1. Editorias
  2. Big Brother Brasil
  3. 'BBB19': Paula é a campeã com 61% dos votos e leva R$ 1,5 milhão
Publicidade

'BBB19': Paula é a campeã com 61% dos votos e leva R$ 1,5 milhão

Bacharel em Direito disputou com Alan e ganhou reality show na final desta sexta-feira (12)

A mineira Paula venceu a final do "Big Brother Brasil 19" nesta sexta (12) e levou para casa o prêmio de R$ 1,5 milhão. Com 61,09% % dos votos, ela derrotou o catarinense Alan, que teve 38,91%.

Bacharel em Direito disputou com Alan e ganhou reality show na final desta sexta-feira (12)

Os últimos dias de confinamento foram agitados com dois paredões na mesma semana e a expulsão de Hariany por agressão, depois dela ter empurrado a amiga Paula.

A noite da final contou com a tradicional reunião de todos participantes e show da cantora Ivete Sangalo.

Sobre a campeã

Paula chegou ao BBB dizendo que sua única amiga era a porca Pippa, criada na fazenda em Minas Gerais. No programa, a única amiga que fez foi Hariany. Sem pertencer a um dos grupos e com a língua solta, foi alvo de muitos paredões no começo do programa.

Após de voltar de todos, se recusar a participar das combinações de votos, e falar muito, ela cresceu na competição. Paula é alvo de um inquérito aberto pela Polícia Civil do Rio de janeiro, investigada por comentários supostamente racistas e de intolerância religiosa.

Relembre o BBB 2019 em sete pontos:

Favorita expulsa: Hariany, uma das favoritas para ganhar o programa, foi expulsa na quinta (11) por agressão após empurrar Paula. Amigas desde o início do programa, as duas se desentenderam durante uma festa.

Recorde de votos: O paredão do dia 26 de março entre Carol, Elana e Paula quebrou o recorde mundial de votações em reality show. A disputa acirrada teve mais de 202,4 milhões de votos.

Racismo e intolerância religiosa: A polícia civil do Rio de Janeiro instaurou, em fevereiro, um inquérito para apurar supostos casos de racismo e intolerância religiosa. Gabriela e Rodrigo pretendem abrir um processo contra os responsáveis por mensagens recebidas nas redes sociais.

Machismo: O médico Gustavo foi o terceiro eliminado, após fazer declarações machistas na casa. Diego, Maycon e ele protagonizaram alguns diálogos considerados ofensivos na casa. “A verdade é o seguinte, está tudo na nossa mão e a gente vai administrar do jeito que a gente quiser", disse aos outros participantes em relação às mulheres do programa.

Gaiola x Villa Mix: A escalação de ativistas e baladeiros para o BBB dividiu a casa em dois grupos: "Baile da Gaiola": Danrley, Gabriela, Hana, Rízia e Rodrigo; e "Villa Mix": Carol, Diego, Gustavo, Hariany, Isabella, Maiycon e Paula. Inspirados em nomes de festas, o baile funk da Penha, no Rio, e a balada sertaneja de São Paulo;

Acusação de assédio: O participante Vanderson teve que deixar a casa na primeira semana após ter sido intimado para depor. Ele é investigado por três denúncias de agressão sexual;

Desclassificação precoce: O atleta de MMA Fábio, de 27 anos foi desclassificado três dias antes da estreia do programa. Segundo o atleta, ele não avisou a TV Globo sobre um contrato de patrocínio que violava as regras do programa.

A mineira Paula venceu a final do "Big Brother Brasil 19" nesta sexta (12) e levou para casa o prêmio de R$ 1,5 milhão. Com 61,09% % dos votos, ela derrotou o catarinense Alan, que teve 38,91%.

Bacharel em Direito disputou com Alan e ganhou reality show na final desta sexta-feira (12)

Os últimos dias de confinamento foram agitados com dois paredões na mesma semana e a expulsão de Hariany por agressão, depois dela ter empurrado a amiga Paula.

A noite da final contou com a tradicional reunião de todos participantes e show da cantora Ivete Sangalo.

Sobre a campeã

Paula chegou ao BBB dizendo que sua única amiga era a porca Pippa, criada na fazenda em Minas Gerais. No programa, a única amiga que fez foi Hariany. Sem pertencer a um dos grupos e com a língua solta, foi alvo de muitos paredões no começo do programa.

Após de voltar de todos, se recusar a participar das combinações de votos, e falar muito, ela cresceu na competição. Paula é alvo de um inquérito aberto pela Polícia Civil do Rio de janeiro, investigada por comentários supostamente racistas e de intolerância religiosa.

Relembre o BBB 2019 em sete pontos:

Favorita expulsa: Hariany, uma das favoritas para ganhar o programa, foi expulsa na quinta (11) por agressão após empurrar Paula. Amigas desde o início do programa, as duas se desentenderam durante uma festa.

Recorde de votos: O paredão do dia 26 de março entre Carol, Elana e Paula quebrou o recorde mundial de votações em reality show. A disputa acirrada teve mais de 202,4 milhões de votos.

Racismo e intolerância religiosa: A polícia civil do Rio de Janeiro instaurou, em fevereiro, um inquérito para apurar supostos casos de racismo e intolerância religiosa. Gabriela e Rodrigo pretendem abrir um processo contra os responsáveis por mensagens recebidas nas redes sociais.

Machismo: O médico Gustavo foi o terceiro eliminado, após fazer declarações machistas na casa. Diego, Maycon e ele protagonizaram alguns diálogos considerados ofensivos na casa. “A verdade é o seguinte, está tudo na nossa mão e a gente vai administrar do jeito que a gente quiser", disse aos outros participantes em relação às mulheres do programa.

Gaiola x Villa Mix: A escalação de ativistas e baladeiros para o BBB dividiu a casa em dois grupos: "Baile da Gaiola": Danrley, Gabriela, Hana, Rízia e Rodrigo; e "Villa Mix": Carol, Diego, Gustavo, Hariany, Isabella, Maiycon e Paula. Inspirados em nomes de festas, o baile funk da Penha, no Rio, e a balada sertaneja de São Paulo;

Acusação de assédio: O participante Vanderson teve que deixar a casa na primeira semana após ter sido intimado para depor. Ele é investigado por três denúncias de agressão sexual;

Desclassificação precoce: O atleta de MMA Fábio, de 27 anos foi desclassificado três dias antes da estreia do programa. Segundo o atleta, ele não avisou a TV Globo sobre um contrato de patrocínio que violava as regras do programa.