1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. ‘A patranha da duplicação ‘
Publicidade

‘A patranha da duplicação ‘

O jornalista Arimatéia Azevedo, em sua coluna diária, noticiou que o senador Marcelo Castro foi enfático em entrevista concedida ao Sistema O Dia de Comunicação no dia de ontem, ao dizer que finalmente as saídas de Teresina, tanto pela BR-116, como pela BR-343, finalmente serão construídas. 

O cinismo exacerbado da classe política piauiense tira qualquer cidadão pagador de impostos do sério. 

Como faria bem a esses escorchados pagadores de impostos, se os órgãos federais de fiscalização e controle da União cumprissem o que manda a constituição e fizessem o que lhes são afetos, procedendo um levantamento sobre o montante de recursos que já foram enviados ao Piauí com a finalidade única de custearem essa famigerada duplicação? 

Só a título de ilustração sobre essa tal duplicação, estamos sempre a lembrar os empréstimos feitos em nome do contribuinte estadual, pelo então governador Wilson Martins em 2012, para a duplicação das BRs nas saídas de Teresina. 

Será que os órgãos de controle e fiscalização do país, sediados no Piauí, não teriam nada a dizer à escumalha sobre a destinação desses recursos, caso tenham sido efetivamente contraídos e tenham chegado aos cofres do Tesouro Estadual? 

Aguardamos ansiosos a próxima aparição do senador Marcelo Castro nos meios de comunicação pois, com certeza, ele senador, como presidente de importante Comissão no Senado Federal, deverá anunciar a conclusão do Porto de Luís Correia.

Como diz o jornalista, médico e compositor Aldir Blanc, galhofar faz bem, ou dito de forma literal, "a galhofa é que nos salva".

É isso.

O jornalista Arimatéia Azevedo, em sua coluna diária, noticiou que o senador Marcelo Castro foi enfático em entrevista concedida ao Sistema O Dia de Comunicação no dia de ontem, ao dizer que finalmente as saídas de Teresina, tanto pela BR-116, como pela BR-343, finalmente serão construídas. 

O cinismo exacerbado da classe política piauiense tira qualquer cidadão pagador de impostos do sério. 

Como faria bem a esses escorchados pagadores de impostos, se os órgãos federais de fiscalização e controle da União cumprissem o que manda a constituição e fizessem o que lhes são afetos, procedendo um levantamento sobre o montante de recursos que já foram enviados ao Piauí com a finalidade única de custearem essa famigerada duplicação? 

Só a título de ilustração sobre essa tal duplicação, estamos sempre a lembrar os empréstimos feitos em nome do contribuinte estadual, pelo então governador Wilson Martins em 2012, para a duplicação das BRs nas saídas de Teresina. 

Será que os órgãos de controle e fiscalização do país, sediados no Piauí, não teriam nada a dizer à escumalha sobre a destinação desses recursos, caso tenham sido efetivamente contraídos e tenham chegado aos cofres do Tesouro Estadual? 

Aguardamos ansiosos a próxima aparição do senador Marcelo Castro nos meios de comunicação pois, com certeza, ele senador, como presidente de importante Comissão no Senado Federal, deverá anunciar a conclusão do Porto de Luís Correia.

Como diz o jornalista, médico e compositor Aldir Blanc, galhofar faz bem, ou dito de forma literal, "a galhofa é que nos salva".

É isso.

Foro de Teresina Compadrio

Mais lidas desse blog