1. Blogs
  2. Opinião
  3. O poder incontrastável de Ciro Nogueira
Publicidade

O poder incontrastável de Ciro Nogueira

Como aconteceu na eleição passada e nessa agora com muito mais intensidade, o Senador Ciro Nogueira é o principal protagonista da eleição.

Historiando um pouco a coisa.

Com o defenestramento da presidente Dilma Rousseff em abril de 2016, o presidente do PP,  agora Progressistas, teve um destacado papel, no que ainda,  poucos petistas, é verdade,  denominam de Golpe.

Desde então,  Ciro Nogueira passou a deter poder na máquina Federal como nenhum outro político piauiense ao longo da historia .

Ninguém até aqui, em um mesmo governo, conseguiu deter tanto poder de mando em ministérios, como Saúde , Cidades, Agricultura e o super Ministério Caixa Econômica Federal- órgão pagador de todas as obras aprovadas por vários ministérios- como  Ciro Nogueira.

Se não fosse assim , o Estado do Piauí, mergulhado na maior crise financeira da sua história, estaria com folhas salariais atrasadas, não tendo esse quadro ainda se consumado de vez, dada a interferência direta do senador Ciro Nogueira, que, quebrando todas as lanças, tem garantido via CEF, o fluxo financeiro necessário  para que o Estado do Piauí pelo menos,  permaneça  respirando por aparelhos.

Até mesmo,  na administração do prefeito  Firmino Filho, Ciro Nogueira é o  protagonista maior, tais são os movimentos que tem feito nos últimos dias, instando o prefeito Firmino Flho a conclamar os vereadores que lhes dão sustentação no legislativo municipal a declararem apoio ao seu companheiro de chapa Marcelo Castro que, com a candidatura à deriva, julgou imprescindível reverter o quadro adverso à sua candidatura em Teresina.

Ciro Nogueira,  como fiador das obras de mobilidade urbana que Firmino Filho executa através do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica Federal, além das obras e serviços financiados pelo Ministério da Saúde, pôs a faca na goela,  de Firmino Filho, exigindo que o mesmo, gravasse depoimentos em vídeos para o  horário eleitoral,  apoiando,  a ele , Ciro Nogueira, como também à Marcelo Castro, candidatos ao Senado, que,  por incrível que pareça   não fazem parte da coligação do seu partido o PSDB,  que tem a frente o deputado estadual  Luciano Nunes,  como postulante ao governo do Estado do Piauí.

Todo o resto,  é pura patranha.  

É isso.

 

Fomento Mercantil-Factoring no ordenamento jurídico nacional “O ódio como política” e o discurso intolerante

Mais lidas desse blog


Publicidade