1. Colunas
  2. Arimatéia Azevedo
  3. Canalhas, fake news e redes sociais
Publicidade

Canalhas, fake news e redes sociais

Bem diferente do assassinato da estudante Fernanda Lages, em 2011, quando, propositadamente, a famigerada Cico mais atrapalhou do que ajudou, se espera que a Policia Civil, agora comandada por um delegado sério, como é Luccy Keiko, dê imediatamente uma resposta sobre os prints que viralizaram nas redes sociais com conversas nada republicanas envolvendo autoridades do Executivo e Judiciário. Se diz em grupos que tudo não passa de fake news. Então, é preciso que essa afirmação seja confirmada pelas investigações, pois, instrumentos técnicos a polícia dispõe para, finalmente, se chegar à verdade. Nessas conversas estão expostos nomes de referência da mídia, do Poder Judiciário e de gente do Executivo. Os pretensamente citados já recorreram à própria polícia, registrando em Boletins que são inocentes, que se sentem vítimas de um falsificador, ou seja, de algum elemento que forjou os diálogos e se encarregou de repassá-los para integrantes de grupos de WhatsApp. O princípio da verdade está na consciência dos que são citados e eles próprios, com a veemência que estão reagindo às insinuações, procuram mostrar que nada têm a ver com essa canalhice. Tem sido recorrente se ver psicopatas que, em finais de semana ‘melam o bico’ ou cheiram coisas indevidas, assacando infâmias contra a honra alheia, achando que podem usar as redes sociais para extravasar suas frustrações. Está na hora, então, de a Polícia não só esclarecer, apontar os pretensos culpados pelos prints em questão como também avançar nas investigações dos ‘plantadores’ de ignomínias que, no anonimato, usam dos mesmos artifícios. Pelo que se conhece de alguns dos citados nos famosos prints é de se esperar que eles tenham sido vítimas, realmente, de uma grande armação. Cabe, portanto, ao Poder Judiciário, onde a maioria dos desembargadores também está sendo enxovalhada, aplicar a punibilidade necessária na medida em que os culpados forem identificados e denunciados pela Polícia e Ministério Público. As autoridades não podem mais fechar os olhos para esse tipo de insanidade onde atacar a honra alheia banalizou-se de tal forma que eles se acham intocáveis. Lamentavelmente, o Ministério Público não deu ainda a devida resposta para desmascarar e denunciar mandante e matadores da jovem estudante Fernanda Lages que, quase oito anos depois, seguem se achando inatingíveis.

Advogado Palha Dias fala de novidades no caso Donizeti Adalto, morto em 1998

Jogada política

Tá todo mundo achando que a parceria Ciro e Firmino com Júlio Arcoverde posando de secretario de Esporte e Lazer já é um recado para Wellington. 
Como quem diz que o senador quer criar dificuldades para ganhar facilidades. E mais cargos.

Aí tem!

Bom seria se a Polícia e Receita federais dessem uma volta pela marina nos Tatus, litoral piauiense, e puxassem as matrículas de várias embarcações ali ancoradas. 
Para ver a origem desses barcos, seus preços milionários, e conhecer os seus bacanas proprietários.

Bancando o rico

Tem gente que até tempos atrás não podia comprar uma arruela e, hoje, ostenta riqueza de um marajá. 
Tudo as custas de cargos comissionados no Estado e judiciário e, de empreiteiros de obras nunca concluídas e, dos que se transformam em ‘construtores’ no Sistema S.

Coisa para a outra

Pelo que ocorreu dias atrás entre marido e mulher, no litoral, até parece que esses milionários escondem seus brinquedos náuticos aéreos também dos parentes. 
Um bacana levou a mulher (a verdadeira) para conhecer seu iate. Não deu outra: ela reagiu com firmeza, dizendo que não gosta daquilo e que ele comprou o barco para andar com as putas.

Olha aí!

Ontem, deu para sentir que nem todo o PSL está apoiando Bolsonaro. 
E a explicação é lógica: os filhos do presidente tem tido muita participação nisso. 
Eles confundem ser filhos do Bolsonaro com ser filhos de presidente da República.
Aí pergunte se os militares apoiam isso?

