documentos, sem nada que comprove a relação contratual. A norma veio, portanto, para regular essa relação tão comum em nossos dias", finalizou Dias.

Advogado e Major da PM debatem sobre projeto de lei que criminaliza o abuso de autoridade Ajuspi firma parceria com Programa de Mentoria da Uninovafapi

Mais lidas desse blog