1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Círculo vicioso
Publicidade

Círculo vicioso

A condenação imposta pelo Tribunal Regional do Trabalho ao governo do Estado pela calamitosa situação das delegacias distritais de Teresina mostra como irresponsável é a gestão do aparelho de segurança do Piauí. O TRT, através da desembargadora Liana Chaib impôs pesada multa ao governo pelas condições mínimas de salubridade para o policial em serviço, com o reconhecimento oficial de que os distritos e demais delegacias se encontram sem higiene, ventilação adequada, local para repouso dos seus servidores e até falta de recipiente para lixo e papel higiênico. Ou seja, a Secretaria de Segurança não funciona. Seus distritos são casas de horrores. Mas a antiga prática do governo se repete, sem qualquer inovação: políticos se tornam secretários para obterem um mandato e, depois de eleitos, voltam para as mesmas secretarias. Nessa roda viva, como que um prêmio pelos desatinos que praticou no comando da polícia civil, o deputado federal Fábio Abreu será convidado pelo governador Wellington Dias para voltar ao cargo de secretário de Segurança. Todos sabem, menos por sua competência, que, pelo visto, não existe, e mais pelos interesses políticos eleitorais de se agasalhar os amigos derrotados da última eleição. Ou seja, essa secretaria que não funciona, e não permite que a população tenha o resguardo de sua tranquilidade, vai ser, outra vez, um celeiro para que o capitão, deputado e secretário possa ser guindado a um novo posto, quem sabe a disputa pela prefeitura de Teresina, daqui a dois anos, montado em uma estrutura que funciona bem, pelo menos em benefício dele, como as últimas eleições assim mostraram. Ou seja, no cargo, como lhe convém, passará mais tempo articulando apoio para uma nova disputa eleitoral do que aparelhar a polícia para salvar a população do bandido. No que pese a polícia civil dispor de bons nomes, o lugar de secretário de Segurança continua servindo de moeda de troca na política do Piauí. Infelizmente, o que se vê é a dança das cadeiras marcadas e o círculo vicioso, onde tais autoridades, ainda que condenadas, fingem que nada do que foi denunciado lhes diz respeito.

Themístocles Filho e Marcelo Castro: uma relação tão gentil quanto insincera (Foto: reprodução internet)

O cerco começou

Wellington Dias recebeu no Palácio de Karnak os deputados Gessivaldo Isaias e Coronel Carlos Augusto. Um de manhã e o outro a tarde.
Você lembra que o governador andou dizendo que não vai se meter na eleição da Assembleia Legislativa?

Um a um 

Se todo dia forem incluídos dois deputados na agenda oficial do governador, excluindo-se sábado e domingo, até o dia da eleição ele terá conversado com todos.
Além dos 18 que já confirmaram voto em Themístocles é capaz de Sua Excelência ouvir dos demais que Teté representa o consenso.

Gente gentil

Saiu uma foto de Themístocles Filho ao lado de Marcelo Castro. Ali, rindo, como sempre, o senador disse que a eleição no legislativo é independente.
Themístocles sabe que essa afirmação é tão verdadeira quanto a nota de três reais.

Mais um

Avelino Neiva e sua esposa Tálita, participaram do jantar de Bolsonaro aos chefes de Estado estrangeiros, no Itamaraty. 
Neiva é presidente da Codevasf.

Fiscal?

Essa história de Regina Sousa ser a ‘fiscal’ do governo é o mesmo que se dizer que as coisas vão continuar como estão. 
Porque sem cargo definido e autoridade para mandar, Regina vai ficar muito mal nessa posição, e não demora, até o governador não mais lhe dará ouvidos.

Perdeu o amigo

Silvio Leite era tão próximo do governador que se meteu a apontar supostos desvios na administração, entregando sujeitos que agiam abaixo da linha da República. Todo dia disparava telefonemas para Wellington contando isso e aquilo.
Nunca mais o governador sequer o recebeu e vira esquina ao vê-lo.

Tinha, sim!

De uma coisa fique certo: se há essa preocupação em dar um cargo de olheiro para Regina é sinal de que a bandalheira existia até o governo passado.

Cabo Anselmo

Começou no governo Getúlio Vargas a história do sujeito enredar para o chefe os mal feitos dos auxiliares. Lembram do ‘cabo Anselmo’?

Coleta

A SDU informa que o serviço de coleta de poda de árvores é feito de forma programada, respeitando a ordem das solicitações da população.
É a propósito da reclamação de moradora da rua Breno Pinheiro, que até ontem esperava pelo caminhão para retirar o entulho de sua porta.

