1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. O gato da maternidade
Publicidade

O gato da maternidade

A fotografia exibida nas redes sociais na última quarta-feira, onde se descortina em um berçário um recém-nascido acomodado em um berço e, a poucos centímetros, um gato com a cara enfurnada em uma parede, a única conclusão que se pode depreender do registro fotográfico é que, além de um integrante da família dos felinos habitar na Maternidade Evangelina Rosa, os das famílias dos Muridaes, tudo indica, habitam também aquela casa de saúde em número elevado.  

Foto: reprodução internet

Como na natureza nada existe sem que uma determinada utilidade seja oferecida, quiçá, a existência dos felinos dentro da Maternidade Dona Evangelina Rosa não esteja, por vias tortuosas, fazendo um trabalho de “vigilância sanitária.” 

A direção da Maternidade, quando procurada pela imprensa para se pronunciar sobre "convivência harmoniosa" entre o recém-nascido, o gato e o provável rato sendo devidamente espreitado, simplesmente disse não reconhecer aquela dependência retratada na fotografia, como pertencente às dependências da Maternidade.  

Bastante hilário, sem dúvida.  

A fotografia exibida nas redes sociais na última quarta-feira, onde se descortina em um berçário um recém-nascido acomodado em um berço e, a poucos centímetros, um gato com a cara enfurnada em uma parede, a única conclusão que se pode depreender do registro fotográfico é que, além de um integrante da família dos felinos habitar na Maternidade Evangelina Rosa, os das famílias dos Muridaes, tudo indica, habitam também aquela casa de saúde em número elevado.  

Foto: reprodução internet

Como na natureza nada existe sem que uma determinada utilidade seja oferecida, quiçá, a existência dos felinos dentro da Maternidade Dona Evangelina Rosa não esteja, por vias tortuosas, fazendo um trabalho de “vigilância sanitária.” 

A direção da Maternidade, quando procurada pela imprensa para se pronunciar sobre "convivência harmoniosa" entre o recém-nascido, o gato e o provável rato sendo devidamente espreitado, simplesmente disse não reconhecer aquela dependência retratada na fotografia, como pertencente às dependências da Maternidade.  

Bastante hilário, sem dúvida.  

Vice-campeão O ministro empresário

Mais lidas desse blog