1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Só acredito porque vi
Publicidade

Só acredito porque vi

Às vezes, a gente se segura para ser menos cáusticos com determinados fatos do nosso dia a dia, mas tem momentos que não dá.

Senão vejamos: hoje pela manhã, a vice-governadora do Estado do Piauí, no exercício da governadoria do Estado, convocou a imprensa e políticos partidários para que testemunhassem a assinatura de um Decreto no Karnak, que no seu bojo, determina que a Maternidade Evangelina Rosa, assim como nos hospitais-maternidades estaduais onde ocorram cirurgias obstetrícias, ficam obrigados a partir desta sexta-feira, a mandar deixar em suas respectivas residências as parturientes que não disponham recursos materiais ou financeiros para tal. 

Agora, se atentarmos para a dura e cruel realidade que tomou conta daquela casa de saúde, que há tempos se encontra sob “intervenção ética” patrocinada pelo (CRM-PI) Conselho Regional de Medicina, dado às desumanas condições de salubridade, condições estas que tornou aquela maternidade um verdadeiro abatedouro de mães e nascituros, este decreto assinado pela governadora Regina Sousa, não pode ter outra adjetivação a não ser a de um grande escárnio. 

É isso.

Às vezes, a gente se segura para ser menos cáusticos com determinados fatos do nosso dia a dia, mas tem momentos que não dá.

Senão vejamos: hoje pela manhã, a vice-governadora do Estado do Piauí, no exercício da governadoria do Estado, convocou a imprensa e políticos partidários para que testemunhassem a assinatura de um Decreto no Karnak, que no seu bojo, determina que a Maternidade Evangelina Rosa, assim como nos hospitais-maternidades estaduais onde ocorram cirurgias obstetrícias, ficam obrigados a partir desta sexta-feira, a mandar deixar em suas respectivas residências as parturientes que não disponham recursos materiais ou financeiros para tal. 

Agora, se atentarmos para a dura e cruel realidade que tomou conta daquela casa de saúde, que há tempos se encontra sob “intervenção ética” patrocinada pelo (CRM-PI) Conselho Regional de Medicina, dado às desumanas condições de salubridade, condições estas que tornou aquela maternidade um verdadeiro abatedouro de mães e nascituros, este decreto assinado pela governadora Regina Sousa, não pode ter outra adjetivação a não ser a de um grande escárnio. 

É isso.

O gato da maternidade Tá complicado

Mais lidas desse blog