1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Conluio perigoso
Publicidade

Conluio perigoso

O governador Wellington Dias está na obrigação moral de mandar apurar imediatamente essas denúncias de que se usa dinheiro do governo em negócios particulares nada recomendáveis, de compra e venda de silêncio que já foram objeto de apuração pela polícia civil, mas sem qualquer resultado objetivo e que não produziram um relatório, ainda que preliminar, sobre o assunto. Tem-se replicado nas redes sociais denúncias de que auxiliares do governador estariam envolvidos em uma trama contra autoridades e em processo de prática de achaque e chantagem no grupo de WhatsApp batizado de Xico Prime. Wellington precisa, antes de tudo, buscar esclarecimento na polícia sobre a investigação que ele próprio determinou meses atrás em torno dos prints de conversas atribuídas a auxiliares do governo com Marciano Arraes, este, o principal personagem desse jogo perigoso com ataques, sobretudo contra o prefeito da capital, Firmino Filho, a desembargadores e, enfim, a outras personalidades públicas. Urge que o chefe do governo busque saber a extensão ou veracidade do pagamento de mensalinhos a Arraes, oriundos de troca de informações privilegiadas, vazadas na conveniência dos envolvidos.  Já se espalhou até uma lista de pagamentos com nomes bem sugestivos. Se este é o negócio que se esconde por trás do codinome Xico Prime, o governo tem o dever de esclarecer o que se passa nas sombras de suas secretarias, porque os crimes relacionados são um pequeno passeio nas leis penais brasileiras, pois tudo sugere ameaças veladas, como ele fez, anteontem, contra o advogado Lucas Villa, prometendo inclusive revelar ações do advogado no curso do inquérito da estudante Fernanda Lages. O governador deve determinar a conclusão da investigação e a divulgação dos seus resultados, ou passará  a impressão de que o ponto mais central do governo estaria também contaminado. 

Senador Davi Alcolumbre cobra em Nova Iorque apoio dos parlamentares brasileiros à reforma da previdência (Foto: Raphaela Carrera/Presidência do Senado Federal)

Água boa

A assessoria da Agespisa informa que apesar de apresentar a cor de ‘refresco de tamarindo’, a água consumida pela população da cidade de Murici dos Portelas está em condições apropriadas para consumo.
Diz que  a empresa realizou coletas de amostras da água e constatou a qualidade da água.

Então, tá

Charles Sales precisa ficar atento quanto aos atendimentos no hospital e ao movimento no cemitério da cidade de Murici por esses próximos dias.

Coisa mal feita

O viaduto da Avenida Miguel Rosa que ontem mobilizou todo o setor técnico do governo, com as rachaduras apresentadas, foi inaugurado no dia 19 de outubro de 2017. 
Pois é, não chegou ao segundo aniversário. Uma obra de concreto armado dura século.

Lucas Villa

A OAB Piauí partiu em socorro ao advogado Lucas Villa diante dos ataques do ‘administrador’ do grupo Xico Prime, Marciano Arraes, que, fez veladas ameaças ao advogado e o acusou de ter protegido uma ‘figura importante’ evitando que ela fosse identificada nas investigações do caso Fernanda Lages. 
A Associação Nacional de Advocacia Criminal (Anacrim) também se manifestou a favor de Villa.

Ofensa

Na defesa do advogado, a OAB Piauí diz que o indivíduo que o acusou agiu de forma “aviltosa e covarde”. 
Lucas representou contra o acusador.

Alcollumbre

Ontem, no ‘Lide Brazilian Investiment Forum’, em Nova Iorque, o presidente do Senado Davi Alcolumbre voltou a defender a reforma da presidência, e conclamou deputados para votar favoravelmente. 
“Sem a reforma da previdência, todos nós estamos fadados ao fracasso no Brasil”, disse.

Lá vai!

Está programada para o dia 22, próxima quarta-feira, reunião da bancada piauiense no Palácio do Planalto para decidirem sobre voto a favor da reforma da previdência. 
Pelo visto vai o bolo todo porque a reunião, acertada pelo deputado Júlio César, terá a presença de Bolsonaro.

Deputado licenciado 

Exonerado a pedido, da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, o deputado Júlio Arcoverde (PT) foi a Assembleia Legislativa, mas não assumiu. 
Foi dizer ao Presidente Themístocles que fica licenciado do cargo até o governador Wellington Dias (PT) resolver convocar o deputado Fábio Novo para a Cultura.
Arcoverde precisa consultar o regimento da casa.

