1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. As idas e vindas do governo Bolsonaro
Publicidade

As idas e vindas do governo Bolsonaro

O Brasil a partir de primeiro de janeiro do ano entrante, passou a ter um sistema de governo eminentemente militar. 

Se será para o bem ou para o mal da gente brasileira, só o futuro dirá. 

No nosso entendimento, vestir farda de militar, não torna nenhum cidadão diferente dos demais.

O General Augusto Heleno ministro do governo Bolsonaro, tem dito reiteradas vezes, que não consegue identificar diferenciação , segundo ele , como muitos apregoam, uma distinção entre população civil e militar, já que, afinal de contas , somos um só povo, irmanados no mesmo sentimento de amor à pátria. 

O primeiro teste a comprovar essas assertivas do general Augusto Heleno, será dado quando da aprovação da propalada e única pauta do governo Bolsonaro até aqui, isto é , a reforma da previdência, calcanhar de Aquiles de todo o programa econômico a ser implantado pelo ministro da economia Paulo Guedes.

Se o sistema de previdência das forças armadas não se igualar à previdência dos comuns dos mortais, tudo o mais que o governo venha a prometer, cairá rapidamente no descrédito dos brasileiros. 

É isso. 

O Brasil a partir de primeiro de janeiro do ano entrante, passou a ter um sistema de governo eminentemente militar. 

Se será para o bem ou para o mal da gente brasileira, só o futuro dirá. 

No nosso entendimento, vestir farda de militar, não torna nenhum cidadão diferente dos demais.

O General Augusto Heleno ministro do governo Bolsonaro, tem dito reiteradas vezes, que não consegue identificar diferenciação , segundo ele , como muitos apregoam, uma distinção entre população civil e militar, já que, afinal de contas , somos um só povo, irmanados no mesmo sentimento de amor à pátria. 

O primeiro teste a comprovar essas assertivas do general Augusto Heleno, será dado quando da aprovação da propalada e única pauta do governo Bolsonaro até aqui, isto é , a reforma da previdência, calcanhar de Aquiles de todo o programa econômico a ser implantado pelo ministro da economia Paulo Guedes.

Se o sistema de previdência das forças armadas não se igualar à previdência dos comuns dos mortais, tudo o mais que o governo venha a prometer, cairá rapidamente no descrédito dos brasileiros. 

É isso. 

A laranja piauiense Começou muito mal

Mais lidas desse blog