Laranjas na Câmara

A oposição recebeu o presidente Bolsonaro, na Câmara, ontem, com um protesto inusitado: deputados usaram aventais alaranjados, com laranjas nas mãos. O protesto era uma crítica contra a polêmica de candidaturas laranjas do PSL, partido do presidente.

Piauí de fora 

No programa Expressão Nacional, na TV Câmara, transmitido ao vivo na terça à noite, uma telespectadora (Ludmila de Melo Ferraz) manda comentário: “a situação fiscal no estado do Piauí não está muito boa, o pessoal terceirizado está com três a quatro meses sem receber o salário, tem obras paradas e não contratam funcionários”.

Quebrado

Mas logo a apresentadora responde: "isso tudo acontecendo e o Piauí nem aparece na nossa lista". 
Ela quis dizer, na lista de estados quebrados elaborada pela produção do programa.

Defesa Ao Vivo

O deputado federal Mauro Benevides Filho (PDT/CE) sai em defesa do governo piauiense e diz pra telespectadora se tranquilizar porque, segundo ele, o Piauí tem um governador altamente experiente. 
Disse também que conhece o secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, e ambos estão articulados para que o Piauí cresça e se desenvolva cada vez mais. 
Oxalá!

Vagas na ONU

Seguem até hoje, as inscrições para participar de projeto voltado ao desenvolvimento de ações no sistema prisional e socioeducativo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Tem uma vaga para o Piauí e mais 26 para as outras unidades federativas. O salário é de R$10.750,00. 
Mais informações no site da ONU vagas.

Processo penal 

Advogados criminalistas dizem que, em um processo penal, além da questão de mérito, existem também as de natureza processual, que tratam de falhas processuais que prejudicam  a defesa de um acusado. 

Processo penal 2

Exatamente os erros processuais levaram a anulação da pronúncia de um dos acusados no caso Donizete Adalto, porque houve uma divergência entre as sentenças de pronúncia, sem recurso da acusação para agravá-la. 

Processo penal 3 

Se o Superior Tribunal de Justiça desfez a primeira pronúncia, a segunda não poderia ter nada além da primeira, porque se torna nula. É a regra do artigo 617 do CPP. É essa a tese do advogado Palha Dias, defensor de Djalma, aliás vitoriosa na defesa de outro acusado do mesmo caso.

PIB-Agro

O Ipea divulgou ontem, que estima que o produto interno bruto (PIB) agropecuário tenha caído 0,5% em 2018, principalmente devido à lavoura (-3,4%).
Já a pecuária teve resultado positivo, de 3,2%. Para este ano, o Ipea prevê crescimento de 0,4% do PIB-Agro, considerando o prognóstico de safra e as pesquisas trimestrais do IBGE.

PIB-Agro 2

O Piauí teve perda de 20% da colheita de soja na safra 2018/2019.  O mesmo que o estado da Bahia. 
Até o momento, Paraná teve perdas de 30% e é o mais atingido.

Brasil

A previsão inicial de colheita no país era de 117,2 milhões de toneladas de soja. No entanto, devido a problemas climáticos em 12 estados, a queda prevista passou a ser de 16 milhões de toneladas, ou seja, 13,85% a menos que a expectativa inicial, segundo dados da Associação Brasileira dos Produtores de Soja.

Ping-Pong

Vicio infeliz

Na mesa do café São Braz, no Teresina Shopping, os advogados Romildo Mafra e Samuca comentam sobre o concurso de Miss Piauí, onde foi consagrada vencedora Dagmara Landim, prima do ex-deputado Paes Landim. 

Romildo: “A família Paes Landim é tão viciada em disputar eleições que apresenta candidato até para miss”. 
Samuca: “Nas disputas onde há pouco dinheiro eles sempre ganham!”

Expressas

A SDU Centro Norte irá multar aqueles que descartarem inapropriadamente lixo em ruas e avenidas da capital. O valor da multa é de R$300.

Organizado pela Nucepe, o concurso da Prefeitura de Timon recebeu mais de 7,5 mil inscritos. A prova escrita acontece nesse domingo (24), das 8h30 às 12h30.

Defensoria integra Jornada da Justiça Itinerante até amanhã. O atendimento acontece no Centro Cultural, localizado na rua Treze de Maio, 1513. 

