1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Contra fotos não há argumentos
Publicidade

Contra fotos não há argumentos

Embora não tenha assinado a nota que encaminhou a este e a outros jornalistas sobre o uso da Discovery Land Rover, de quase meio milhão de reais, por sua esposa, deixando os filhos em colégio, o secretário de Educação Helder Jacobina, diz que o veículo na verdade é de um irmão, médico, que mora em São Paulo. Diz a  nota: “Por meio desta nota venho esclarecer que o veículo citado pelo jornalista Arimateia Azevedo em vídeos postados na internet e em seu site, o qual atribui a posse a minha esposa não é de sua propriedade. O carro em questão é de um irmão que é médico e empresário no estado de São Paulo. Na capital paulista, além de sua empresa que atua na área de saúde, ele também atende em hospitais referência para o país, como Albert Einstein e Sírio Libanês. Ele mora em São Paulo e o veículo fica com a família quando ele não está no estado do Piauí. Todos os documentos comprobatórios seguem anexos. Sentimos muito pela intenção de associar tal fato com uma operação deflagrada, que sequer é relacionada com a atual gestão na Secretaria de Educação e pedimos que a verdade seja estabelecida por dever e responsabilidade com o bom jornalismo”. De fato, a documentação do veículo encaminhada pelo secretário de Educação faz menção a um nome que, aparentemente, é de seu irmão, tentando mostrar que o veículo Discovery Land Rover não se encontra em nome do secretário ou de sua esposa. Isso na verdade não significa nada, nada, nada mesmo, porque não se tem certeza efetiva da origem dos recursos que permitiram a propriedade do veículo à pessoa em nome de quem se encontra. A Receita Federal tem a obrigação de apurar e esclarecer esse fato, nada usual, de um parente comprar um carro exageradamente luxuoso e deixar entregue a uso de terceiros e ainda por cima para levar menino pro colégio. Em um país onde os testa-de-ferro e ‘laranjas’ se multiplicam com uma facilidade inexplicável, domesticamente como a criação de coelhos, atribuir a terceiro a propriedade de bem móvel ou imóvel, ou um veículo de luxo, como no caso em particular, é algo tão singelo quanto imaginar que tal tentativa de explicação convença a todos como sendo uma verdade cristalina. Pode ser verdadeiro, ou não. Mas a verdade é que sempre chama a atenção um veículo de alto luxo utilizado pela esposa do secretário que à luz do sol, ganha salário de R$ 8 mil, líquidos, que dele se serve para buscar os filhos no colégio, ainda mais quando o veículo deveria estar guardado para ser usado nas férias do parente milionário que mora em São Paulo. Perdão, contra fotos não há argumentos. 

Falando aos deputados estaduais, o secretário de Fazena Rafael Fonteles mostra otimismo quanto ao futuro da nova gestão (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Tá russo!

O momento não está mesmo para os políticos. Aliás, certos políticos. 
Madrinha de um formando da turma de bacharel em Direito, que colava grau nesta quinta-feira, a deputada federal Iracema Portella teve sua presença citada pela diretora. Como manda o protocolo.
E não deu outra: foi vaiada, estrepitosamente.

Mais uma!

Ontem, foi a vez do Gaeco deflagrar operação contra prefeitos e empresários suspeitos de fraudarem licitações no Piauí. 
É a Federal nos calcanhares dos secretários estaduais e o MP correndo atrás de prefeitos corruptos e, a impressão que esses gestores procuram passar para a opinião pública é de que nada disso é com eles.
Acaba  não, mundão!

Aí tem!

Diz-se que a Polícia achou uma lista de terceirizados na Secretaria de Educação, cujos salários chegam a mais de R$ 1 milhão. 
Gente saindo pelo ladrão (ladrão!) que não estava integrada ao sistema.

Para inglês ver 1

A reação do deputado Henrique Pires contra a prisão de Temer é somente "para inglês ver". A decisão do juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato, mandando prender Temer, foi antes da briga entre Rodrigo Maia e Sérgio Moro. 
O esforçado deputado perdeu a oportunidade de ficar calado!

Para inglês ver 2

Henrique Pires diz que conhece muito bem a lisura de Temer com a coisa pública. 
Não é o que diz a Lava Jato, que apurou 40 anos de propina e corrupção do ex-presidente como chefe de uma quadrilha. 
Perdeu outra vez a oportunidade de ficar calado.

Olha a data 

O mandado de prisão assinado pelo juiz Marcelo Bretas contra Temer e Moreira Franco é datado de 19 deste mês. A discussão entre Rodrigo Maia, genro de Moreira e o ministro Sérgio Moro, foi anteontem, um dia depois, portanto. 
No Brasil as pessoas sempre procuram desculpas pífias para justificar os atos dos outros.

Dando o troco

O vereador Luiz Lobão foi cobrar apoio dos deputados do MDB para eleger vereadores na capital, mas não esperava a resposta do deputado Themístocles Filho para o pleito dele.
“Pergunte em quem ele votou para deputado!”, alfinetou.

