1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Faltou o convite
Publicidade

Faltou o convite

O governo do presidente Jair Bolsonaro é um oceano de desacertos. 

Chegando amanhã pela manhã em solo piauiense, pela primeira vez como presidente da República, Jair Bolsonaro não terá a recepciona-lo ao pé da escada do avião presidencial a autoridade máxima do Estado do Piauí, o governador Wellington Dias. 

A assessoria do governador justificou, na manhã de hoje, o não comparecimento de Wellington Dias em Parnaíba, motivada pela falta de um convite formal, contendo a programação da visita presidencial.

A informação passada a imprensa , dá conta de que o Palácio de Karnak foi apenas notificado por Brasília, da visita de Bolsonaro à Parnaíba. 

O governador, segundo assessores, viaja nesta tarde de terça-feira com destino à Brasilia para participar da caminhada denominada a Marcha das Margaridas, movimento de mulheres anualmente organizado pela CONTAG-Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura . 

O presidente representa a população brasileira, o governador a população do Estado que o elegeu, sabemos todos. 

Da mesma maneira que o presidente, qualquer que seja ele, não pode se escusar de receber um governador em audiência, pertença ele governador a que partido político seja filiado, ao governador de uma unidade federada, por outro lado, não é permitido ausentar-se do Estado que governa, numa retaliação descabida , somente para não dar as boas vindas em nome da população piauiense ao Presidente da República.

Desfeita sem precedentes. 

É isso. 

O governo do presidente Jair Bolsonaro é um oceano de desacertos. 

Chegando amanhã pela manhã em solo piauiense, pela primeira vez como presidente da República, Jair Bolsonaro não terá a recepciona-lo ao pé da escada do avião presidencial a autoridade máxima do Estado do Piauí, o governador Wellington Dias. 

A assessoria do governador justificou, na manhã de hoje, o não comparecimento de Wellington Dias em Parnaíba, motivada pela falta de um convite formal, contendo a programação da visita presidencial.

A informação passada a imprensa , dá conta de que o Palácio de Karnak foi apenas notificado por Brasília, da visita de Bolsonaro à Parnaíba. 

O governador, segundo assessores, viaja nesta tarde de terça-feira com destino à Brasilia para participar da caminhada denominada a Marcha das Margaridas, movimento de mulheres anualmente organizado pela CONTAG-Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura . 

O presidente representa a população brasileira, o governador a população do Estado que o elegeu, sabemos todos. 

Da mesma maneira que o presidente, qualquer que seja ele, não pode se escusar de receber um governador em audiência, pertença ele governador a que partido político seja filiado, ao governador de uma unidade federada, por outro lado, não é permitido ausentar-se do Estado que governa, numa retaliação descabida , somente para não dar as boas vindas em nome da população piauiense ao Presidente da República.

Desfeita sem precedentes. 

É isso. 

Barafunda A única saída

Mais lidas desse blog