1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Missão equivocada
Publicidade

Missão equivocada

O senador Ciro Nogueira se deu mais uma missão: a de ser conciliador.  Agora, rompendo uma barreira que o separava por meses de Themístocles Filho, que ele queria as contas investigadas, o senador se meteu à missão de apaziguar os ânimos entre o presidente da Assembleia Legislativa e o prefeito Firmino Filho. Ontem, em café da manhã, lá estava Ciro sorridente (sabe Deus, o que, intimamente pensando do anfitrião) na casa de Themístocles e com ele tentando costurar uma parceria. De que? Para que? Certamente para a prefeitura de Teresina e visando acabar as rusgas do deputado e do prefeito. A missão é meio sem sentido em se tratando dos fracassos de outros encargos da responsabilidade do senador como a que o próprio Themístocles o desmoralizou publicamente. Ciro, depois de reeleito, meteu-se na tarefa conjunta com o petista Assis Carvalho de defenestrar Themístrocles Filho do cargo de presidente do legislativo. Na sua empreitada só faltou xingar a excelsa genitora do desafeto, mas prometeu uma devassa geral nas contas das várias gestões do presidente tanto que colocou um dos seus lugares-tenente na missão, Hélio Isaias, para presidente.  Mas na metade da jornada saiu com a viola no saco, desmoralizado, tamanho o leque de apoios que Themístocles recebeu para mais uma (a sétima, oitava, nona?) reeleição. Agora, como que achando que brigas do passado ficam no passado, o senador reaparece no cenário político na figura do apaziguador exatamente usando seu recente desafeto como isca. Isso ocorre meses após, quando, junto com um espalhava brasa, queria tocar fogo na sucessão do legislativo. De sua parte, como já é de hábito, o presidente do legislativo, nas entrevistas, diz tão-somente que ‘eu recebo todo mundo’, como que menosprezando e não acreditando na sinceridade da missão do senador. Não se confunda o fato de o sujeito ter a fala mansa com a tarefa de apaziguar ânimos. Tal missão pode ser equivocada.

Da série ‘tão gentis quanto insinceros’: Ciro, Themístocles, Júlio e João Madison, quatro meses depois da disputa onde o senador queria o lugar do chefe do Legislativo, agora em missão apaziguadora.

Colar do Mérito

Presidida pelo desembargador Sebastião Martins, a sessão solene do Tribunal de Justiça do Piauí foi muito concorrida.
Foi entregue a comenda do Colar do Mérito Judiciário. Martins destacou o momento e a distinção feita aos homenageados, os ministros Benedito Gonçalves, Raul Araújo Filho e ao desembargador federal Kássio Marques, do TRF1  Eurico Teles Neto, da Oi Telecomunicações.

A liga

Como diria o irrequieto Robert Rios, a Liga da Justiça está meio eclética. Em solenidade sentam-se de um lado Batman, Superman, o The Flash e do outro, Lex Luthor, Coringa e Gorila Grudd. 
Ontem, no TJ, muitos investigados e já réus em processos por corrupção, assistiam a entrega da comenda do tribunal a figuras ilustres do Judiciário.

Wellington

O governador Wellington Dias prestigiou os ministros Benedito Gonçalves e Raul Araújo Filho, do STJ, além do desembargador federal e vice-presidente do TRF da 1ª região, Kásiso Nunes Marques durante solenidade de outorga da comenda Colar do Mérito Judiciário, realizado na Assembleia Legislativa. 

Coisa do Piauí

Ontem, na solenidade de entrega de títulos a magistrados de tribunais superiores, houve o momento de se afixar o retrato de Erivan Lopes, na galeria de ex-presidentes do Tribunal de Justiça.

Seis por meia dúzia

Ontem, se disse aqui que Benigno Nuñes Novo havia pedido exoneração de cargo na Secretaria de Cultural. Antes que aplaudam o rapaz, pela iniciativa, vai daqui a explicação:
O mesmo diário do dia 12/06 que traz a exoneração dele da Secretaria de Cultura, nomeia-o para o cargo de “Assessor Técnico III” (sic) da secretaria de governo, com efeitos desde 10 de junho de 2019.

Metrô

Não é para agora e talvez quem sabe para nunca mais a obra de revitalização do Metrô de Teresina. Foi suspensa pela Secretaria de Transportes a licitação que iria escolher uma empresa para fazer projeto executivo das melhorias ao longo dos 13,80 km da via férrea que conecta as Estações Alberto Silva e Itararé.

Pistolagem da toga

No judiciário, em algum lugar do planeta, está surgindo o pistoleiro da toga. E zangado.

