1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Operação abafa
Publicidade

Operação abafa

Lendo a coluna de hoje do conceituado jornalista Arimateia Azevedo, sem fazer muito esforço, depreende-se que uma verdadeira Operação Abafa,está em curso no Estado do Piaui, desde que o Ministério Público Estadual, através do GAECO - Grupo de Repressão ao Crime Organizado daquela instituição - desvelou para a sociedade piauiense uma senhora OCRIM - organização criminosa, que atuava na região litorânea do estado, desalojando moradores de áreas pertencentes à União e as regularizando nos cartórios locais. 

A coisa é tão escabrosa, pois joga no mesmo balaio todas as instituições estaduais e de municípios piauienses tal o número de pessoas ditas ‘poderosas’ envolvidas nessa patifaria. 

Os áudios revelados pelo GAECO fizeram com que o atual secretário de Segurança viesse ao proscênio dizer que, quando do diálogo telefônico mantido entre dois advogados partícipes da patifaria, ele não era o secretário da hora. 

Arimateia Azevedo revela também que figurões do judiciário piauiense estiveram prestes a invadir o GAECO, com a finalidade de resgatar celulares apreendidos, que contêm conversas nada republicanas sobre essa grilarem de terras. 

A sociedade piauiense tem a obrigação de prestar a mais irrestrita solidariedade ao representante do MPE, Dr. Rômulo Cordão, que, cônscio das prerrogativas que a função lhe confere, e as exerce em defesa dos interesses da parte digna e trabalhadora da sociedade piauiense - com destaque para os mais necessitados - que investigou e denunciou essa quadrilha de malfeitores, que humilharam e escarneceram àqueles que não dispõem de poder para fazer valer os seus direitos mais comezinhos, repudiando com veemência essa nefasta Operação Abafa. 

É isso. 

Lendo a coluna de hoje do conceituado jornalista Arimateia Azevedo, sem fazer muito esforço, depreende-se que uma verdadeira Operação Abafa,está em curso no Estado do Piaui, desde que o Ministério Público Estadual, através do GAECO - Grupo de Repressão ao Crime Organizado daquela instituição - desvelou para a sociedade piauiense uma senhora OCRIM - organização criminosa, que atuava na região litorânea do estado, desalojando moradores de áreas pertencentes à União e as regularizando nos cartórios locais. 

A coisa é tão escabrosa, pois joga no mesmo balaio todas as instituições estaduais e de municípios piauienses tal o número de pessoas ditas ‘poderosas’ envolvidas nessa patifaria. 

Os áudios revelados pelo GAECO fizeram com que o atual secretário de Segurança viesse ao proscênio dizer que, quando do diálogo telefônico mantido entre dois advogados partícipes da patifaria, ele não era o secretário da hora. 

Arimateia Azevedo revela também que figurões do judiciário piauiense estiveram prestes a invadir o GAECO, com a finalidade de resgatar celulares apreendidos, que contêm conversas nada republicanas sobre essa grilarem de terras. 

A sociedade piauiense tem a obrigação de prestar a mais irrestrita solidariedade ao representante do MPE, Dr. Rômulo Cordão, que, cônscio das prerrogativas que a função lhe confere, e as exerce em defesa dos interesses da parte digna e trabalhadora da sociedade piauiense - com destaque para os mais necessitados - que investigou e denunciou essa quadrilha de malfeitores, que humilharam e escarneceram àqueles que não dispõem de poder para fazer valer os seus direitos mais comezinhos, repudiando com veemência essa nefasta Operação Abafa. 

É isso. 

Meno male Cenas teresinenses

Mais lidas desse blog