Bem diferente do assassinato da estudante Fernanda Lages, em 2011, quando, propositadamente, a famigerada Cico mais atrapalhou do que ajudou, se espera que a Policia Civil, agora comandada por um delegado sério, como é Luccy Keiko, dê imediatamente uma resposta sobre os prints que viralizaram nas redes sociais com conversas nada republicanas envolvendo autoridades do Executivo e Judiciário. Se diz em grupos que tudo não passa de fake news. Então, é preciso que essa afirmação seja confirmada pelas investigações, pois, instrumentos técnicos a polícia dispõe para, finalmente, se chegar à verdade. Nessas conversas estão expostos nomes de referência da mídia, do Poder Judiciário e de gente do Executivo. Os pretensamente citados já recorreram à própria polícia, registrando em Boletins que são inocentes, que se sentem vítimas de um falsificador, ou seja, de algum elemento que forjou os diálogos e se encarregou de repassá-los para integrantes de grupos de WhatsApp. O princípio da verdade está na consciência dos que são citados e eles próprios, com a veemência que estão reagindo às insinuações, procuram mostrar que nada têm a ver com essa canalhice. Tem sido recorrente se ver psicopatas que, em finais de semana ‘melam o bico’ ou cheiram coisas indevidas, assacando infâmias contra a honra alheia, achando que podem usar as redes sociais para extravasar suas frustrações. Está na hora, então, de a Polícia não só esclarecer, apontar os pretensos culpados pelos prints em questão como também avançar nas investigações dos ‘plantadores’ de ignomínias que, no anonimato, usam dos mesmos artifícios. Pelo que se conhece de alguns dos citados nos famosos prints é de se esperar que eles tenham sido vítimas, realmente, de uma grande armação. Cabe, portanto, ao Poder Judiciário, onde a maioria dos desembargadores também está sendo enxovalhada, aplicar a punibilidade necessária na medida em que os culpados forem identificados e denunciados pela Polícia e Ministério Público. As autoridades não podem mais fechar os olhos para esse tipo de insanidade onde atacar a honra alheia banalizou-se de tal forma que eles se acham intocáveis. Lamentavelmente, o Ministério Público não deu ainda a devida resposta para desmascarar e denunciar mandante e matadores da jovem estudante Fernanda Lages que, quase oito anos depois, seguem se achando inatingíveis.

Advogado Palha Dias fala de novidades no caso Donizeti Adalto, morto em 1998

Jogada política

Tá todo mundo achando que a parceria Ciro e Firmino com Júlio Arcoverde posando de secretario de Esporte e Lazer já é um recado para Wellington. 
Como quem diz que o senador quer criar dificuldades para ganhar facilidades. E mais cargos.

Aí tem!

Bom seria se a Polícia e Receita federais dessem uma volta pela marina nos Tatus, litoral piauiense, e puxassem as matrículas de várias embarcações ali ancoradas. 
Para ver a origem desses barcos, seus preços milionários, e conhecer os seus bacanas proprietários.

Bancando o rico

Tem gente que até tempos atrás não podia comprar uma arruela e, hoje, ostenta riqueza de um marajá. 
Tudo as custas de cargos comissionados no Estado e judiciário e, de empreiteiros de obras nunca concluídas e, dos que se transformam em ‘construtores’ no Sistema S.

Coisa para a outra

Pelo que ocorreu dias atrás entre marido e mulher, no litoral, até parece que esses milionários escondem seus brinquedos náuticos aéreos também dos parentes. 
Um bacana levou a mulher (a verdadeira) para conhecer seu iate. Não deu outra: ela reagiu com firmeza, dizendo que não gosta daquilo e que ele comprou o barco para andar com as putas.

Olha aí!

Ontem, deu para sentir que nem todo o PSL está apoiando Bolsonaro. 
E a explicação é lógica: os filhos do presidente tem tido muita participação nisso. 
Eles confundem ser filhos do Bolsonaro com ser filhos de presidente da República.
Aí pergunte se os militares apoiam isso?

Laranjas na Câmara

A oposição recebeu o presidente Bolsonaro, na Câmara, ontem, com um protesto inusitado: deputados usaram aventais alaranjados, com laranjas nas mãos. O protesto era uma crítica contra a polêmica de candidaturas laranjas do PSL, partido do presidente.