Negando tudo

O deputado estadual Evaldo Gomes negou que ele ou a deputada Marina Santos, ambos do Solidariedade, estariam negociando com o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), para ocupar cargo de secretário na administração municipal.
Ele também descartou a informação de uma filiação do suplente Silas Freire ao partido.

Balanço Parcial

Na Assembleia Legislativa, o secretário de fazenda, Rafael Fonteles apresentou relatório fiscal do Estado aos deputados. 
Além de apresentar as contas, Fonteles anunciou que semana que vem já será mostrado um balanço parcial de quanto o Estado já economizou desde que foi baixado o “decretão” de corte de gastos. 
A meta do governador é R$ 400 milhões por ano.

Inquietação

As prisões de Michel Temer, de Moreira Franco e do coronel Lima inquietaram os partidários do senador Ciro Nogueira, sobre o qual, pesam sérias denúncias de recebimento de propina. Ciro já teria avisado que não virá a Teresina por esses dias. 
Mas também não diz onde pode ser encontrado.

Contra reforma

Centrais Sindicais realizam a partir das 8h de hoje, um ato contra a reforma da previdência.
A manifestação acontece em frente ao prédio do INSS, próximo à Praça da Bandeira, no centro de Teresina.

Ping-Pong

Conservem o candidato

Na roda do café São Braz, do Teresina Shopping, conversam o professor Apurian e o Nego Aelson, sobre a política  São João do Piauí. 

Apurian: “Já estão falando em eleição municipal por lá?” 
Aelson: “É só o que se fala. Inclusive filiou-se ao PT recentemente o Dr. Poroca, dizendo ser candidato da Deputada Rejane”. 
Apurian: “O poroca é aquele que só é candidato quando toma umas e outras?”
Aelson: “Ele mesmo!”
Apurian: “Ah, então só se o conservarem  bêbado até lá”.

Expressas

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Antônio Dib Tajra, localizada no bairro Satélite, completou um mês de funcionamento com mais de 10 mil atendimentos realizados.

Teresina saiu de 19% para 31% em termos de cobertura de esgoto em um ano. O dado foi divulgado pela empresa Águas de Teresina.

Acontece nos dias 15 a 18 de abril, no CT da UFPI, o I Simpósio Internacional de Modelagem Computacional em Ciência e Tecnologia. As inscrições estão abertas até o dia 12 de abril.

Embora não tenha assinado a nota que encaminhou a este e a outros jornalistas sobre o uso da Discovery Land Rover, de quase meio milhão de reais, por sua esposa, deixando os filhos em colégio, o secretário de Educação Helder Jacobina, diz que o veículo na verdade é de um irmão, médico, que mora em São Paulo. Diz a  nota: “Por meio desta nota venho esclarecer que o veículo citado pelo jornalista Arimateia Azevedo em vídeos postados na internet e em seu site, o qual atribui a posse a minha esposa não é de sua propriedade. O carro em questão é de um irmão que é médico e empresário no estado de São Paulo. Na capital paulista, além de sua empresa que atua na área de saúde, ele também atende em hospitais referência para o país, como Albert Einstein e Sírio Libanês. Ele mora em São Paulo e o veículo fica com a família quando ele não está no estado do Piauí. Todos os documentos comprobatórios seguem anexos. Sentimos muito pela intenção de associar tal fato com uma operação deflagrada, que sequer é relacionada com a atual gestão na Secretaria de Educação e pedimos que a verdade seja estabelecida por dever e responsabilidade com o bom jornalismo”. De fato, a documentação do veículo encaminhada pelo secretário de Educação faz menção a um nome que, aparentemente, é de seu irmão, tentando mostrar que o veículo Discovery Land Rover não se encontra em nome do secretário ou de sua esposa. Isso na verdade não significa nada, nada, nada mesmo, porque não se tem certeza efetiva da origem dos recursos que permitiram a propriedade do veículo à pessoa em nome de quem se encontra. A Receita Federal tem a obrigação de apurar e esclarecer esse fato, nada usual, de um parente comprar um carro exageradamente luxuoso e deixar entregue a uso de terceiros e ainda por cima para levar menino pro colégio. Em um país onde os testa-de-ferro e ‘laranjas’ se multiplicam com uma facilidade inexplicável, domesticamente como a criação de coelhos, atribuir a terceiro a propriedade de bem móvel ou imóvel, ou um veículo de luxo, como no caso em particular, é algo tão singelo quanto imaginar que tal tentativa de explicação convença a todos como sendo uma verdade cristalina. Pode ser verdadeiro, ou não. Mas a verdade é que sempre chama a atenção um veículo de alto luxo utilizado pela esposa do secretário que à luz do sol, ganha salário de R$ 8 mil, líquidos, que dele se serve para buscar os filhos no colégio, ainda mais quando o veículo deveria estar guardado para ser usado nas férias do parente milionário que mora em São Paulo. Perdão, contra fotos não há argumentos. 