Olha, lá!

A licença se encerra com o decreto de exoneração dele do cargo da Semel. 
Querer bancar o generoso protetor da colega pode complicar até a Mesa Diretora da Assembleia que tem a obrigação de destituir o suplente.
Não assumindo, Júlio se torna faltoso, podendo ter seus preciosos proventos descontados pelos dias de ausência.
O deputado não pode fazer disso uma camaradagem. O MP tem o dever de ver essa situação.

EleNão

Oriundos de movimentos estudantis, os vereadores de Teresina, Deolindo Moura (PT) e Enzo Samuel (PC do B), tiveram as presenças cobradas na manifestação que ocorreu ontem contra o bloqueio de verbas para universidades.
Na Câmara Municipal, Enzo delatou Deolindo: Eu fui à manifestação, #EleNão, disse apontando para o colega.

Em família

A prefeita de Valença, Ceiça Dias (SDD) nomeou o próprio filho, o ex-prefeito de Novo Oriente, ex-candidato a Senador, Marcus Vinícius como novo secretário de governo do município.
A nomeação tem repercutido negativamente.

Ping-Pong
Exclusão por medo

Prefeito pela terceira vez de Teresina, Wall Ferraz (1993) trava discussão áspera com seu secretário de Comunicação, Zózimo Tavares, na frente do chefe de gabinete, Romildo Mafra, campeão de levar 'esfregas' do prefeito. O clima fica conturbado. Zózimo sai da sala resmungando para Romildo.
 
Zózimo: "Eu não tenho medo de presidente da República, de general, de governador, de senador, de deputado federal e....nem de vereador..."
Romildo: "Mas tem de prefeito, pois acabou de excluí-lo da relação".

Originalmente publicada em 2 de novembro de 2006.

Expressas

Já estão disponíveis no site do Nucepe, os resultados definitivos da 3ª etapa do concurso da Guarda Municipal de Teresina, referentes ao teste de aptidão física.

O II Encontro Científico da Associação Brasileira de Fisioterapia Neurofuncional (Abrafin) no Piauí está com inscrições abertas. 

O evento terá como tema Evidência Científica e Prática Clínica e ocorrerá no dia 25 de maio, no auditório da Universidade Estadual do Piauí.

O governador Wellington Dias está na obrigação moral de mandar apurar imediatamente essas denúncias de que se usa dinheiro do governo em negócios particulares nada recomendáveis, de compra e venda de silêncio que já foram objeto de apuração pela polícia civil, mas sem qualquer resultado objetivo e que não produziram um relatório, ainda que preliminar, sobre o assunto. Tem-se replicado nas redes sociais denúncias de que auxiliares do governador estariam envolvidos em uma trama contra autoridades e em processo de prática de achaque e chantagem no grupo de WhatsApp batizado de Xico Prime. Wellington precisa, antes de tudo, buscar esclarecimento na polícia sobre a investigação que ele próprio determinou meses atrás em torno dos prints de conversas atribuídas a auxiliares do governo com Marciano Arraes, este, o principal personagem desse jogo perigoso com ataques, sobretudo contra o prefeito da capital, Firmino Filho, a desembargadores e, enfim, a outras personalidades públicas. Urge que o chefe do governo busque saber a extensão ou veracidade do pagamento de mensalinhos a Arraes, oriundos de troca de informações privilegiadas, vazadas na conveniência dos envolvidos.  Já se espalhou até uma lista de pagamentos com nomes bem sugestivos. Se este é o negócio que se esconde por trás do codinome Xico Prime, o governo tem o dever de esclarecer o que se passa nas sombras de suas secretarias, porque os crimes relacionados são um pequeno passeio nas leis penais brasileiras, pois tudo sugere ameaças veladas, como ele fez, anteontem, contra o advogado Lucas Villa, prometendo inclusive revelar ações do advogado no curso do inquérito da estudante Fernanda Lages. O governador deve determinar a conclusão da investigação e a divulgação dos seus resultados, ou passará  a impressão de que o ponto mais central do governo estaria também contaminado. 

Senador Davi Alcolumbre cobra em Nova Iorque apoio dos parlamentares brasileiros à reforma da previdência (Foto: Raphaela Carrera/Presidência do Senado Federal)

Água boa

A assessoria da Agespisa informa que apesar de apresentar a cor de ‘refresco de tamarindo’, a água consumida pela população da cidade de Murici dos Portelas está em condições apropriadas para consumo.
Diz que  a empresa realizou coletas de amostras da água e constatou a qualidade da água.

