1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Dúvidas e certezas
Publicidade

Dúvidas e certezas

A coluna suspeitou, desde o primeiro momento, de que a polícia do Piauí estava fazendo muito alarde de ter prendido e matado os assaltantes das agências bancárias de Campo Maior, mas nada fala sobre o dinheiro recuperado, proveniente do ato criminoso. Agora já se sabe que, pelo menos um dos criminosos que consegui escapar da verdadeira execução em que se transformou a caçada aos assaltantes, que policiais teriam ficado com parte do dinheiro que ele carregava. O caso é recorrente e coloca a própria polícia na mira das investigações e não é a primeira vez que se tem a confirmação de que os policiais empreendem uma verdadeira caçada a bandidos quando se trata de assalto a bancos, porque, afinal, sabem que, além do cumprimento do dever em si, existe o ‘prêmio’ da recuperação de valores, nem sempre todos recolhidos adequada e devidamente aos cofres públicos. O que se espera é que, diante da denúncia do próprio preso, o Ministério Público Estadual possa atuar de modo mais efetivo e direto, investigando o caso, e denunciando os responsáveis. Também a Corregedoria de polícia da secretaria de segurança deve uma explicação adequada para que os esclarecimentos sejam todos postos para a sociedade. Afinal de contas, não se pode esperar da polícia algo que não seja eficiência em suas funções, mas, também, transparência de resultados, especialmente quando há estranho mistério na divulgação dos valores que foram roubados dos bancos e, em especial, o montante do que foi recuperado. Existe um ditado que não pode ser jamais esquecido: não se gera dúvidas quando pode ter certezas. Por enquanto, a única certeza que existe é que as dúvidas continuam sem respostas.

Desembargador Edvaldo Moura empossado no Rio de Janeiro na presidência do Instituto dos Magistrados. Na foto, os desembargadores Roberto Guimarães, Fábio Dutra, Nagib Slaib e Marcelo Piragibe.

Cadê o dinheiro?

Dinheiro de assalto a banco e uma coisa misteriosa. 
Nunca, aqui e em qualquer lugar, a instituição bancária recebeu devolução de cem por cento do produto assaltado.
Por isso que existe a eterna desconfiança de que o roubo, muitas vezes, satisfaz a quem o pratica, a determinados integrantes dos próprios bancos e, finalmente, agrada a quem caça, prende e mata os bandidos.

Foragido

Diz velho ditado que o dinheiro produto de assalto a banco sempre fica com o foragido. Ou com o morto.

Esquisitice

Numa foto, sem camisa, e sem o colete a prova de balas, um assaltante dos bancos de Campo Maior  parece ter nos pulsos marcas de unhas. E mostra um furo, possivelmente de bala, à altura do coração.
Terá sido pego vivo, depois de dominado à força?

Caso BNB

Até hoje, não se tem uma resposta sobre o assalto a agencia do Banco do Nordeste. Lembram, quando apareceu dinheiro no capô do carro, levado para o 5º Batalhão e de lá, ninguém sabe quanto realmente tinha?

Lá vem!

A prisão de uma personalidade com a de um ex-presidente da República, como Michel Temer, que detinha todos os poderes que um homem público poderia ter, é de deixar os muitos menos importantes muito preocupados.
No Piauí tem gente respondendo a vários processos na Lava Jato que quer passar a impressão de que nada lhe abala.

Exoneração

O governador Wellington Dias exonerou ontem mesmo, do cargo de assessora especial do Palácio de Karnak, a atual secretária de administração da prefeitura de São Raimundo Nonato, Nailler, Gonçalves. 
Não deu tempo sequer para que ela viesse dizer se aceitava ou não.

Edvaldo Moura

O desembargador Edvaldo Moura foi empossado ontem, no Rio de Janeiro, no cargo de presidente da seccional piauiense do Instituto dos Magistrados do Brasil.

Lixão

A prefeitura precisa evitar mais mortes no aterro sanitário. Anteontem, um catador foi tragado por uma empilhadeira. Uma morte que poderia ter sido evitada. 
A prefeitura proíbe o acesso das pessoas ao lixão, mas, prosaicamente, não impede.

Ele voltará!

Como era esperado, o deputado estadual Júlio Arcoverde está fazendo o caminho de volta. Vai deixar a Semel (Secretaria de Esportes e Lazer), mas o Progressistas, rápido no gatilho, vai indicar outro para o lugar.
Marcos Monteiro, filho do deputado Fernando Monteiro, vai para o lugar.

Poder

Engana-se quem diz que Assis Carvalho não pegou nada no governo. 
O genro, Lailson, foi mantido na chefia da comissão de licitação da secretaria de saúde.

Cadê o meu?

Agora é que deputado vai escassear suas viagens pelo interior. Porque, depois do listão dos assessores, muitos eleitores que não figuram lá, vão cobrar seus empregos.  

Ping-Pong
Acabando o PT

Gilmar Soares pede ao petista Marcos Damasceno uma análise política e administrativa do governo Bolsonaro.

Gilmar Soares: “Bolsonaro disse na campanha que ia acabar com PT. Como você vê isso?”
Damasceno: “Está acabando, sim com o PT “(País Todo)”.

Expressas

O Hospital Getúlio Vargas passará a ser administrado pelo médico Gilberto Albuquerque, ex-diretor do Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

A Guarda Municipal de Teresina iniciou nesta semana uma capacitação voltada para o manuseio de armas de fogo.

Está previsto para começar a funcionar no próximo dia 25, sábado, o Terminal de Integração do Zoobotânico, na zona Leste da cidade.