Cadê o meu?

Diz a SDU que a moradora da Rua Breno Pinheiro pagou pela coleta de duas carradas, mas o quantitativo de podas era superior à quantidade de carradas pagas.
A moradora mandou foto do caminhão chegando à sua porta já carregado de entulho, e não perdeu tempo:
“Cadê o espaço para a minha carrada?”.

Questão de gênero

Damares Alves, a nova ministra dos Direitos Humanos pulava, exultante, num evento, onde dizia que ‘menino veste azul e menina veste rosa’. Sem mais explicações. 
Ela é normal, mesmo?

Esquema

Rola nas redes sociais uma espécie de tabela de preços de palestras de jornalistas famosos, entre os quais Cristiana Lôbo e Merval Pereira, com cachês acima de R$ 330 mil. Se essa lista for verdadeira, tem dinheiro saindo pelo ladrão. Eles não valem isso. 
Cheira aos esquemas montados com empresa para pagar as palestras de Lula. Lembra? E a fonte pagadora é órgão do Sistema S.

Queima

Quando todo mundo pensava que era um queima, tipo liquidação de estoque, o Detran-PI informou que a promoção do pagamento de apenas R$ 16,21 do seguro DPVAT é fake.

Ping-Pong

O dedo do Teté

Indagado pelo jornalista Tony Trindade se teria dedo seu na nomeação do advogado Thiago Ferrer como juiz do TRE-PI, o deputado Themístocles Filho faz mistério.

Tony: “Mas, foi o senhor ou não foi”.
Themístocles: “Olhe, ele é meu amigo, assim como você”.
Tony: “Mas, o senhor falou com o presidente Temer?”
Themístocles: “Eu só vou lhe dizer uma coisa: “Ele é meu subprocurador na Assembleia”.

Expressas

A delegada Anamelka Cadena assumiu ontem o Departamento Estadual de Proteção à Mulher (DEPM). 

Encerram hoje as inscrições para o concurso público da Guarda Civil Municipal de Teresina. Estão sendo ofertada 75 vagas diretas e mais 400 para cadastro de reserva.

A Prefeitura de Monte Alegre do Piauí está com inscrições abertas para concurso com 98 vagas e salário de até R$ 10 mil. 

A condenação imposta pelo Tribunal Regional do Trabalho ao governo do Estado pela calamitosa situação das delegacias distritais de Teresina mostra como irresponsável é a gestão do aparelho de segurança do Piauí. O TRT, através da desembargadora Liana Chaib impôs pesada multa ao governo pelas condições mínimas de salubridade para o policial em serviço, com o reconhecimento oficial de que os distritos e demais delegacias se encontram sem higiene, ventilação adequada, local para repouso dos seus servidores e até falta de recipiente para lixo e papel higiênico. Ou seja, a Secretaria de Segurança não funciona. Seus distritos são casas de horrores. Mas a antiga prática do governo se repete, sem qualquer inovação: políticos se tornam secretários para obterem um mandato e, depois de eleitos, voltam para as mesmas secretarias. Nessa roda viva, como que um prêmio pelos desatinos que praticou no comando da polícia civil, o deputado federal Fábio Abreu será convidado pelo governador Wellington Dias para voltar ao cargo de secretário de Segurança. Todos sabem, menos por sua competência, que, pelo visto, não existe, e mais pelos interesses políticos eleitorais de se agasalhar os amigos derrotados da última eleição. Ou seja, essa secretaria que não funciona, e não permite que a população tenha o resguardo de sua tranquilidade, vai ser, outra vez, um celeiro para que o capitão, deputado e secretário possa ser guindado a um novo posto, quem sabe a disputa pela prefeitura de Teresina, daqui a dois anos, montado em uma estrutura que funciona bem, pelo menos em benefício dele, como as últimas eleições assim mostraram. Ou seja, no cargo, como lhe convém, passará mais tempo articulando apoio para uma nova disputa eleitoral do que aparelhar a polícia para salvar a população do bandido. No que pese a polícia civil dispor de bons nomes, o lugar de secretário de Segurança continua servindo de moeda de troca na política do Piauí. Infelizmente, o que se vê é a dança das cadeiras marcadas e o círculo vicioso, onde tais autoridades, ainda que condenadas, fingem que nada do que foi denunciado lhes diz respeito.