Então, tá

Charles Sales precisa ficar atento quanto aos atendimentos no hospital e ao movimento no cemitério da cidade de Murici por esses próximos dias.

Coisa mal feita

O viaduto da Avenida Miguel Rosa que ontem mobilizou todo o setor técnico do governo, com as rachaduras apresentadas, foi inaugurado no dia 19 de outubro de 2017. 
Pois é, não chegou ao segundo aniversário. Uma obra de concreto armado dura século.

Lucas Villa

A OAB Piauí partiu em socorro ao advogado Lucas Villa diante dos ataques do ‘administrador’ do grupo Xico Prime, Marciano Arraes, que, fez veladas ameaças ao advogado e o acusou de ter protegido uma ‘figura importante’ evitando que ela fosse identificada nas investigações do caso Fernanda Lages. 
A Associação Nacional de Advocacia Criminal (Anacrim) também se manifestou a favor de Villa.

Ofensa

Na defesa do advogado, a OAB Piauí diz que o indivíduo que o acusou agiu de forma “aviltosa e covarde”. 
Lucas representou contra o acusador.

Alcollumbre

Ontem, no ‘Lide Brazilian Investiment Forum’, em Nova Iorque, o presidente do Senado Davi Alcolumbre voltou a defender a reforma da presidência, e conclamou deputados para votar favoravelmente. 
“Sem a reforma da previdência, todos nós estamos fadados ao fracasso no Brasil”, disse.

Lá vai!

Está programada para o dia 22, próxima quarta-feira, reunião da bancada piauiense no Palácio do Planalto para decidirem sobre voto a favor da reforma da previdência. 
Pelo visto vai o bolo todo porque a reunião, acertada pelo deputado Júlio César, terá a presença de Bolsonaro.

Deputado licenciado 

Exonerado a pedido, da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, o deputado Júlio Arcoverde (PT) foi a Assembleia Legislativa, mas não assumiu. 
Foi dizer ao Presidente Themístocles que fica licenciado do cargo até o governador Wellington Dias (PT) resolver convocar o deputado Fábio Novo para a Cultura.
Arcoverde precisa consultar o regimento da casa.

Olha, lá!

A licença se encerra com o decreto de exoneração dele do cargo da Semel. 
Querer bancar o generoso protetor da colega pode complicar até a Mesa Diretora da Assembleia que tem a obrigação de destituir o suplente.
Não assumindo, Júlio se torna faltoso, podendo ter seus preciosos proventos descontados pelos dias de ausência.
O deputado não pode fazer disso uma camaradagem. O MP tem o dever de ver essa situação.

EleNão

Oriundos de movimentos estudantis, os vereadores de Teresina, Deolindo Moura (PT) e Enzo Samuel (PC do B), tiveram as presenças cobradas na manifestação que ocorreu ontem contra o bloqueio de verbas para universidades.
Na Câmara Municipal, Enzo delatou Deolindo: Eu fui à manifestação, #EleNão, disse apontando para o colega.

Em família

A prefeita de Valença, Ceiça Dias (SDD) nomeou o próprio filho, o ex-prefeito de Novo Oriente, ex-candidato a Senador, Marcus Vinícius como novo secretário de governo do município.
A nomeação tem repercutido negativamente.

Ping-Pong
Exclusão por medo

Prefeito pela terceira vez de Teresina, Wall Ferraz (1993) trava discussão áspera com seu secretário de Comunicação, Zózimo Tavares, na frente do chefe de gabinete, Romildo Mafra, campeão de levar 'esfregas' do prefeito. O clima fica conturbado. Zózimo sai da sala resmungando para Romildo.
 
Zózimo: "Eu não tenho medo de presidente da República, de general, de governador, de senador, de deputado federal e....nem de vereador..."
Romildo: "Mas tem de prefeito, pois acabou de excluí-lo da relação".

Originalmente publicada em 2 de novembro de 2006.

Expressas

Já estão disponíveis no site do Nucepe, os resultados definitivos da 3ª etapa do concurso da Guarda Municipal de Teresina, referentes ao teste de aptidão física.

O II Encontro Científico da Associação Brasileira de Fisioterapia Neurofuncional (Abrafin) no Piauí está com inscrições abertas. 

O evento terá como tema Evidência Científica e Prática Clínica e ocorrerá no dia 25 de maio, no auditório da Universidade Estadual do Piauí.

Fábrica de cimento A ladainha da duplicação

Mais lidas desse blog