A coluna suspeitou, desde o primeiro momento, de que a polícia do Piauí estava fazendo muito alarde de ter prendido e matado os assaltantes das agências bancárias de Campo Maior, mas nada fala sobre o dinheiro recuperado, proveniente do ato criminoso. Agora já se sabe que, pelo menos um dos criminosos que consegui escapar da verdadeira execução em que se transformou a caçada aos assaltantes, que policiais teriam ficado com parte do dinheiro que ele carregava. O caso é recorrente e coloca a própria polícia na mira das investigações e não é a primeira vez que se tem a confirmação de que os policiais empreendem uma verdadeira caçada a bandidos quando se trata de assalto a bancos, porque, afinal, sabem que, além do cumprimento do dever em si, existe o ‘prêmio’ da recuperação de valores, nem sempre todos recolhidos adequada e devidamente aos cofres públicos. O que se espera é que, diante da denúncia do próprio preso, o Ministério Público Estadual possa atuar de modo mais efetivo e direto, investigando o caso, e denunciando os responsáveis. Também a Corregedoria de polícia da secretaria de segurança deve uma explicação adequada para que os esclarecimentos sejam todos postos para a sociedade. Afinal de contas, não se pode esperar da polícia algo que não seja eficiência em suas funções, mas, também, transparência de resultados, especialmente quando há estranho mistério na divulgação dos valores que foram roubados dos bancos e, em especial, o montante do que foi recuperado. Existe um ditado que não pode ser jamais esquecido: não se gera dúvidas quando pode ter certezas. Por enquanto, a única certeza que existe é que as dúvidas continuam sem respostas.

Desembargador Edvaldo Moura empossado no Rio de Janeiro na presidência do Instituto dos Magistrados. Na foto, os desembargadores Roberto Guimarães, Fábio Dutra, Nagib Slaib e Marcelo Piragibe.

Cadê o dinheiro?

Dinheiro de assalto a banco e uma coisa misteriosa. 
Nunca, aqui e em qualquer lugar, a instituição bancária recebeu devolução de cem por cento do produto assaltado.
Por isso que existe a eterna desconfiança de que o roubo, muitas vezes, satisfaz a quem o pratica, a determinados integrantes dos próprios bancos e, finalmente, agrada a quem caça, prende e mata os bandidos.

Foragido

Diz velho ditado que o dinheiro produto de assalto a banco sempre fica com o foragido. Ou com o morto.

Esquisitice

Numa foto, sem camisa, e sem o colete a prova de balas, um assaltante dos bancos de Campo Maior  parece ter nos pulsos marcas de unhas. E mostra um furo, possivelmente de bala, à altura do coração.
Terá sido pego vivo, depois de dominado à força?

Caso BNB

Até hoje, não se tem uma resposta sobre o assalto a agencia do Banco do Nordeste. Lembram, quando apareceu dinheiro no capô do carro, levado para o 5º Batalhão e de lá, ninguém sabe quanto realmente tinha?

Lá vem!

A prisão de uma personalidade com a de um ex-presidente da República, como Michel Temer, que detinha todos os poderes que um homem público poderia ter, é de deixar os muitos menos importantes muito preocupados.
No Piauí tem gente respondendo a vários processos na Lava Jato que quer passar a impressão de que nada lhe abala.

Exoneração

O governador Wellington Dias exonerou ontem mesmo, do cargo de assessora especial do Palácio de Karnak, a atual secretária de administração da prefeitura de São Raimundo Nonato, Nailler, Gonçalves. 
Não deu tempo sequer para que ela viesse dizer se aceitava ou não.

Edvaldo Moura

O desembargador Edvaldo Moura foi empossado ontem, no Rio de Janeiro, no cargo de presidente da seccional piauiense do Instituto dos Magistrados do Brasil.

Lixão

A prefeitura precisa evitar mais mortes no aterro sanitário. Anteontem, um catador foi tragado por uma empilhadeira. Uma morte que poderia ter sido evitada. 
A prefeitura proíbe o acesso das pessoas ao lixão, mas, prosaicamente, não impede.

Ele voltará!

Como era esperado, o deputado estadual Júlio Arcoverde está fazendo o caminho de volta. Vai deixar a Semel (Secretaria de Esportes e Lazer), mas o Progressistas, rápido no gatilho, vai indicar outro para o lugar.
Marcos Monteiro, filho do deputado Fernando Monteiro, vai para o lugar.

Poder

Engana-se quem diz que Assis Carvalho não pegou nada no governo. 
O genro, Lailson, foi mantido na chefia da comissão de licitação da secretaria de saúde.

Cadê o meu?

Agora é que deputado vai escassear suas viagens pelo interior. Porque, depois do listão dos assessores, muitos eleitores que não figuram lá, vão cobrar seus empregos.  

Ping-Pong
Acabando o PT

Gilmar Soares pede ao petista Marcos Damasceno uma análise política e administrativa do governo Bolsonaro.

Gilmar Soares: “Bolsonaro disse na campanha que ia acabar com PT. Como você vê isso?”
Damasceno: “Está acabando, sim com o PT “(País Todo)”.

Expressas

O Hospital Getúlio Vargas passará a ser administrado pelo médico Gilberto Albuquerque, ex-diretor do Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

A Guarda Municipal de Teresina iniciou nesta semana uma capacitação voltada para o manuseio de armas de fogo.

Está previsto para começar a funcionar no próximo dia 25, sábado, o Terminal de Integração do Zoobotânico, na zona Leste da cidade.

A fritura de Sérgio Moro Justiça para alguns

Mais lidas desse blog