Warton Santos

Sábado foi o aniversário do ex-deputado Warton Santos, mas comemorado ontem, com bolo, no gabinete do filho, Pablo, na Assembleia Legislativa, onde Warton dá expediente diário.

Vice que não versa

Geralmente se diz que o vice está sempre na expectativa de poder. Alguns apostando no quanto pior, melhor para o gestor. Outros, sempre esperando. 
Parece que o vice de São João do Piauí cansou-se do prefeito e, agora, está querendo que ele atravesse a lagoa cheia de piranhas, para apostar nas piranhas. 
Dante Quintans postou em seu perfil nas redes sociais que Gil Carlos nada faz pela cidade.

Amigos do café

Ciro Nogueira estava acompanhado de Júlio Arcoverde no café com Themístocles Filho. 
Outro com assento à mesa, o deputado João Madison, dizia que o encontro foi ótimo, pois acaba a inimizade entre o senador e o presidente da Assembleia Legislativa. 
Para Madison não há tempo ruim.

Comigo, não!

Na sua missão de apaziguador o senador Ciro Nogueira parece ter recebido um ‘não’ do deputado secretário Fábio Abreu. 
Segundo um interlocutor do secretário de Segurança e fonte da coluna, Abreu, um dos pré-candidatos à prefeitura de Teresina, não parece interessado na conversa do senador. 

Ping-Pong
Perigo contido

Agentes do Corpo de Bombeiros chegam ao prédio da Assembleia Legislativa para atender chamado de principio de incêndio por vazamento de gás na cozinha do local. Na entrada do prédio são recepcionados pelo folclórico Miguel.

Bombeiros: “Senhor, onde é a ocorrência?”
Miguel: “Moço, o Assis tava aqui mas já saiu, precisa se preocupar não...”

Expressas

A Secretaria de Segurança Pública inaugurou a Delegacia de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (DECCOR-LD), localizada na sede da Corregedoria Geral de Polícia Civil do Piauí.

A nova delegacia tem como objetivo intensificar o combate a infrações penais cometidas contra órgãos e entidades das administrações públicas em todo o Estado.

Começa amanhã as inscrições para o concurso “Se essa rua fosse minha”. Os interessados poderão encontrar o formulário de inscrição no site da PMT, da SEMPLAN ou no aplicativo Colab.

O senador Ciro Nogueira se deu mais uma missão: a de ser conciliador.  Agora, rompendo uma barreira que o separava por meses de Themístocles Filho, que ele queria as contas investigadas, o senador se meteu à missão de apaziguar os ânimos entre o presidente da Assembleia Legislativa e o prefeito Firmino Filho. Ontem, em café da manhã, lá estava Ciro sorridente (sabe Deus, o que, intimamente pensando do anfitrião) na casa de Themístocles e com ele tentando costurar uma parceria. De que? Para que? Certamente para a prefeitura de Teresina e visando acabar as rusgas do deputado e do prefeito. A missão é meio sem sentido em se tratando dos fracassos de outros encargos da responsabilidade do senador como a que o próprio Themístocles o desmoralizou publicamente. Ciro, depois de reeleito, meteu-se na tarefa conjunta com o petista Assis Carvalho de defenestrar Themístrocles Filho do cargo de presidente do legislativo. Na sua empreitada só faltou xingar a excelsa genitora do desafeto, mas prometeu uma devassa geral nas contas das várias gestões do presidente tanto que colocou um dos seus lugares-tenente na missão, Hélio Isaias, para presidente.  Mas na metade da jornada saiu com a viola no saco, desmoralizado, tamanho o leque de apoios que Themístocles recebeu para mais uma (a sétima, oitava, nona?) reeleição. Agora, como que achando que brigas do passado ficam no passado, o senador reaparece no cenário político na figura do apaziguador exatamente usando seu recente desafeto como isca. Isso ocorre meses após, quando, junto com um espalhava brasa, queria tocar fogo na sucessão do legislativo. De sua parte, como já é de hábito, o presidente do legislativo, nas entrevistas, diz tão-somente que ‘eu recebo todo mundo’, como que menosprezando e não acreditando na sinceridade da missão do senador. Não se confunda o fato de o sujeito ter a fala mansa com a tarefa de apaziguar ânimos. Tal missão pode ser equivocada.

Da série ‘tão gentis quanto insinceros’: Ciro, Themístocles, Júlio e João Madison, quatro meses depois da disputa onde o senador queria o lugar do chefe do Legislativo, agora em missão apaziguadora.

