1. Blogs
  2. Opinião
  3. Nova comunicação governamental
Publicidade

Nova comunicação governamental

Mudou o estilo de comunicação do governo nacional? Tudo indica que SIM. Agora parece existir o filtro governamental polido antes de qualquer comunicação imediata. Tudo parece estar sendo feito com calma e sem pressa. Já no início do governo, os primeiros quinze dias, o governo tirou lição de alguns deslizes e corrigiu-se imediatamente. Antes das redes, os informes “estão vazando” muito antes para os comunicadores interligados com o governo?

E se estiver existindo isso; qual o problema? Nenhum. Significa simplesmente que acabou “a farsa da imparcialidade”. Quem está ajudando a governar com certeza deve merecer tratamento diferenciado. Começaram a perceber que na cirurgia de retirada da “bolsa” do nosso Presidente Jair Messias Bolsonaro não existiu nada de informações desencontradas? Fez muito bem o nosso Presidente em colocar um porta-voz Militar; disciplinado e experiente!
            
Alguns modernos queixam-se dos militares; mas queiram ou não, os militares possuem formação diferenciada. A disciplina é regra e não mera formalidade. Quem está ganhando com a nova comunicação governamental? Os contribuintes e todas as pessoas de bem. A própria TV Brasil, que pertence ao governo federal, estará com uma Nova Programação a partir de março. O que isso significa? Cortes e um novo modelo de comunicação voltada ao crescimento sócio-político-econômico e sem viés ideológico. Até mesmo porque quem ainda assiste os ditos grandes cana is de TV? Praticamente as classes menos abastadas e sem quase nenhum poder de reflexão. TV não é entretenimento; é Cultura!
           
O que está no auge são os portais de internet. Aqui mesmo no Estado do Piauí, antes mesmo das emissoras de rádio e TV noticiarem os fatos; os mesmos já brotam na coluna do Influente e Conceituado Jornalista Arimatéia Azevedo. Em suma, Jair Messias Bolsonaro, do PSL – Partido Social Liberal, segue firme em seu projeto de comunicação em benefício da qualidade da população. Queiram ou não, a internet revolucionou a forma de comunicação. Algumas emissoras de TV a nível nacional ou local parecem apenas depender de “verbas governamentais”. É chegado o momento do s meios de comunicação social passarem a viver por sua conta e risco. Eis a realidade das últimas ocorrências.
           
E as novidades? Elas estarão advindo antes de maio de 2019. O patrocínio em camisas de futebol já acabou; acontecerá o mesmo com a verba publicitária do governo federal? Nos bastidores dos Jornalistas muito bem informados já se fala em criação de agências e produtoras próprias pra distribuição de conteúdo via redes sociais e pequenos veículos de comunicação.
            
Viveremos tempo de equidade. A Nova Comunicação Governamental está correta e no caminho certo. Já foi se o tempo de se pautar simplesmente pela dita “Grande Mídia”! O Brasileiro quer mesmo é geração de empregos e renda!

Mudou o estilo de comunicação do governo nacional? Tudo indica que SIM. Agora parece existir o filtro governamental polido antes de qualquer comunicação imediata. Tudo parece estar sendo feito com calma e sem pressa. Já no início do governo, os primeiros quinze dias, o governo tirou lição de alguns deslizes e corrigiu-se imediatamente. Antes das redes, os informes “estão vazando” muito antes para os comunicadores interligados com o governo?

E se estiver existindo isso; qual o problema? Nenhum. Significa simplesmente que acabou “a farsa da imparcialidade”. Quem está ajudando a governar com certeza deve merecer tratamento diferenciado. Começaram a perceber que na cirurgia de retirada da “bolsa” do nosso Presidente Jair Messias Bolsonaro não existiu nada de informações desencontradas? Fez muito bem o nosso Presidente em colocar um porta-voz Militar; disciplinado e experiente!
            
Alguns modernos queixam-se dos militares; mas queiram ou não, os militares possuem formação diferenciada. A disciplina é regra e não mera formalidade. Quem está ganhando com a nova comunicação governamental? Os contribuintes e todas as pessoas de bem. A própria TV Brasil, que pertence ao governo federal, estará com uma Nova Programação a partir de março. O que isso significa? Cortes e um novo modelo de comunicação voltada ao crescimento sócio-político-econômico e sem viés ideológico. Até mesmo porque quem ainda assiste os ditos grandes cana is de TV? Praticamente as classes menos abastadas e sem quase nenhum poder de reflexão. TV não é entretenimento; é Cultura!
           
O que está no auge são os portais de internet. Aqui mesmo no Estado do Piauí, antes mesmo das emissoras de rádio e TV noticiarem os fatos; os mesmos já brotam na coluna do Influente e Conceituado Jornalista Arimatéia Azevedo. Em suma, Jair Messias Bolsonaro, do PSL – Partido Social Liberal, segue firme em seu projeto de comunicação em benefício da qualidade da população. Queiram ou não, a internet revolucionou a forma de comunicação. Algumas emissoras de TV a nível nacional ou local parecem apenas depender de “verbas governamentais”. É chegado o momento do s meios de comunicação social passarem a viver por sua conta e risco. Eis a realidade das últimas ocorrências.
           
E as novidades? Elas estarão advindo antes de maio de 2019. O patrocínio em camisas de futebol já acabou; acontecerá o mesmo com a verba publicitária do governo federal? Nos bastidores dos Jornalistas muito bem informados já se fala em criação de agências e produtoras próprias pra distribuição de conteúdo via redes sociais e pequenos veículos de comunicação.
            
Viveremos tempo de equidade. A Nova Comunicação Governamental está correta e no caminho certo. Já foi se o tempo de se pautar simplesmente pela dita “Grande Mídia”! O Brasileiro quer mesmo é geração de empregos e renda!

Lei anticrime de Moro é necessária Extinção do Crédito Tributário

Mais lidas desse blog