1. Editorias
  2. AZ nas Eleições
  3. Melhor defesa do Brasileirão 2018, Palmeiras inicia torneio com setor em alta novamente
Publicidade

Melhor defesa do Brasileirão 2018, Palmeiras inicia torneio com setor em alta novamente

Verdão tomou sete gols em 21 jogos em 2019 e só tem desempenho inferior ao do Grêmio

O Palmeiras estreia no Campeonato Brasileiro neste domingo, contra o Fortaleza, às 19h, na arena. Campeão nacional no ano passado como o time que menos sofreu gols no torneio (26 em 38 rodadas), o Verdão segue com uma defesa forte em 2019.

Weverton, Jailson e Fernando Prass Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras)

Nesta temporada, são sete gols sofridos em 21 partidas. Uma média de 0,33 gols tomados por jogo. O Palmeiras só fica atrás do Grêmio, que levou cinco em 22 jogos (0,22).

O Fortaleza tem a quarta melhor defesa entre os 20 clubes da Série A. São 11 gols sofridos em 20 partidas (0,55).

Gustavo Gómez é o destaque da defesa do Palmeiras. Seguro na bola aérea e preciso nos desarmes, o zagueiro paraguaio, autor do primeiro gol na goleada sobre o Melgar, pela Libertadores, forma a dupla "titular" com Luan.

Em 2018, o Palmeiras teve bom aproveitamento com Gómez na equipe. Com ele em campo foram 14 jogos e quatro gols sofridos. Sem ele, 24 jogos e 22 gols tomados.

– Como já disse algumas vezes, o Brasileiro é um torneio bem duro, talvez, um dos mais difíceis do mundo e não tem jogo fácil. São cinco, seis, sete ou até mais times com possibilidades de ser campeão. Se a gente conseguir manter a força defensiva e continuar sofrendo poucos gols, teremos grandes chances de brigar pelo título – disse Gustavo Gómez.

Além deles, Antônio Carlos e Edu Dracena participarão do rodízio de Felipão. Em 2018, essa dupla era a que jogava os mata-matas, enquanto Luan e Gustavo Gómez disputavam o Brasileiro. Neste ano, deve ser ao contrário.

Nas laterais, Felipão pode contar com dois jogadores de características diferentes em cada lado. Victor Luis e Mayke são mais defensivos, enquanto Diogo Barbosa e Marcos Rocha apoiam mais.

No gol, Felipão possui três goleiros experientes. O que mais atua é Weverton, campeão pelo Palmeiras em 2018 e olímpico em 2016. Na reserva, dois jogadores muito identificados com a torcida: Fernando Prass e Jailson.

Prass, por exemplo, foi titular no primeiro jogo das quartas de final do Campeonato Paulista e defendeu um pênalti. Foi o 14º defendido por ele no Palmeiras.

O Palmeiras estreia no Campeonato Brasileiro neste domingo, contra o Fortaleza, às 19h, na arena. Campeão nacional no ano passado como o time que menos sofreu gols no torneio (26 em 38 rodadas), o Verdão segue com uma defesa forte em 2019.

Weverton, Jailson e Fernando Prass Palmeiras

Weverton, Jailson e Fernando Prass Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras)

Nesta temporada, são sete gols sofridos em 21 partidas. Uma média de 0,33 gols tomados por jogo. O Palmeiras só fica atrás do Grêmio, que levou cinco em 22 jogos (0,22).

O Fortaleza tem a quarta melhor defesa entre os 20 clubes da Série A. São 11 gols sofridos em 20 partidas (0,55).

Gustavo Gómez é o destaque da defesa do Palmeiras. Seguro na bola aérea e preciso nos desarmes, o zagueiro paraguaio, autor do primeiro gol na goleada sobre o Melgar, pela Libertadores, forma a dupla "titular" com Luan.

Em 2018, o Palmeiras teve bom aproveitamento com Gómez na equipe. Com ele em campo foram 14 jogos e quatro gols sofridos. Sem ele, 24 jogos e 22 gols tomados.

– Como já disse algumas vezes, o Brasileiro é um torneio bem duro, talvez, um dos mais difíceis do mundo e não tem jogo fácil. São cinco, seis, sete ou até mais times com possibilidades de ser campeão. Se a gente conseguir manter a força defensiva e continuar sofrendo poucos gols, teremos grandes chances de brigar pelo título – disse Gustavo Gómez.

Além deles, Antônio Carlos e Edu Dracena participarão do rodízio de Felipão. Em 2018, essa dupla era a que jogava os mata-matas, enquanto Luan e Gustavo Gómez disputavam o Brasileiro. Neste ano, deve ser ao contrário.

Nas laterais, Felipão pode contar com dois jogadores de características diferentes em cada lado. Victor Luis e Mayke são mais defensivos, enquanto Diogo Barbosa e Marcos Rocha apoiam mais.

No gol, Felipão possui três goleiros experientes. O que mais atua é Weverton, campeão pelo Palmeiras em 2018 e olímpico em 2016. Na reserva, dois jogadores muito identificados com a torcida: Fernando Prass e Jailson.

Prass, por exemplo, foi titular no primeiro jogo das quartas de final do Campeonato Paulista e defendeu um pênalti. Foi o 14º defendido por ele no Palmeiras.