1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. O Piauí no Serasa
Publicidade

O Piauí no Serasa

O Piauí segue inscrito no Cauc (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias), o que não somente impede o estado de obter novos financiamentos como também de internalizar recursos de empréstimos já contratados. O tamanho desse problema pode ser visto no último relatório resumido da execução orçamentária, publicado em 30 de maio. O documento informa que são negativas as receitas de capital no primeiro quadrimestre (janeiro a abril) do ano, pois há um estorno de R$ 11,8 milhões. Além disso, de R$ 1 bilhão em financiamentos previstos no orçamento, somente R$ 14,1 milhões (1,41% da previsão inicial) estão consolidados como receita. De R$ 1 bilhão previsto em financiamentos, R$ 646,6 milhões são de empréstimos internos e R$ 355,6 milhões de créditos externos. Ao que parece os credores nacionais estão mais reticentes que os externos, pois do pouco dinheiro oriundo dessas fontes, menos ainda chegou por agentes financeiros brasileiros. De R$ 646,6 milhões previstos no orçamento, até agora o Piauí só viu a cor de R$ 883,4 milhões. A presença do governo no Cauc cria dificuldades para as transferências de recursos da União, através de convênios. De janeiro a abril, o governo federal somente aportou R$ 5,8 milhões – pouco mais de 4% do volume de recursos previstos para as chamadas transferências voluntárias da União, estimadas em R$ 140,5 milhões na lei orçamentária anual do estado do Piauí. Pelo visto, com o primeiro semestre se fechando, 2019 já parece um ano acabado para a atual gestão estadual piauiense.

Irresponsabilidade 

Abandonado e depredado, o prédio da avenida Miguel Rosa, onde funcionaram as varas do trabalho, expõe a olho nu o descaso da administração pública para com seus bens imóveis. 
Sem falar que está sendo saqueado no que os ladrões puderem levar, sobretudo à noite.

É do SPU

Mas é bom que se diga que a responsabilidade por esse prédio e pelo que serviu de sede do TRT é do Serviço de Patrimônio da União.
A presidente do TRT-PI, Liana Chaib os devolveu em oito de janeiro deste ano. 

Sede da Agespisa em Teresina (Foto: reprodução internet)

Racionamento

A Agespisa vai manter racionamento de água, que vem implantado desde 2017, nos municípios de Jaicós, Francisco Santos, Monsenhor Hipólito, Belém do Piauí, Padre Marcos, Alagoinha do Piauí, Campo Grande do Piauí, Vila Nova do Piauí, Bonfim do Piauí, Dirceu Arcoverde11,São Braz do Piauí e Várzea Branca.

Conta salgada

A Prefeitura alterou o Código Tributário Municipal para determinar que os valores da taxa de iluminação pública (Cosip), cobrados na fatura de energia elétrica e não pagos no vencimento, serão atualizados pelos mesmos índices aplicados aos débitos do consumo de energia, acrescidos de multa e juros de mora, conforme determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica.

Queda livre

Os prefeitos que se cuidem: o valor da primeira das três cotas do Fundo de Participação dos Municípios relativo a junho deve ter uma queda superior a 12% na comparação com igual período do ano passado. Com menos dinheiros e despesas demais, é já que começa a choradeira.

Residencial

Uma área de 45 mil metros quadrados pertencentes ao Parque Zoobotânico foi destacada para a construção do Residencial Tiradentes, a ser feito pela Agência de Desenvolvimento da Habitação, destinado a servidores públicos estaduais.

Fiscalização

Uma comissão de três servidores da Secretaria de Turismo foi nomeada para fiscalizar 11 contratos que a pasta firmou para realizar festas pelo interior do Piauí, a maior parte para financiar o pagamento de bandas em eventos para celebrar aniversários de emancipação política.

Município de Landri Sales (Foto: reprodução internet)

Privatização

Uma licitação milionária está em curso no município de Landri Sales: a concessão dos serviços de água e saneamento. Com valor de R$ 23,8 milhões, a licitação está marcada para o dia 17 de julho de 2019. Quem vencer ganhará o direito de explorar os serviços durante 30 anos.

De olho

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-Piauí) e a Controladoria Geral da União têm agora um acordo de cooperação técnica para atuar em parceria e compartilhar informações na fiscalização de obras e serviço.

Água de poço 1

A empresa Águas de Teresina está ampliando a oferta de água retirada do subsolo para abastecimento em áreas mais distantes de suas estações de tratamento. Não se sabe a razão disso, mas é bem considerável o número de pedidos de uso de poços para abastecer comunidades periféricas.

