Editorias
  1. Arte Cultura
  2. Teresina em Dança encerra temporada 2018 com espetáculo “Toque”
Publicidade

Teresina em Dança encerra temporada 2018 com espetáculo “Toque”

Espetáculo tem entrada franca na sexta (7) no teatro João Paulo II

Nesta sexta-feira, 07, o Projeto Teresina em Dança faz a última sessão do ano com um espetáculo do Núcleo Piauiense de Danças Urbanas, que leva a peça “Toque”. A apresentação acontece às 19h30 no Teatro João Paulo II com entrada franca.

Créditos: ASCOM FMCMC

Promovido pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Municipal Monsenhor Chaves, o Projeto Teresina em Dança foi pensado para atender o cenário cultural local e tem como grande objetivo difundir as artes cênicas focando no segmento da Dança que a cada ano traz mais talentos na cidade. Em sua segunda edição, o projeto busca proporcionar a comunidade um calendário quinzenal de apresentações de dança gratuitas em teatros municipais, tanto no João Paulo II como no Teatro do Boi.

A peça de sexta-feira traz uma reflexão sobre o toque, tocar o outro, tocar a si, tocar uma música, apenas tocar, sentir. Para o diretor, Márcio Felipe Gomes, o espetáculo “surge da ideia de sentimentos que tocam a alma e o corpo do ser humano, seja um tocar emocional ou físico, é sobre vivências, lembranças, sentimentos, mistérios etc”, explica.

O espetáculo é um mix de gêneros de Dança que parte das Danças Urbanas ao Contemporâneo, além de Teatro representado por suas interpretações de texto e leituras dramáticas e suas expressividades cênicas, utilizando de técnicas diversas como apropriação do espaço, métodos de contato improvisação, técnicas de respiração diafragmática e consciência corporal, tudo para compor o trabalho como ponte para novas formas de linguagem de dança.

A interpretação fica por conta de Amanda Fernandes, Felipe Oliveira, Júlia Fernandes, Lyvia Moura, Marcio Felipe Gomes. O figurino e iluminação são assinados por Marcio Felipe Gomes, a produção, maquiagem e cenário por Felipe Oliveira; sonoplastia de Amanda Fernandes. A censura é livre.