1. Editorias
  2. AZ nas Eleições
  3. Planalto prepara visita de Bolsonaro na próxima terça-feira
Publicidade

Planalto prepara visita de Bolsonaro na próxima terça-feira

Os ocupantes do Palácio do Planalto já não escondem que Haddad perderá a eleição

O presidente Michel Temer e a maioria dos seus ministros já admitem a vitória do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na eleição deste domingo (28), tanto que, já está marcado que Bolsonaro será recebido pelo presidente, na próxima terça-feira (30), no Palácio do Planalto. Eles tratarão da formação da equipe de transição. 

Jair Bolsonaro e Michel Temer (Fotos: Tânia Rego/Agência Brasil /reprodução)

Na noite deste domingo, Michel Temer estará no Palácio da Alvorada cercado dos ministros mais próximos para após o anúncio oficial do resultado da eleição, telefonar para o presidente eleito. 

No encontro de terça-feira, o presidente eleito disponibilizará para o Palácio do Planalto uma lista de 50 nomes das pessoas que irão compor a equipe de transição. O chefe da equipe deve ser o ministro da Casa Civil Eliseu Padilha. 

Acompanhando Bolsonaro, na terça-feira, estarão o general Augusto Heleno, já definido para o Ministério da Defesa, Onyxx Lorenzoni, escolhido para a Casa Civil, Paulo Guedes, futuro ministro da Fazenda (ou Economia), e possivelmente os filhos Flávio e Eduardo. 
 

O presidente Michel Temer e a maioria dos seus ministros já admitem a vitória do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na eleição deste domingo (28), tanto que, já está marcado que Bolsonaro será recebido pelo presidente, na próxima terça-feira (30), no Palácio do Planalto. Eles tratarão da formação da equipe de transição. 

Jair Bolsonaro e Michel Temer (Fotos: Tânia Rego/Agência Brasil /reprodução)

Na noite deste domingo, Michel Temer estará no Palácio da Alvorada cercado dos ministros mais próximos para após o anúncio oficial do resultado da eleição, telefonar para o presidente eleito. 

No encontro de terça-feira, o presidente eleito disponibilizará para o Palácio do Planalto uma lista de 50 nomes das pessoas que irão compor a equipe de transição. O chefe da equipe deve ser o ministro da Casa Civil Eliseu Padilha. 

Acompanhando Bolsonaro, na terça-feira, estarão o general Augusto Heleno, já definido para o Ministério da Defesa, Onyxx Lorenzoni, escolhido para a Casa Civil, Paulo Guedes, futuro ministro da Fazenda (ou Economia), e possivelmente os filhos Flávio e Eduardo.