1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Licitação anti-Topique
Publicidade

Licitação anti-Topique

Escaldado pelos ecos e fantasmas da Operação Topique, o governo estadual resolveu fazer uma licitação do transporte escolar com uma prévia consulta pública na internet (Clique aqui). Lá podem se conferidos três documentos: minuta do edital, termo de referência e a publicação de aviso. A medida é ato preparatório de uma audiência pública que acontecerá na quarta-feira (19), a partir de 8h30, no auditório da Seadprev, ocasião em que a Secretarias de Administração e Educação (Seduc) devem apresentar os termos da licitação. O governo optou por fazer um pregão eletrônico para adquirir os serviços, exigindo o menor preço, técnica e cumprimento de exigências técnicas e legais. Trata-se de uma compra milionário, somando R$ 102 milhões, para uma operação gigantesca de logística e de transporte: são 100 municípios a serem atendidos com oferta de ônibus, micro-ônibus e vans para transportar 42 mil alunos e professores. O governo permitirá que haja consórcios de empresas para participar do leilão, mas estão impedidas de concorrer às cooperativas de transporte (em razão de acórdão proibitivo do TCU). Como esse é um certame licitatório de elevado valor, convém que se olhe de perto o seu desenrolar.

Thiago Pinheiro Lima, procurador geral do Ministério Publico de Contas do TCE-SP (Foto: Divulgação)

Um piauiense no TCE-SP

O piauiense Thiago Pinheiro Lima, natural de Campo Maior, foi escolhido por unanimidade entre seus pares e nomeado pelo governador João Dória como Procurador-Geral do Ministério Público de Contas do TCE-SP. 
Sua boa fama pessoal e profissional orgulha o Piauí.

Extra

O ex-deputado estadual Roncalli Paulo é servidor da Assembleia Legislativa (assessor técnico-legislativo) e já conta tempo para vestir o pijama de aposentado, mas segue no posto. Para isso, ganhará um adicional de permanência em seu vencimento.

Margarete Coelho (Foto: reprodução internet)

Aposento 1

Enquanto isso, para afeito de aposentadoria, a deputada federal Margarete Coelho requereu e obteve a averbação de tempo e contribuição de quatro anos que esteve no exercício de deputada estadual. Também conseguiu da Assembleia Legislativa a averbação de tempo e contribuição de três anos e quatro meses obtidos como servidora na Casa, entre 1984 e 1987.

Aposento 2

Gilmar Ribeiro Melo, irmão dos ex-deputados estaduais César Melo e Maurício Melo, aposentou-se como consultor legislativo. Vai receber mensalmente R$ 13.840,09. Considerando 13 salários anuais, receberá por ano R$ 179,9 mil.

Aposento 3

Melhor sorte teve Maria Moreninha Melo, também consultora jurídica da Alepi, que se aposentou com proventos integrais de R$ 21.724,09 – que por ano representa R$ 367,1 mil. 
Moreninha já era aposentada pelo TJ, mesmo sendo servidora da Alepi, mas em janeiro do ano passado teve sua aposentadoria cassada por acumulação ilegal.

Mototáxi em Teresina (Foto: reprodução internet)

Mototáxi

A Prefeitura de Teresina ampliou para dois anos o período de validade das permissões para funcionamento do serviço de mototáxi. A medida atende ao pedido dos motaxistas, mas o tempo parece demais para eles. Não que não mereçam, mas porque nos próximos dois anos é possível que essa seja uma atividade extinta pelo uso de aplicativos de transporte.

Aliás

O desaparecimento a olhos vistos do serviço de mototáxis em Teresina se dá em proporção inversa à multiplicação dos serviços de entrega (de comida, principalmente) por aplicativos.

Firmino Filho (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Galeria

Firmino Filho sancionou semana passada a lei municipal que autoriza a prefeitura a tomar empréstimo de R$ 92,2 milhões para construção de galeria fluvial nos bairros Redenção, Tabuleta e São Pedro. Parte dos recursos do financiamento (R$ 9 milhões) deve ser usada para nos projetos de drenagem.

Dor

Seguem sendo abertos inquéritos administrativos para investigar a conduta de guardas municipais. O que demonstra que esse tipo de polícia municipal é uma dor de cabeça adquirida por vontade própria dos gestores.

Hospital de Urgência de Teresina (Foto: Portal AZ)

Quedas 1

Nos cinco primeiros meses do ano, 2,5 mil pessoas foram atendidas no Hospital Urgência de Teresina (HUT) por causa de quedas – a maioria delas (65%) tendo caído ao nível do chão. Boa parte, idosos. Por isso, é uma boa ideia a lei municipal sancionada na semana passada que cria a Semana Municipal de Prevenção de Acidentes Domésticos com Idosos.

Quedas 2

A semana, a ser realizada anualmente na primeira semana do mês de outubro, resulta de projeto de lei do vereador petista Deolindo Moura.

