1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. A oração de São Francisco
Publicidade

A oração de São Francisco

Roberto Cardoso Alves, mais conhecido como Robertão, exerceu o mandato de deputado federal pelo Estado de São Paulo por quatro legislaturas,1979-1994, e além de combativo defensor dos governos de que fez parte, cunhou uma expressão que ainda hoje, permeia o cenário político nacional,  quando está em discussão as relações político-administrativo entre o legislativo e o executivo.

É dando que se recebe, expressão contida na oração de São Francisco que Robertão celebrizou, quando questionado por jornalistas das dificuldades do governo que apoiava em aprovar projetos nas duas casas legislativas, parece estar com os seus dias contados, 
 
Se imaginarmos que, o capitão reformado Jair Bolsonaro, sem dispor de estrutura partidária em todo o Brasil,  com tempo de TV reduzido  8 segundos, conseguiu chegar a presidência da República com o voto de quase 58 milhões de brasileiros, que dificuldades esse presidente poderá ter, quando encaminhar projetos de interesse da nação brasileira ao Congresso Nacional? 

Uma boa parte da população e da imprensa, não querendo atinar para as mudanças que as eleições propiciaram em termos dos métodos e práticas políticas até aqui existentes, ainda se aferram à convicções de que, ou o capitão reformado Jair Bolsonaro  deixa-se encoleirar pelas carcomidas lideranças que ainda restaram na Câmara e no Senado Federal, praticando o velho e obsoleto toma lá, dá cá, ou o “é dando que se recebe” ou não terá as tais condições de governabilidade.
 
Acreditamos, isso sim, que o presidente  eleito Jair Bolsonaro continuará usando cada vez mais as mídias sociais e não terá o menor receio em nominar todos aqueles- deputados e senadores- que se insurgirem contra os projetos encaminhados ao Congresso Nacional.

Bolsonaro e o Nordeste Pecado imperdoável

Mais lidas desse blog