1. Blogs
  2. Café com Informação
  3. Candidatos debatem propostas e fazem críticas ao governo
Publicidade

Candidatos debatem propostas e fazem críticas ao governo

O Café com Informação está iniciando uma série de entrevistas com os candidatos ao governo do estado do Piauí. Nossos primeiros convidados para a sabatina são Luciane Santos (PSTU) e Valter Alencar (PSC).

Luciane Santos, que chegou acompanhada pelo seu vice Tibério César, iniciou sua participação se apresentando e falando da sua candidatura pelo PSTU.

Luciane Santos no Café com Informação dessa semana 

“Sou professora da rede municipal e moradora da periferia e a nossas candidaturas estão a serviços das lutas para as classes trabalhadoras e nós do PSTU não somos um partido que se apresenta do em época de eleição, mas bem antes e sempre organizando a classe trabalhadora antes, durante e depois das eleições. Estamos sempre na luta pelas classes dos trabalhadores”, afirma.

Sobre as propostas para educação a candidata aponta que os governos anteriores não deram prioridade a pasta. 

“A gente ver que as escolas estaduais estão sucateadas, os índices de aprendizagem e desenvolvimento dos alunos estão bem aquém das médias nacionais, então, isso é uma política consciente e pensada de precarização dos serviços públicos. Nós do PSTU defendemos que parte do PIB nacional seja investido em educação pública e que o estado, de acordo com a constituição, deve destinar 35% do orçamento para educação. Se isso de fato tivesse sendo feito a gente não veria esse caos da educação estadual”, explica.

Respondendo a pergunta da nossa telespectadora Neves sobre a violência contra a mulher, a candidata foi bem enfática. “Além de vivermos em uma sociedade machista, há também grande culpa do governo de não investir em políticas públicas de combate a violência contra a mulher. No Piauí temos uma Casa Abrigo, que não está funcionando direito, pois não tem estrutura, temos poucas delegacias para atender as mulheres, então a gente ver um total descaso nesse sentido. Nós defendemos que pelo menos 1% do PIB deva ser investido no combate a violência contra a mulher”, defende.

Segundo bloco com Valter Alencar

No segundo bloco do programa, o entrevistado é Valter Alencar, que concorre ao governo do estado pelo PSC. Ele se apresenta como novo e afirma que o nosso estado precisa de uma renovação.

Valter Alencar no Café com Informação dessa semana 

“Precisamos inovar, pensar pelo povo, ter uma política que não envergonha o Piauí, precisamos promover a limpeza nessa política contaminada, que traz a corrupção”, diz.

As principais propostas que ele trouxe para educação é a valorização dos professores e servidores. 

“A constituição define que o estado deve usar pelo menos 12% do seu orçamento na educação e que a gente ver pelo Piauí são professores com seus salários atrasados, os servidores com salário de baixo valor e isso precisa mudar. As estruturas das escolas são precárias, falta planejamento para educação. Eu seu fazer educação valorizando esse profissional. Iremos fazer na pratica o que o governo promete na televisão”, conta.

Ao ser questionado sobre a segurança, Valter falou em proteger as fronteiras e convocar os aprovados nos concursos das polícias civil e militar, dobrando o atual contingente. 

“Vamos pegar os recursos para segurança porque eu sei onde eles estão. Precisamos investir na inteligência de uma polícia sucateada, dobrar a quantidade de policiais civil e militar convocando quem está na fila dos concursos. Colocarei delegacias especializadas nas divisas, combatendo as drogas e promovendo uma segurança efetiva em nosso Estado”, afirmou.  

Respondendo a pergunta que veio da rua, onde  Anderson quis saber quais propostas o candidato tem para o primeiro emprego dos jovens. O candidato explica que dentro das propostas para educação ele defende os cursos profissionalizantes.

“O primeiro emprego é um divisor de águas, mas a oportunidade vem com a preparação. Nossa proposta é exatamente essa: possibilitar que o ensino profissionalizante, de qualidade possa abrir as portas para os jovens”, conclui.

Assista ao vídeo abaixo:

Luccy Keiko: “O indulto estimula a impunidade. Sou contra as saídas temporárias” Ciro se defende de acusações da Lava Jato e fala da parceria com Firmino

Mais lidas desse blog