Themístocles Filho e Marcelo Castro: uma relação tão gentil quanto insincera (Foto: reprodução internet)

O cerco começou

Wellington Dias recebeu no Palácio de Karnak os deputados Gessivaldo Isaias e Coronel Carlos Augusto. Um de manhã e o outro a tarde.
Você lembra que o governador andou dizendo que não vai se meter na eleição da Assembleia Legislativa?

Um a um 

Se todo dia forem incluídos dois deputados na agenda oficial do governador, excluindo-se sábado e domingo, até o dia da eleição ele terá conversado com todos.
Além dos 18 que já confirmaram voto em Themístocles é capaz de Sua Excelência ouvir dos demais que Teté representa o consenso.

Gente gentil

Saiu uma foto de Themístocles Filho ao lado de Marcelo Castro. Ali, rindo, como sempre, o senador disse que a eleição no legislativo é independente.
Themístocles sabe que essa afirmação é tão verdadeira quanto a nota de três reais.

Mais um

Avelino Neiva e sua esposa Tálita, participaram do jantar de Bolsonaro aos chefes de Estado estrangeiros, no Itamaraty. 
Neiva é presidente da Codevasf.

Fiscal?

Essa história de Regina Sousa ser a ‘fiscal’ do governo é o mesmo que se dizer que as coisas vão continuar como estão. 
Porque sem cargo definido e autoridade para mandar, Regina vai ficar muito mal nessa posição, e não demora, até o governador não mais lhe dará ouvidos.

Perdeu o amigo

Silvio Leite era tão próximo do governador que se meteu a apontar supostos desvios na administração, entregando sujeitos que agiam abaixo da linha da República. Todo dia disparava telefonemas para Wellington contando isso e aquilo.
Nunca mais o governador sequer o recebeu e vira esquina ao vê-lo.

Tinha, sim!

De uma coisa fique certo: se há essa preocupação em dar um cargo de olheiro para Regina é sinal de que a bandalheira existia até o governo passado.

Cabo Anselmo

Começou no governo Getúlio Vargas a história do sujeito enredar para o chefe os mal feitos dos auxiliares. Lembram do ‘cabo Anselmo’?

Coleta

A SDU informa que o serviço de coleta de poda de árvores é feito de forma programada, respeitando a ordem das solicitações da população.
É a propósito da reclamação de moradora da rua Breno Pinheiro, que até ontem esperava pelo caminhão para retirar o entulho de sua porta.

Cadê o meu?

Diz a SDU que a moradora da Rua Breno Pinheiro pagou pela coleta de duas carradas, mas o quantitativo de podas era superior à quantidade de carradas pagas.
A moradora mandou foto do caminhão chegando à sua porta já carregado de entulho, e não perdeu tempo:
“Cadê o espaço para a minha carrada?”.

Questão de gênero

Damares Alves, a nova ministra dos Direitos Humanos pulava, exultante, num evento, onde dizia que ‘menino veste azul e menina veste rosa’. Sem mais explicações. 
Ela é normal, mesmo?

Esquema

Rola nas redes sociais uma espécie de tabela de preços de palestras de jornalistas famosos, entre os quais Cristiana Lôbo e Merval Pereira, com cachês acima de R$ 330 mil. Se essa lista for verdadeira, tem dinheiro saindo pelo ladrão. Eles não valem isso. 
Cheira aos esquemas montados com empresa para pagar as palestras de Lula. Lembra? E a fonte pagadora é órgão do Sistema S.

Queima

Quando todo mundo pensava que era um queima, tipo liquidação de estoque, o Detran-PI informou que a promoção do pagamento de apenas R$ 16,21 do seguro DPVAT é fake.

Ping-Pong

O dedo do Teté

Indagado pelo jornalista Tony Trindade se teria dedo seu na nomeação do advogado Thiago Ferrer como juiz do TRE-PI, o deputado Themístocles Filho faz mistério.

Tony: “Mas, foi o senhor ou não foi”.
Themístocles: “Olhe, ele é meu amigo, assim como você”.
Tony: “Mas, o senhor falou com o presidente Temer?”
Themístocles: “Eu só vou lhe dizer uma coisa: “Ele é meu subprocurador na Assembleia”.

Expressas

A delegada Anamelka Cadena assumiu ontem o Departamento Estadual de Proteção à Mulher (DEPM). 

Encerram hoje as inscrições para o concurso público da Guarda Civil Municipal de Teresina. Estão sendo ofertada 75 vagas diretas e mais 400 para cadastro de reserva.

A Prefeitura de Monte Alegre do Piauí está com inscrições abertas para concurso com 98 vagas e salário de até R$ 10 mil. 

Um cúmplice silêncio Crise! Que crise?

Mais lidas desse blog