1. Editorias
  2. Big Brother Brasil
  3. BBB 19: Paula pode pegar até três anos de pena se condenada
Publicidade

BBB 19: Paula pode pegar até três anos de pena se condenada

A pena para crime deste tipo varia de um a três anos de reclusão ou multa

De acordo com informações do UOL, Paula, do BBB 19, pode pegar até três anos de pena, caso seja condenada. A sister está envolvida em procedimento instaurado por conta de um crime de injúria por preconceito alusivo à religião. O delegado Gilbert Stivanello, titular da Delegacia de Combate a Crimes de Racismo e Intolerância do Rio, foi quem confirmou a informação.

Paula no Big Brother Brasil 19 (Foto: Divulgação)

A pena para crime deste tipo varia de um a três anos de reclusão ou multa. “Há outros institutos processuais alternativos aplicáveis que podem evitar a imposição de pena de prisão (reclusão). Nessa parte a resposta ficará com o Judiciário”, afirmou o delegado.

Ainda segundo o UOL, o delegado afirma que Paula será ouvida assim que deixar a casa ou após a final do reality show, que terminará no próximo dia 12.

Em conversa no início de fevereiro, Paula fez uma série de comentários considerados preconceituosos, afirmando que tinha medo de Rodrigo por ele ter contato “com esse negócio de Oxum”. Além de garantir que “nosso Deus é mais forte”.

Já eliminado do Big Brother Brasil, Rodrigo prestou depoimento. Trata-se de uma exigência processual para o caso, já que a ofensa foi dirigida a ele. Paula terá o direito de apresentar sua versão dos fatos.

De acordo com informações do UOL, Paula, do BBB 19, pode pegar até três anos de pena, caso seja condenada. A sister está envolvida em procedimento instaurado por conta de um crime de injúria por preconceito alusivo à religião. O delegado Gilbert Stivanello, titular da Delegacia de Combate a Crimes de Racismo e Intolerância do Rio, foi quem confirmou a informação.

Paula no Big Brother Brasil 19 (Foto: Divulgação)

A pena para crime deste tipo varia de um a três anos de reclusão ou multa. “Há outros institutos processuais alternativos aplicáveis que podem evitar a imposição de pena de prisão (reclusão). Nessa parte a resposta ficará com o Judiciário”, afirmou o delegado.

Ainda segundo o UOL, o delegado afirma que Paula será ouvida assim que deixar a casa ou após a final do reality show, que terminará no próximo dia 12.

Em conversa no início de fevereiro, Paula fez uma série de comentários considerados preconceituosos, afirmando que tinha medo de Rodrigo por ele ter contato “com esse negócio de Oxum”. Além de garantir que “nosso Deus é mais forte”.

Já eliminado do Big Brother Brasil, Rodrigo prestou depoimento. Trata-se de uma exigência processual para o caso, já que a ofensa foi dirigida a ele. Paula terá o direito de apresentar sua versão dos fatos.