1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. "Crime hediondo"
Publicidade

"Crime hediondo"

A aceitação do convite formulado pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, ao juiz federal Sérgio Moro, para que ele ocupe a pasta do Ministério da Justiça deverá provocar uma " verdadeira " onda de indignação nacional em todos aqueles que ainda hoje vociferam que as ações da Justiça Federal, da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, não passaram de uma conluio   orquestrado entre esses poderes da República, com o único objetivo, qual seja, tirar o ex-presidente Lula da disputa presidencial.

Tudo o que foi desvendado de falcatruas e já aceito e considerado, como a maior roubalheira de dinheiro público da história da humanidade, não passou, segundo parcelas da sociedade brasileira, de uma ação deliberada da imprensa nacional que resolveu repercutir as inverdades e infâmias produzidas pela Polícia Federal e Ministério Publico Federal e julgadas em primeiro  e segundo graus de jurisdição.

 O juiz Sérgio Moro aceitando o convite do presidente Bolsonaro irá dirigir um Ministério bastante tonificado, já que, a área de Segurança volta para a pasta da justiça e ainda serão agregados ao Ministério da Justiça a CGU- Controladoria Geral da União e o COAF- Conselho de Controle de Atividades Financeiras, órgão que tem como uma das suas atribuições,  promover a proteção dos setores econômicos  contra a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo.

 Sérgio Moro assumindo o cargo de Ministro da Justiça, com a experiência acumulada no comando da Operação Lava Jato, como juiz da décima quarta vara Federal de Curitiba, poderá fazer um trabalho de correção de rumos em todos os setores da vida nacional, mas não faltarão aqueles ensandecidos de sempre, a dizerem Brasil afora,  que na verdade, Sérgio Moro está recebendo uma premiação pelo "desserviço" que prestou à nação brasileira, ao usar arbitrariamente de suas prerrogativas constitucionais colocando  na tranca, verdadeiros vestais.

 É isso.

Bolsonaro e o Nordeste Questão de sobrevivência

Mais lidas desse blog