Publicidade

Ano 1

Desde ontem, presidente da República, Jair Bolsonaro, foi o azarão que conseguiu chegar até aí usando redes sociais e sendo cru em suas palavras. Mas mais do que um novo presidente, Bolsonaro pode ser o primeiro mandatário do fim de um ciclo político inaugurado com a Nova República, que começou com Tancredo Neves, pondo um fim negociado à ditadura militar que perdurou por 21 anos. O atual ciclo perdura 33 anos, o mais longo período democrático da República brasileira, nascida de um golpe e que de golpe em golpe chegou até aqui. Bolsonaro é um outsider visto como de extrema direita por muitos, mas também avistado como a representação de uma gigantesca insatisfação com a classe política, tanto que se fez eleger atacando a velha política, embora durante um quarto de século tenha feito parte dela e se obrigue, ainda que a contragosto, a negociar com partidos que faz questão de desprezar. O que virá pela frente ainda não é possível definir, mas a economia deve ser cada vez mais liberalizada e desregulamentada; na política o presidente precisará vencer o primeiro teste no Congresso (a escolha dos presidentes da Câmara e do Senado) e, ainda na política, na metade do mandato, as eleições municipais poderão confirmar se o fim da Nova República está de fato decretado, algo que se consolidaria com as eleições gerais de 2022. Vamos esperar!

Bolsonaro deve vencer o primeiro teste no Congresso, as eleições na Câmara e Senado (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Mais um 

Gessivaldo Isaías aparece em vídeo anunciando seu voto para Themístocles Filho na eleição de presidente da Assembleia Legislativa.
Isso só desmoraliza Ciro e o botafoguense Assis Carvalho. 

Muçum ensaboado 

O deputado eleito Franzé Silva disse a um portal que aceita Themístocles Filho, Hélio Isaías ou outro nome de consenso. 
Esse é mais liso que político mineiro. 
É o que vier. 

Tratamento 

O tratamento dispensado aos jornalistas na posse de Bolsonaro vai servir de regra na vida do governo Bolsonaro.
A imprensa não vai ter essa moleza que o regime democrático permite ao menos para o desempenho do trabalho. 
Ontem, jornalistas foram sim, discriminados em Brasília. 

Símbolo 

A caneta bic usada por Bolsonaro na nomeação dos seus ministros quase seca.
Simboliza austeridade?

Tá vendo? 

A presença do senador Ciro Nogueira em Teresina, na posse de Wellington Dias e não em Brasília, na posse do presidente, só reforça as informações de que Ciro está fora das relações do presidente. 

Pajens 

Ciro Nogueira e Marcelo Castro em redor de Wellington Dias, ontem, na Assembleia Legislativa, lembravam aquela figura do pajem, o tipo serviçal dos tempos feudais. 
Não desgrudavam do homem. 

Bola em campo

Pedreira para os meninos do Parnahyba, que jogam a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Logo na estreia, segunda-feira que vem, eles pegam o time do Audax, que sempre é posto entre os favoritos.

Pé esquerdo

O ex-secretário de Mineração, Luís Coelho, cuja esposa, Liziê, não se reelegeu deputada estadual, teve ontem um aborrecimento a mais: um carro bateu na traseira de sua picape Hillux na avenida Marechal Castelo Branco. 

Pegue légua 

Wellington Dias, Ciro Nogueira e Marcelo Castro que chamem o Kakay. Porque a casa deles pode cair com a nova composição do TRE. 
As ações de impugnação dos mandatos dos três se somam na justiça eleitoral. 

Acode Firmino! 

Desde 25 de dezembro moradora da rua Breno Pinheiro, próximo à praça do prefeito, aguarda o caminhão da coleta de podas. 
Ou melhor, até que o caminhão foi dia 21 de dezembro, mas fez o serviço pela metade, levou apenas uma carrada. 

Coisa cara 

Ela teve que pagar de novo e, ficou pior: não foram mais lá. A calçada está entulhada de galhos de árvores. 
Salgado foi o valor pago por uma carrada, R$ 111,69.

Aparato 

Pelo cenário montado no Palácio de Karnak ontem à tarde nem precisou do espalhafatoso aparato de segurança na posse de Wellington Dias. 
Ninguém apareceu para ameaçar o governador. 

No time 

Heráclito Fortes não só integrou a turma que acompanhou o ex-presidente Michel Temer em sua despedida, como participou do jantar de Bolsonaro as autoridades estrangeiras, no Itamaraty.
Tem gente que fala que Fortes deve integrar a equipe do capitão. 

Ping-Pong

Sorte nada!

O jornalista Cláudio Barros, agora professor de História, aplica provas de ciências exatas e naturais a seus alunos do segundo ano do ensino médio. Observa a todos e pergunta a um deles, Bruno Felipe, se irá bem na prova.

Bruno: "Professor, eu me garanto! Vou tirar nota boa".
Cláudio: "Se tirar acima de oito, te dou dez reais para cada ponto que tu fizeres".
Corrigida a prova, Bruno fica com sete.
Bruno: "Professor, o senhor tem sorte..."
Cláudio: "Nada disso, Bruno. Tu é que estuda pouco".

Expressas 

Os departamentos de trânsito dos estados e do Distrito Federal terão até o dia 30 de junho de 2019 para implantar o novo modelo de placas do Mercosul. 

Faleceu na madrugada de ontem aos 70 anos de idade, o ex-prefeito do município de Padre Marcos, Afonso Moura Macedo, vítima de câncer no pulmão.

Cursos de graduação presenciais poderão ofertar até 40% das aulas a distância. O limite anterior era de 20%.

Arrumação à direita A batalha que Ciro perdeu

Mais lidas desse blog