Publicidade

Açodamento

Está se tornando praticamente impossível a leitura dos principais jornais deste país, em especial o que escrevem os seus principais articulistas, que cobram diuturnamente, com um açodamento impressionante, um plano de governo definido, perfeito, irretocável de um futuro presidente da República eleito há apenas, 10 dias.

Se Jair Bolsonaro, nesse ínterim, tivesse recrutado verdadeiros gênios de cada área da administração pública, com certeza , esses luminares do saber ainda não teriam  nem um mínimo esboço, das medidas iniciais a serem implementadas para tirarem o país do profundo buraco que as administrações anteriores o colocaram.

O caos reina completo e absoluto, em todos os setores da nação brasileira, onde a presença da unidade Federada, do município ou da própria União,  constitucionalmente obrigados a prestar atendimento às demandas de cada pagador de impostos, e   não o fazem, ainda assim uma  leva de articulistas da grande imprensa, não atinaram que, do dia para noite, é humanamente impossível que, os futuros dirigentes deste país continente, já apresentassem  de imediato, planos e projetos factíveis que possibilitem resgatar  o Brasil do fundo do poço, resultado de uma política econômica errática colocada em prática nos últimos anos, política está, que colocou fora do mercado de trabalho mais de 14 milhões de brasileiros.

Deixemos pois,  o "capitão reformado" receber a faixa presidencial e aquele prazo dos cem dias que se costuma dar a cada prefeito, governador ou ao próprio presidente da República,  sejam transcorridos, para que se possa fazer uma avaliação dos rumos que o país poderá trilhar, sem logicamente, esse açodamento intempestivo posto em prática até aqui pela grande mídia nacional, tendo à frente desse time de articulistas a conceituada e mordaz  jornalista Miriam Leitão, do Sistema Globo de Comunicação.

Bolsonaro e o Nordeste A terceira Carta

Mais lidas desse blog