1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Cenas piauienses
Publicidade

Cenas piauienses

As esquisitices do cotidiano Teresinense, não devem passar desapercebidas da população.   

Ontem foi mais um dia , prenhe dessas situações.    

Vamos aos fatos: 

O deputado estadual Evaldo Gomes, exercendo o segundo mandato, se deu conta até que enfim, do descaso e do ralo de dinheiro dos impostos que pagamos, resolvendo convocar uma audiência pública, para inteirar-se das motivações que levaram a não construção da duplicação dos primeiros 10 quilômetros das BRs 116 e 343, saindo de Teresina. 

Com certeza, os recursos que aqui chegaram, dariam para fazer, não somente 10 quilômetros , e sim, mais de cem , sem dúvidas. 

Será que esse deputado Evaldo Gomes é tão desinformado assim?   

Acreditamos , que não. 

Uma demagogia desse porte, ao convocar uma audiência pública, para tratar de um tema que há mais de dez anos, tem feito a alegria de vários governadores, rende pelo menos um boa leva de entrevistas na imprensa, para o ‘astuto’ deputado. 

A segunda esquisitice, foi o mutismo da imprensa local , no dia de ontem também, sobre um dos maiores escândalos revelados no Piauí, fruto de um excelente trabalho do GAECO, grupo de trabalho do Ministério Público do Estado do Piauí e dado conhecimento através de uma excelente reportagem jornalística exibida no PI TV 1, da afiliada da Globo em Teresina. 

O GAECO, montou um organograma detalhado com os envolvidos em um rumoroso caso de grilarem de terras no município de Luís Correia, no encadeamento perfeito, já que são identificados todos os envolvidos no crime, começando pelo chefe da organização criminosa , advogados, policiais militares, servidores da prefeitura de Parnaiba, delegados da Polícia Civil e Tabeliãs da cidade de Luís Correia.

Nem tudo está perdido, nesse mar de malfeitorias, enquanto tivermos pessoas bem intencionadas e cumpridoras dos seus deveres, como esses bravos integrantes do Ministério Público Estadual. 

É isso.

As esquisitices do cotidiano Teresinense, não devem passar desapercebidas da população.   

Ontem foi mais um dia , prenhe dessas situações.    

Vamos aos fatos: 

O deputado estadual Evaldo Gomes, exercendo o segundo mandato, se deu conta até que enfim, do descaso e do ralo de dinheiro dos impostos que pagamos, resolvendo convocar uma audiência pública, para inteirar-se das motivações que levaram a não construção da duplicação dos primeiros 10 quilômetros das BRs 116 e 343, saindo de Teresina. 

Com certeza, os recursos que aqui chegaram, dariam para fazer, não somente 10 quilômetros , e sim, mais de cem , sem dúvidas. 

Será que esse deputado Evaldo Gomes é tão desinformado assim?   

Acreditamos , que não. 

Uma demagogia desse porte, ao convocar uma audiência pública, para tratar de um tema que há mais de dez anos, tem feito a alegria de vários governadores, rende pelo menos um boa leva de entrevistas na imprensa, para o ‘astuto’ deputado. 

A segunda esquisitice, foi o mutismo da imprensa local , no dia de ontem também, sobre um dos maiores escândalos revelados no Piauí, fruto de um excelente trabalho do GAECO, grupo de trabalho do Ministério Público do Estado do Piauí e dado conhecimento através de uma excelente reportagem jornalística exibida no PI TV 1, da afiliada da Globo em Teresina. 

O GAECO, montou um organograma detalhado com os envolvidos em um rumoroso caso de grilarem de terras no município de Luís Correia, no encadeamento perfeito, já que são identificados todos os envolvidos no crime, começando pelo chefe da organização criminosa , advogados, policiais militares, servidores da prefeitura de Parnaiba, delegados da Polícia Civil e Tabeliãs da cidade de Luís Correia.

Nem tudo está perdido, nesse mar de malfeitorias, enquanto tivermos pessoas bem intencionadas e cumpridoras dos seus deveres, como esses bravos integrantes do Ministério Público Estadual. 

É isso.

Não mudam a camisa O país das escatologias

Mais lidas desse blog