Água de poço 2

No final do mês passado, a Águas de Teresina pediu autorização à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos para uso de 59 poços em regiões que vão da Santa Maria, na parte urbana mais ao Norte de Teresina, até a Vila Irmã Dulce, na extremidade sul da cidade.

Florentino Neto (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Mais poder

Desde o último dia de maio, Florentino Neto (Saúde) é quem administra os hospitais Chagas Rodrigues (Piripiri), Tibério Nunes (Floriano), Lucídio Portella (Teresina) e Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella, em Teresina.

Sede do Detran em Teresina (Foto: Divulgação)

Carteira

O Detran vai realizar dia 18 de junho uma licitação de mais de R$ 12 milhões para contratar empresa que produzirá as cédulas da carteira nacional de habilitação de permissão internacional e certificados de registro e licenciamento.

Briga boa

O governo (leia-se Wellington Dias) e a prefeitura de Teresina (leia-se Firmino Filho) devem manter acesa a briga em torno da área da saúde. Firmino diz que a capital carrega a saúde do Estado no interior. O governo tem rebatido, dizendo que mais da metade dos recursos do SUS fica na capital.

Ping-Pong
Mídia dirigida

Um bajulador nomeado vai dizer a Benedito Valadares que o jornal Correio da Manhã havia publicado um artigo com pesadas críticas a ele.

Benedito Valadares: “E daí?”
Bajulador: “E daí, senador, é que o senhor foi muito atacado. Uma tentativa de desmoralizá-lo. Um despautério!”
Benedito Valadares: “Não tem importância. Em Pará de Minas esse jornal só tem um assinante. E ele é meu compadre”.

Extraído a partir de texto de Jose Flávio Abelha em seu livro “A Mineirice”.

Expressas

O município de Santa Cruz dos Milagres realiza dia 13 de junho licitação para comprar R$ 559 mil em combustíveis.

O quilo do tomate nos mercados e supermercados de Teresina batia ontem na assustadora casa dos R$ 12.

Aliás, todos os produtos hortifrútis estão pela hora da morte e não há previsão para que a alta sazonal dê uma trégua.

O Piauí segue inscrito no Cauc (Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias), o que não somente impede o estado de obter novos financiamentos como também de internalizar recursos de empréstimos já contratados. O tamanho desse problema pode ser visto no último relatório resumido da execução orçamentária, publicado em 30 de maio. O documento informa que são negativas as receitas de capital no primeiro quadrimestre (janeiro a abril) do ano, pois há um estorno de R$ 11,8 milhões. Além disso, de R$ 1 bilhão em financiamentos previstos no orçamento, somente R$ 14,1 milhões (1,41% da previsão inicial) estão consolidados como receita. De R$ 1 bilhão previsto em financiamentos, R$ 646,6 milhões são de empréstimos internos e R$ 355,6 milhões de créditos externos. Ao que parece os credores nacionais estão mais reticentes que os externos, pois do pouco dinheiro oriundo dessas fontes, menos ainda chegou por agentes financeiros brasileiros. De R$ 646,6 milhões previstos no orçamento, até agora o Piauí só viu a cor de R$ 883,4 milhões. A presença do governo no Cauc cria dificuldades para as transferências de recursos da União, através de convênios. De janeiro a abril, o governo federal somente aportou R$ 5,8 milhões – pouco mais de 4% do volume de recursos previstos para as chamadas transferências voluntárias da União, estimadas em R$ 140,5 milhões na lei orçamentária anual do estado do Piauí. Pelo visto, com o primeiro semestre se fechando, 2019 já parece um ano acabado para a atual gestão estadual piauiense.

Irresponsabilidade 

Abandonado e depredado, o prédio da avenida Miguel Rosa, onde funcionaram as varas do trabalho, expõe a olho nu o descaso da administração pública para com seus bens imóveis. 
Sem falar que está sendo saqueado no que os ladrões puderem levar, sobretudo à noite.

É do SPU

Mas é bom que se diga que a responsabilidade por esse prédio e pelo que serviu de sede do TRT é do Serviço de Patrimônio da União.
A presidente do TRT-PI, Liana Chaib os devolveu em oito de janeiro deste ano. 