Falência

"Nove empreiteiras que caíram nas malhas da Lava Jato haviam demitido 333.705 pessoas até o ano passado". A informação estava ontem em texto de Reinaldo Azevedo, no qual ele diz que “a Lei 12.846, que trata de acordos de leniência, permite que as empresas sejam literalmente fulminadas”.

Muito mal

Mas não é somente a Lava Jato que anda colocando empreiteiras em maus lençóis. O zero investimento do governo estadual e o zero pagamento de fatura, idem, está praticamente fazendo com que empreiteiros e construtores estejam à beira da falência no Piauí.

'

Deputado Samuel Moreira (Foto: Luis Macedo/Agência Câmara)

Contaminação

O tucano Samuel Moreira (SP) diz que retirou a capitalização do seu relatório da reforma da Previdência porque o tema poderia contaminar todo o resto e atrapalhar a votação e aprovação da proposta. Ele pensa que o governo pode voltar ao tema em debate isolado, menos sujeito às intempéries ideológicas. Parece ter razão nisso.

Ação milionária 

Diz-se que está bem quente na gaveta de certo desembargador piauiense processo que trata de ação de empresa piauiense cobrando da Cepisa algo acima de R$ 300 milhões. 
Quente, porque, ao que parece, o despacho deve sair por esses dias. Favorável, claro, para alegria e felicidade de muitos. 

Ah...

Numa consulta informal da coluna, assessor da elétrica disse desconhecer ação tão vultosa assim.

Ping-Pong
Lugar difícil

Acidente de carro com vitima na localidade de ‘Priquitinho’, na zona rural de Palmeirais. O candidato a prefeito, em 2008, Marcim Teixeira, foi chamado a prestar esclarecimento à delegada da cidade.

A delegada: “Onde foi o acidente?”
Marcim: Doutora delegada foi lá no...no...”
A delegada: “Vamos, diga, o nome da localidade onde ocorreu o acidente...”
Marcim: “Bem, delegada, o acidente ocorreu dentro do...do...do....”
A delegada (entendendo tudo): “Pode deixar que eu vou mandar um policial lá”.

Originalmente publicado em 4 de outubro de 2009.

Expressas

Não foi esse sucesso todo a greve geral e protestos contra o governo Bolsonaro. Aliás, se o governo quer fazer algo, deve esquecer greves e protestos.

Aliás, outro movimento que pode dar com os burros n’água é a greve de professores da rede estadual.

Diante do cenário fiscal pouco favorável, tem professor preferindo seguir com as atividades.

Escaldado pelos ecos e fantasmas da Operação Topique, o governo estadual resolveu fazer uma licitação do transporte escolar com uma prévia consulta pública na internet (Clique aqui). Lá podem se conferidos três documentos: minuta do edital, termo de referência e a publicação de aviso. A medida é ato preparatório de uma audiência pública que acontecerá na quarta-feira (19), a partir de 8h30, no auditório da Seadprev, ocasião em que a Secretarias de Administração e Educação (Seduc) devem apresentar os termos da licitação. O governo optou por fazer um pregão eletrônico para adquirir os serviços, exigindo o menor preço, técnica e cumprimento de exigências técnicas e legais. Trata-se de uma compra milionário, somando R$ 102 milhões, para uma operação gigantesca de logística e de transporte: são 100 municípios a serem atendidos com oferta de ônibus, micro-ônibus e vans para transportar 42 mil alunos e professores. O governo permitirá que haja consórcios de empresas para participar do leilão, mas estão impedidas de concorrer às cooperativas de transporte (em razão de acórdão proibitivo do TCU). Como esse é um certame licitatório de elevado valor, convém que se olhe de perto o seu desenrolar.

Thiago Pinheiro Lima, procurador geral do Ministério Publico de Contas do TCE-SP (Foto: Divulgação)

Um piauiense no TCE-SP

O piauiense Thiago Pinheiro Lima, natural de Campo Maior, foi escolhido por unanimidade entre seus pares e nomeado pelo governador João Dória como Procurador-Geral do Ministério Público de Contas do TCE-SP. 
Sua boa fama pessoal e profissional orgulha o Piauí.

Extra

O ex-deputado estadual Roncalli Paulo é servidor da Assembleia Legislativa (assessor técnico-legislativo) e já conta tempo para vestir o pijama de aposentado, mas segue no posto. Para isso, ganhará um adicional de permanência em seu vencimento.

Margarete Coelho (Foto: reprodução internet)

Aposento 1

Enquanto isso, para afeito de aposentadoria, a deputada federal Margarete Coelho requereu e obteve a averbação de tempo e contribuição de quatro anos que esteve no exercício de deputada estadual. Também conseguiu da Assembleia Legislativa a averbação de tempo e contribuição de três anos e quatro meses obtidos como servidora na Casa, entre 1984 e 1987.

Aposento 2

Gilmar Ribeiro Melo, irmão dos ex-deputados estaduais César Melo e Maurício Melo, aposentou-se como consultor legislativo. Vai receber mensalmente R$ 13.840,09. Considerando 13 salários anuais, receberá por ano R$ 179,9 mil.