Colar do Mérito

Presidida pelo desembargador Sebastião Martins, a sessão solene do Tribunal de Justiça do Piauí foi muito concorrida.
Foi entregue a comenda do Colar do Mérito Judiciário. Martins destacou o momento e a distinção feita aos homenageados, os ministros Benedito Gonçalves, Raul Araújo Filho e ao desembargador federal Kássio Marques, do TRF1  Eurico Teles Neto, da Oi Telecomunicações.

A liga

Como diria o irrequieto Robert Rios, a Liga da Justiça está meio eclética. Em solenidade sentam-se de um lado Batman, Superman, o The Flash e do outro, Lex Luthor, Coringa e Gorila Grudd. 
Ontem, no TJ, muitos investigados e já réus em processos por corrupção, assistiam a entrega da comenda do tribunal a figuras ilustres do Judiciário.

Wellington

O governador Wellington Dias prestigiou os ministros Benedito Gonçalves e Raul Araújo Filho, do STJ, além do desembargador federal e vice-presidente do TRF da 1ª região, Kásiso Nunes Marques durante solenidade de outorga da comenda Colar do Mérito Judiciário, realizado na Assembleia Legislativa. 

Coisa do Piauí

Ontem, na solenidade de entrega de títulos a magistrados de tribunais superiores, houve o momento de se afixar o retrato de Erivan Lopes, na galeria de ex-presidentes do Tribunal de Justiça.

Seis por meia dúzia

Ontem, se disse aqui que Benigno Nuñes Novo havia pedido exoneração de cargo na Secretaria de Cultural. Antes que aplaudam o rapaz, pela iniciativa, vai daqui a explicação:
O mesmo diário do dia 12/06 que traz a exoneração dele da Secretaria de Cultura, nomeia-o para o cargo de “Assessor Técnico III” (sic) da secretaria de governo, com efeitos desde 10 de junho de 2019.

Metrô

Não é para agora e talvez quem sabe para nunca mais a obra de revitalização do Metrô de Teresina. Foi suspensa pela Secretaria de Transportes a licitação que iria escolher uma empresa para fazer projeto executivo das melhorias ao longo dos 13,80 km da via férrea que conecta as Estações Alberto Silva e Itararé.

Pistolagem da toga

No judiciário, em algum lugar do planeta, está surgindo o pistoleiro da toga. E zangado.

Warton Santos

Sábado foi o aniversário do ex-deputado Warton Santos, mas comemorado ontem, com bolo, no gabinete do filho, Pablo, na Assembleia Legislativa, onde Warton dá expediente diário.

Vice que não versa

Geralmente se diz que o vice está sempre na expectativa de poder. Alguns apostando no quanto pior, melhor para o gestor. Outros, sempre esperando. 
Parece que o vice de São João do Piauí cansou-se do prefeito e, agora, está querendo que ele atravesse a lagoa cheia de piranhas, para apostar nas piranhas. 
Dante Quintans postou em seu perfil nas redes sociais que Gil Carlos nada faz pela cidade.

Amigos do café

Ciro Nogueira estava acompanhado de Júlio Arcoverde no café com Themístocles Filho. 
Outro com assento à mesa, o deputado João Madison, dizia que o encontro foi ótimo, pois acaba a inimizade entre o senador e o presidente da Assembleia Legislativa. 
Para Madison não há tempo ruim.

Comigo, não!

Na sua missão de apaziguador o senador Ciro Nogueira parece ter recebido um ‘não’ do deputado secretário Fábio Abreu. 
Segundo um interlocutor do secretário de Segurança e fonte da coluna, Abreu, um dos pré-candidatos à prefeitura de Teresina, não parece interessado na conversa do senador. 

Ping-Pong
Perigo contido

Agentes do Corpo de Bombeiros chegam ao prédio da Assembleia Legislativa para atender chamado de principio de incêndio por vazamento de gás na cozinha do local. Na entrada do prédio são recepcionados pelo folclórico Miguel.

Bombeiros: “Senhor, onde é a ocorrência?”
Miguel: “Moço, o Assis tava aqui mas já saiu, precisa se preocupar não...”

Expressas

A Secretaria de Segurança Pública inaugurou a Delegacia de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (DECCOR-LD), localizada na sede da Corregedoria Geral de Polícia Civil do Piauí.

A nova delegacia tem como objetivo intensificar o combate a infrações penais cometidas contra órgãos e entidades das administrações públicas em todo o Estado.

Começa amanhã as inscrições para o concurso “Se essa rua fosse minha”. Os interessados poderão encontrar o formulário de inscrição no site da PMT, da SEMPLAN ou no aplicativo Colab.

A desarmonia nos Poderes O risco de verdade

Mais lidas desse blog