1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Parentela legislativa
Publicidade

Parentela legislativa

Poucas Assembleias Legislativas,  Brasil afora, têm composições tão familiares como a do Estado do Piauí.

Não precisamos ir muito longe não. Aqui ao lado, no vizinho Estado do Maranhão, em que pese o ex-tudo José Sarney, senhor absoluto em terras Timbiras, com poder de mando por mais de cinco décadas, foi vítima nessa eleição de domingo último, desse verdadeiro tsunami a varrer oligarquias carcomidas das Assembleias Legislativas e no Congresso Nacional, fez com que a família Sarney deixasse como único representante o deputado estadual Adriano Sarney, filho do deputado Sarney Filho, derrotado ao concorrer ao Senado Federal.

No entanto, se passarmos uma vista na relação dos eleitos para compor a Assembleia Legislativa do Estado do Piauí para o quadriênio 2019-2022, constatamos que quase dois terços dos eleitos têm descendência de famílias que sempre deram as cartas na política estadual.

Gente do povo mesmo, que veio dos extratos sociais mais humildes da sociedade piauiense, só nos acorre na memória o nome dos deputados estaduais eleitos: Evaldo Gomes, Pastor Gessivaldo e a atual vereadora teresinense,Teresa Brito.

É isso.

 

Inadjetivável O outro fenômeno

Mais lidas desse blog