Aposento 3

Melhor sorte teve Maria Moreninha Melo, também consultora jurídica da Alepi, que se aposentou com proventos integrais de R$ 21.724,09 – que por ano representa R$ 367,1 mil. 
Moreninha já era aposentada pelo TJ, mesmo sendo servidora da Alepi, mas em janeiro do ano passado teve sua aposentadoria cassada por acumulação ilegal.

Mototáxi em Teresina (Foto: reprodução internet)

Mototáxi

A Prefeitura de Teresina ampliou para dois anos o período de validade das permissões para funcionamento do serviço de mototáxi. A medida atende ao pedido dos motaxistas, mas o tempo parece demais para eles. Não que não mereçam, mas porque nos próximos dois anos é possível que essa seja uma atividade extinta pelo uso de aplicativos de transporte.

Aliás

O desaparecimento a olhos vistos do serviço de mototáxis em Teresina se dá em proporção inversa à multiplicação dos serviços de entrega (de comida, principalmente) por aplicativos.

Firmino Filho (Foto: Lucas Sousa / Portal AZ)

Galeria

Firmino Filho sancionou semana passada a lei municipal que autoriza a prefeitura a tomar empréstimo de R$ 92,2 milhões para construção de galeria fluvial nos bairros Redenção, Tabuleta e São Pedro. Parte dos recursos do financiamento (R$ 9 milhões) deve ser usada para nos projetos de drenagem.

Dor

Seguem sendo abertos inquéritos administrativos para investigar a conduta de guardas municipais. O que demonstra que esse tipo de polícia municipal é uma dor de cabeça adquirida por vontade própria dos gestores.

Hospital de Urgência de Teresina (Foto: Portal AZ)

Quedas 1

Nos cinco primeiros meses do ano, 2,5 mil pessoas foram atendidas no Hospital Urgência de Teresina (HUT) por causa de quedas – a maioria delas (65%) tendo caído ao nível do chão. Boa parte, idosos. Por isso, é uma boa ideia a lei municipal sancionada na semana passada que cria a Semana Municipal de Prevenção de Acidentes Domésticos com Idosos.

Quedas 2

A semana, a ser realizada anualmente na primeira semana do mês de outubro, resulta de projeto de lei do vereador petista Deolindo Moura.

Falência

"Nove empreiteiras que caíram nas malhas da Lava Jato haviam demitido 333.705 pessoas até o ano passado". A informação estava ontem em texto de Reinaldo Azevedo, no qual ele diz que “a Lei 12.846, que trata de acordos de leniência, permite que as empresas sejam literalmente fulminadas”.

Muito mal

Mas não é somente a Lava Jato que anda colocando empreiteiras em maus lençóis. O zero investimento do governo estadual e o zero pagamento de fatura, idem, está praticamente fazendo com que empreiteiros e construtores estejam à beira da falência no Piauí.

'

Deputado Samuel Moreira (Foto: Luis Macedo/Agência Câmara)

Contaminação

O tucano Samuel Moreira (SP) diz que retirou a capitalização do seu relatório da reforma da Previdência porque o tema poderia contaminar todo o resto e atrapalhar a votação e aprovação da proposta. Ele pensa que o governo pode voltar ao tema em debate isolado, menos sujeito às intempéries ideológicas. Parece ter razão nisso.

Ação milionária 

Diz-se que está bem quente na gaveta de certo desembargador piauiense processo que trata de ação de empresa piauiense cobrando da Cepisa algo acima de R$ 300 milhões. 
Quente, porque, ao que parece, o despacho deve sair por esses dias. Favorável, claro, para alegria e felicidade de muitos. 

Ah...

Numa consulta informal da coluna, assessor da elétrica disse desconhecer ação tão vultosa assim.

Ping-Pong
Lugar difícil

Acidente de carro com vitima na localidade de ‘Priquitinho’, na zona rural de Palmeirais. O candidato a prefeito, em 2008, Marcim Teixeira, foi chamado a prestar esclarecimento à delegada da cidade.

A delegada: “Onde foi o acidente?”
Marcim: Doutora delegada foi lá no...no...”
A delegada: “Vamos, diga, o nome da localidade onde ocorreu o acidente...”
Marcim: “Bem, delegada, o acidente ocorreu dentro do...do...do....”
A delegada (entendendo tudo): “Pode deixar que eu vou mandar um policial lá”.

Originalmente publicado em 4 de outubro de 2009.

Expressas

Não foi esse sucesso todo a greve geral e protestos contra o governo Bolsonaro. Aliás, se o governo quer fazer algo, deve esquecer greves e protestos.

Aliás, outro movimento que pode dar com os burros n’água é a greve de professores da rede estadual.

Diante do cenário fiscal pouco favorável, tem professor preferindo seguir com as atividades.

A desarmonia nos Poderes Horizonte módico

Mais lidas desse blog