1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Falta de lógica
Publicidade

Falta de lógica

As sucessivas  reeleições de um candidato pertencente a um segmento ideológico, deveriam ser precedidas  por administrações bem sucedidas , administrações essas, que tivessem realizado obras estruturantes que viessem  a possibilitar o crescimento economico-financeiro do Estado e de sua gente.

No Estado do Piauí, essa constatação está a desmentir os mais comezinhos princípios, que deveriam nortear uma lógica à  reger as opções individuais de cada eleitor.

Chegamos mesmo a levar em conta que, essa aceitação pacífica da maioria do eleitorado, em não reagir à essa anomia administrativa, tornou-se uma realidade consumada ao longo dos anos, praticamente impossível de ser modificada.

O segmento da sociedade piauiense, que se envolve diretamente no fazer politico-partidário em todo o Estado, já consensuou que, para sobreviver,  tocarem as suas vidas , não admite mais se  afastar do governo de plantão.

Esse "fenômeno " ficou muito mais evidente com a ascensão do Partido dos Trabalhadores ao poder.

Quando neste Estado existia oposição,  era prática comum, o governador eleito, convocar para ter assento a uma cadeira na Assembleia Legislativa, dois ou no máximo, três suplentes de deputados estaduais.

Nos dias que correm,  as cadeiras na Assembleia Legislativa, são ocupadas na sua maioria por não eleitos, numa clara demonstração de um fisiologismo exacerbado, que sangra impiedosamente aqueles que pagam impostos neste Estado do Piauí.
A maioria dos  deputados eleitos,   vão ocupar secretarias ou coordenadorias à nível de secretarias, e as tornam verdadeiros feudos políticos-eleitorais, sem nenhum controle do poder executivo, fazendo e acontecendo todo tipo de  malfeitorias ao talante dos seus interesses eleitorais,

Essa tem sido a estratégia vitoriosa implementada pelo governador Wellington Dias que, para manter todo o universo político piauiense, gravitando em seu derredor- mesmo não tendo ao longo dos seus doze anos de governança, edificado uma única obra que possa ser uma boa lembrança da sua gestão- é tido e havido pelos institutos de pesquisas, com vitorioso no pleito de próximo domingo, com números consolidados de uma vitoria  já no primeiro turno.

Realmente vivemos novos tempos, onde a massificação do ilusionismo administrativo, tornou-se uma verdade incontestável. 

É isso.

Time que está ganhando, não se mexe Que voto é esse?

Mais lidas desse blog


Publicidade