Piauí de fora 

No programa Expressão Nacional, na TV Câmara, transmitido ao vivo na terça à noite, uma telespectadora (Ludmila de Melo Ferraz) manda comentário: “a situação fiscal no estado do Piauí não está muito boa, o pessoal terceirizado está com três a quatro meses sem receber o salário, tem obras paradas e não contratam funcionários”.

Quebrado

Mas logo a apresentadora responde: "isso tudo acontecendo e o Piauí nem aparece na nossa lista". 
Ela quis dizer, na lista de estados quebrados elaborada pela produção do programa.

Defesa Ao Vivo

O deputado federal Mauro Benevides Filho (PDT/CE) sai em defesa do governo piauiense e diz pra telespectadora se tranquilizar porque, segundo ele, o Piauí tem um governador altamente experiente. 
Disse também que conhece o secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, e ambos estão articulados para que o Piauí cresça e se desenvolva cada vez mais. 
Oxalá!

Vagas na ONU

Seguem até hoje, as inscrições para participar de projeto voltado ao desenvolvimento de ações no sistema prisional e socioeducativo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Tem uma vaga para o Piauí e mais 26 para as outras unidades federativas. O salário é de R$10.750,00. 
Mais informações no site da ONU vagas.

Processo penal 

Advogados criminalistas dizem que, em um processo penal, além da questão de mérito, existem também as de natureza processual, que tratam de falhas processuais que prejudicam  a defesa de um acusado. 

Processo penal 2

Exatamente os erros processuais levaram a anulação da pronúncia de um dos acusados no caso Donizete Adalto, porque houve uma divergência entre as sentenças de pronúncia, sem recurso da acusação para agravá-la. 

Processo penal 3 

Se o Superior Tribunal de Justiça desfez a primeira pronúncia, a segunda não poderia ter nada além da primeira, porque se torna nula. É a regra do artigo 617 do CPP. É essa a tese do advogado Palha Dias, defensor de Djalma, aliás vitoriosa na defesa de outro acusado do mesmo caso.

PIB-Agro

O Ipea divulgou ontem, que estima que o produto interno bruto (PIB) agropecuário tenha caído 0,5% em 2018, principalmente devido à lavoura (-3,4%).
Já a pecuária teve resultado positivo, de 3,2%. Para este ano, o Ipea prevê crescimento de 0,4% do PIB-Agro, considerando o prognóstico de safra e as pesquisas trimestrais do IBGE.

PIB-Agro 2

O Piauí teve perda de 20% da colheita de soja na safra 2018/2019.  O mesmo que o estado da Bahia. 
Até o momento, Paraná teve perdas de 30% e é o mais atingido.

Brasil

A previsão inicial de colheita no país era de 117,2 milhões de toneladas de soja. No entanto, devido a problemas climáticos em 12 estados, a queda prevista passou a ser de 16 milhões de toneladas, ou seja, 13,85% a menos que a expectativa inicial, segundo dados da Associação Brasileira dos Produtores de Soja.

Ping-Pong

Vicio infeliz

Na mesa do café São Braz, no Teresina Shopping, os advogados Romildo Mafra e Samuca comentam sobre o concurso de Miss Piauí, onde foi consagrada vencedora Dagmara Landim, prima do ex-deputado Paes Landim. 

Romildo: “A família Paes Landim é tão viciada em disputar eleições que apresenta candidato até para miss”. 
Samuca: “Nas disputas onde há pouco dinheiro eles sempre ganham!”

Expressas

A SDU Centro Norte irá multar aqueles que descartarem inapropriadamente lixo em ruas e avenidas da capital. O valor da multa é de R$300.

Organizado pela Nucepe, o concurso da Prefeitura de Timon recebeu mais de 7,5 mil inscritos. A prova escrita acontece nesse domingo (24), das 8h30 às 12h30.

Defensoria integra Jornada da Justiça Itinerante até amanhã. O atendimento acontece no Centro Cultural, localizado na rua Treze de Maio, 1513. 

A negação do discurso Os postos de vigilância

Mais lidas desse blog