Falando aos deputados estaduais, o secretário de Fazena Rafael Fonteles mostra otimismo quanto ao futuro da nova gestão (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Tá russo!

O momento não está mesmo para os políticos. Aliás, certos políticos. 
Madrinha de um formando da turma de bacharel em Direito, que colava grau nesta quinta-feira, a deputada federal Iracema Portella teve sua presença citada pela diretora. Como manda o protocolo.
E não deu outra: foi vaiada, estrepitosamente.

Mais uma!

Ontem, foi a vez do Gaeco deflagrar operação contra prefeitos e empresários suspeitos de fraudarem licitações no Piauí. 
É a Federal nos calcanhares dos secretários estaduais e o MP correndo atrás de prefeitos corruptos e, a impressão que esses gestores procuram passar para a opinião pública é de que nada disso é com eles.
Acaba  não, mundão!

Aí tem!

Diz-se que a Polícia achou uma lista de terceirizados na Secretaria de Educação, cujos salários chegam a mais de R$ 1 milhão. 
Gente saindo pelo ladrão (ladrão!) que não estava integrada ao sistema.

Para inglês ver 1

A reação do deputado Henrique Pires contra a prisão de Temer é somente "para inglês ver". A decisão do juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato, mandando prender Temer, foi antes da briga entre Rodrigo Maia e Sérgio Moro. 
O esforçado deputado perdeu a oportunidade de ficar calado!

Para inglês ver 2

Henrique Pires diz que conhece muito bem a lisura de Temer com a coisa pública. 
Não é o que diz a Lava Jato, que apurou 40 anos de propina e corrupção do ex-presidente como chefe de uma quadrilha. 
Perdeu outra vez a oportunidade de ficar calado.

Olha a data 

O mandado de prisão assinado pelo juiz Marcelo Bretas contra Temer e Moreira Franco é datado de 19 deste mês. A discussão entre Rodrigo Maia, genro de Moreira e o ministro Sérgio Moro, foi anteontem, um dia depois, portanto. 
No Brasil as pessoas sempre procuram desculpas pífias para justificar os atos dos outros.

Dando o troco

O vereador Luiz Lobão foi cobrar apoio dos deputados do MDB para eleger vereadores na capital, mas não esperava a resposta do deputado Themístocles Filho para o pleito dele.
“Pergunte em quem ele votou para deputado!”, alfinetou.

Negando tudo

O deputado estadual Evaldo Gomes negou que ele ou a deputada Marina Santos, ambos do Solidariedade, estariam negociando com o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), para ocupar cargo de secretário na administração municipal.
Ele também descartou a informação de uma filiação do suplente Silas Freire ao partido.

Balanço Parcial

Na Assembleia Legislativa, o secretário de fazenda, Rafael Fonteles apresentou relatório fiscal do Estado aos deputados. 
Além de apresentar as contas, Fonteles anunciou que semana que vem já será mostrado um balanço parcial de quanto o Estado já economizou desde que foi baixado o “decretão” de corte de gastos. 
A meta do governador é R$ 400 milhões por ano.

Inquietação

As prisões de Michel Temer, de Moreira Franco e do coronel Lima inquietaram os partidários do senador Ciro Nogueira, sobre o qual, pesam sérias denúncias de recebimento de propina. Ciro já teria avisado que não virá a Teresina por esses dias. 
Mas também não diz onde pode ser encontrado.

Contra reforma

Centrais Sindicais realizam a partir das 8h de hoje, um ato contra a reforma da previdência.
A manifestação acontece em frente ao prédio do INSS, próximo à Praça da Bandeira, no centro de Teresina.

Ping-Pong

Conservem o candidato

Na roda do café São Braz, do Teresina Shopping, conversam o professor Apurian e o Nego Aelson, sobre a política  São João do Piauí. 

Apurian: “Já estão falando em eleição municipal por lá?” 
Aelson: “É só o que se fala. Inclusive filiou-se ao PT recentemente o Dr. Poroca, dizendo ser candidato da Deputada Rejane”. 
Apurian: “O poroca é aquele que só é candidato quando toma umas e outras?”
Aelson: “Ele mesmo!”
Apurian: “Ah, então só se o conservarem  bêbado até lá”.

Expressas

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Antônio Dib Tajra, localizada no bairro Satélite, completou um mês de funcionamento com mais de 10 mil atendimentos realizados.

Teresina saiu de 19% para 31% em termos de cobertura de esgoto em um ano. O dado foi divulgado pela empresa Águas de Teresina.

Acontece nos dias 15 a 18 de abril, no CT da UFPI, o I Simpósio Internacional de Modelagem Computacional em Ciência e Tecnologia. As inscrições estão abertas até o dia 12 de abril.

A água vira moeda de troca Esperteza do João sem braço

Mais lidas desse blog