1. Blogs
  2. Mãe de primeira
  3. A nada mole vida de uma mãe. Relato de um desespero maternal
Publicidade

A nada mole vida de uma mãe. Relato de um desespero maternal

Sei que estive ausente alguns dias dos stories e do blog, mas quero deixar claro que não é fácil ser mãe, mulher, dona de casa e trabalhar fora (apesar de ainda não ter voltado da licença maternidade, escrevo para o Blog e faça outras atividades). Quando se pensa que está tudo bem, vem uma crise de cólica para de atormentar.

O final do mês de julho é bastante movimentado para nossa família, é aniversario do papai e do vovô materno do Igor. Resolvi então fazer um bolinho para comemorar, até falei para vocês no Instagam que iria mostrar a rotina, mas o dia da festinha foi tenso.

 Igor Fernando passou o dia 31 irritado com colicas

O Igor, já à noite, vinha gemendo, sentido dor de barriga. Há uma semana ele não tomava o Colidis, mas até então estava tudo bem. Mas dia 31 a “bomba” estourou. Ele teve uma super crise e como comprei a laranja lima resolvi testar a dica da amiga seguidora Priscila Khrisna (que é minha amiga de infância também). Ela disse que a pediatra da filha dela receitou uma colher de chá de laranja lima, para ajudar na maturação do intestino do bebê (mesma função do Colides), e assim eu fiz.

Mesmo com o dia conturbado consegui organizar a festinha do avô e pai dele

Logo após, a crise de choro do Igor foi assustadora, forma 20 minutos de choro e gritos, não havia nada que eu fizesse para acalma-lo. Após esse tempo, aos poucos ele foi acalmando e adormecendo, quando tudo estava calmo a mamãe aqui caiu no choro e ligou para o maridão desesperada. Eu achava que tinha feito alguma coisa terrível para meu filho chorar daquela forma, mas não, era apenas dor de barriga.

Ele passou a tarde inquieto, minha cunhada foi até meu apartamento para ajudar na organização das cosias da festinha. Passei a tarde com o Igor Fernando no colo e ele fez tudo praticamente só. Depois, no final da tarde revezamos e ela o colocou para dormir.

E no sábado conseguimos aproveitar a festa de aniversário do avô dele... Mas claro que ele estava dormindo do lado no carrinho

Após essa crise o Igor dormiu a festinha toda (como sempre) e dormiu bem a noite. Até agora não sentiu mais nada. Apesar de ele ter um intestino que funciona bem direitinho, às vezes essas crises aparecem e me deixam louca. Passa os uns dias de ressaca (de sono) e reservei o final de semana para curtir a festa do meu pai e dormir. 

Hoje é dia de pediatra e vou contar para vocês nos stories tudo da consulta! E quem quiser acompanhar essa louca rotina da gente é só seguir @fernandagill.

Sei que estive ausente alguns dias dos stories e do blog, mas quero deixar claro que não é fácil ser mãe, mulher, dona de casa e trabalhar fora (apesar de ainda não ter voltado da licença maternidade, escrevo para o Blog e faça outras atividades). Quando se pensa que está tudo bem, vem uma crise de cólica para de atormentar.

O final do mês de julho é bastante movimentado para nossa família, é aniversario do papai e do vovô materno do Igor. Resolvi então fazer um bolinho para comemorar, até falei para vocês no Instagam que iria mostrar a rotina, mas o dia da festinha foi tenso.

 Igor Fernando passou o dia 31 irritado com colicas

O Igor, já à noite, vinha gemendo, sentido dor de barriga. Há uma semana ele não tomava o Colidis, mas até então estava tudo bem. Mas dia 31 a “bomba” estourou. Ele teve uma super crise e como comprei a laranja lima resolvi testar a dica da amiga seguidora Priscila Khrisna (que é minha amiga de infância também). Ela disse que a pediatra da filha dela receitou uma colher de chá de laranja lima, para ajudar na maturação do intestino do bebê (mesma função do Colides), e assim eu fiz.

Mesmo com o dia conturbado consegui organizar a festinha do avô e pai dele

Logo após, a crise de choro do Igor foi assustadora, forma 20 minutos de choro e gritos, não havia nada que eu fizesse para acalma-lo. Após esse tempo, aos poucos ele foi acalmando e adormecendo, quando tudo estava calmo a mamãe aqui caiu no choro e ligou para o maridão desesperada. Eu achava que tinha feito alguma coisa terrível para meu filho chorar daquela forma, mas não, era apenas dor de barriga.

Ele passou a tarde inquieto, minha cunhada foi até meu apartamento para ajudar na organização das cosias da festinha. Passei a tarde com o Igor Fernando no colo e ele fez tudo praticamente só. Depois, no final da tarde revezamos e ela o colocou para dormir.

E no sábado conseguimos aproveitar a festa de aniversário do avô dele... Mas claro que ele estava dormindo do lado no carrinho

Após essa crise o Igor dormiu a festinha toda (como sempre) e dormiu bem a noite. Até agora não sentiu mais nada. Apesar de ele ter um intestino que funciona bem direitinho, às vezes essas crises aparecem e me deixam louca. Passa os uns dias de ressaca (de sono) e reservei o final de semana para curtir a festa do meu pai e dormir. 

Hoje é dia de pediatra e vou contar para vocês nos stories tudo da consulta! E quem quiser acompanhar essa louca rotina da gente é só seguir @fernandagill.

Quem vai cuidar do seu filho? A difícil missão de escolher o pediatra ideal Como resgatar o sexo e a vida a dois sem se sentir mal

Mais lidas desse blog