Sede da Agespisa em Teresina (Foto: reprodução internet)

Racionamento

A Agespisa vai manter racionamento de água, que vem implantado desde 2017, nos municípios de Jaicós, Francisco Santos, Monsenhor Hipólito, Belém do Piauí, Padre Marcos, Alagoinha do Piauí, Campo Grande do Piauí, Vila Nova do Piauí, Bonfim do Piauí, Dirceu Arcoverde11,São Braz do Piauí e Várzea Branca.

Conta salgada

A Prefeitura alterou o Código Tributário Municipal para determinar que os valores da taxa de iluminação pública (Cosip), cobrados na fatura de energia elétrica e não pagos no vencimento, serão atualizados pelos mesmos índices aplicados aos débitos do consumo de energia, acrescidos de multa e juros de mora, conforme determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica.

Queda livre

Os prefeitos que se cuidem: o valor da primeira das três cotas do Fundo de Participação dos Municípios relativo a junho deve ter uma queda superior a 12% na comparação com igual período do ano passado. Com menos dinheiros e despesas demais, é já que começa a choradeira.

Residencial

Uma área de 45 mil metros quadrados pertencentes ao Parque Zoobotânico foi destacada para a construção do Residencial Tiradentes, a ser feito pela Agência de Desenvolvimento da Habitação, destinado a servidores públicos estaduais.

Fiscalização

Uma comissão de três servidores da Secretaria de Turismo foi nomeada para fiscalizar 11 contratos que a pasta firmou para realizar festas pelo interior do Piauí, a maior parte para financiar o pagamento de bandas em eventos para celebrar aniversários de emancipação política.

Município de Landri Sales (Foto: reprodução internet)

Privatização

Uma licitação milionária está em curso no município de Landri Sales: a concessão dos serviços de água e saneamento. Com valor de R$ 23,8 milhões, a licitação está marcada para o dia 17 de julho de 2019. Quem vencer ganhará o direito de explorar os serviços durante 30 anos.

De olho

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-Piauí) e a Controladoria Geral da União têm agora um acordo de cooperação técnica para atuar em parceria e compartilhar informações na fiscalização de obras e serviço.

Água de poço 1

A empresa Águas de Teresina está ampliando a oferta de água retirada do subsolo para abastecimento em áreas mais distantes de suas estações de tratamento. Não se sabe a razão disso, mas é bem considerável o número de pedidos de uso de poços para abastecer comunidades periféricas.

Água de poço 2

No final do mês passado, a Águas de Teresina pediu autorização à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos para uso de 59 poços em regiões que vão da Santa Maria, na parte urbana mais ao Norte de Teresina, até a Vila Irmã Dulce, na extremidade sul da cidade.

Florentino Neto (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Mais poder

Desde o último dia de maio, Florentino Neto (Saúde) é quem administra os hospitais Chagas Rodrigues (Piripiri), Tibério Nunes (Floriano), Lucídio Portella (Teresina) e Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella, em Teresina.

Sede do Detran em Teresina (Foto: Divulgação)

Carteira

O Detran vai realizar dia 18 de junho uma licitação de mais de R$ 12 milhões para contratar empresa que produzirá as cédulas da carteira nacional de habilitação de permissão internacional e certificados de registro e licenciamento.

Briga boa

O governo (leia-se Wellington Dias) e a prefeitura de Teresina (leia-se Firmino Filho) devem manter acesa a briga em torno da área da saúde. Firmino diz que a capital carrega a saúde do Estado no interior. O governo tem rebatido, dizendo que mais da metade dos recursos do SUS fica na capital.

Ping-Pong
Mídia dirigida

Um bajulador nomeado vai dizer a Benedito Valadares que o jornal Correio da Manhã havia publicado um artigo com pesadas críticas a ele.

Benedito Valadares: “E daí?”
Bajulador: “E daí, senador, é que o senhor foi muito atacado. Uma tentativa de desmoralizá-lo. Um despautério!”
Benedito Valadares: “Não tem importância. Em Pará de Minas esse jornal só tem um assinante. E ele é meu compadre”.

Extraído a partir de texto de Jose Flávio Abelha em seu livro “A Mineirice”.

Expressas

O município de Santa Cruz dos Milagres realiza dia 13 de junho licitação para comprar R$ 559 mil em combustíveis.

O quilo do tomate nos mercados e supermercados de Teresina batia ontem na assustadora casa dos R$ 12.

Aliás, todos os produtos hortifrútis estão pela hora da morte e não há previsão para que a alta sazonal dê uma trégua.

Concurso para promotor Estrada sinuosa

Mais lidas desse blog