1. Editorias
  2. Entretenimento
  3. Henry Cavill não vai mais interpretar Superman nos cinemas, diz site
Publicidade

Henry Cavill não vai mais interpretar Superman nos cinemas, diz site

A rixa teria acontecido por desavenças envolvendo a negociação para uma aparição do ator em "Shazam!"

Henry Cavill vai pendurar sua capa vermelha de Superman. Segundo o site da revista "The Hollywood Reporter", o ator rompeu com a Warner Bros., que administra a DC Comics, editora dona do personagem.

Henry Cavill como Superman em 'Batman vs Superman: A origem da justiça' — Foto: Divulgação

A rixa teria acontecido por desavenças envolvendo a negociação para uma aparição do ator em "Shazam!", que tem estreia prevista para 2019.

A publicação diz que as conversas contratuais entre a Warner e os representantes de Cavill, da empresa de agenciamento WME, terminaram mal. Isso teria ajudado a fechar as portas para um retorno dele como Superman. Nenhum dos lados confirma a informação oficialmente.

Cavill interpretou Superman em três filmes: "O Homem de Aço" (2013), "Batman vs Superman: A origem da justiça" (2016) e "Liga da Justiça" (2017).

Uma fonte interna da Warner citada pelo site afirma que a participação do ator em "Shazam!" não deu certo por um conflito de agendas, já que ele assinou recentemente para estrelar a série "The Witcher", da Netflix.

Mudança de foco

Outras fontes atribuem o impasse a uma mudança de foco do estúdio, que estaria concentrando esforços em um filme da Supergirl, sobre as origens da heroína adolescente. Isso excluiria a possibilidade de participação de um ator da idade de Cavill, já que o enredo teria um Superman ainda criança.

Além disso, de acordo com o "Hollywood Reporter", a Warner não tem planos de lançar um filme solo do herói nos próximos anos.

"Superman é como James Bond. Depois de tempo, você tem que olhar para novos atores", explicou uma fonte do estúdio, citada pela publicação.

Henry Cavill vai pendurar sua capa vermelha de Superman. Segundo o site da revista "The Hollywood Reporter", o ator rompeu com a Warner Bros., que administra a DC Comics, editora dona do personagem.

Henry Cavill como Superman em 'Batman vs Superman: A origem da justiça' — Foto: Divulgação

A rixa teria acontecido por desavenças envolvendo a negociação para uma aparição do ator em "Shazam!", que tem estreia prevista para 2019.

A publicação diz que as conversas contratuais entre a Warner e os representantes de Cavill, da empresa de agenciamento WME, terminaram mal. Isso teria ajudado a fechar as portas para um retorno dele como Superman. Nenhum dos lados confirma a informação oficialmente.

Cavill interpretou Superman em três filmes: "O Homem de Aço" (2013), "Batman vs Superman: A origem da justiça" (2016) e "Liga da Justiça" (2017).

Uma fonte interna da Warner citada pelo site afirma que a participação do ator em "Shazam!" não deu certo por um conflito de agendas, já que ele assinou recentemente para estrelar a série "The Witcher", da Netflix.

Mudança de foco

Outras fontes atribuem o impasse a uma mudança de foco do estúdio, que estaria concentrando esforços em um filme da Supergirl, sobre as origens da heroína adolescente. Isso excluiria a possibilidade de participação de um ator da idade de Cavill, já que o enredo teria um Superman ainda criança.

Além disso, de acordo com o "Hollywood Reporter", a Warner não tem planos de lançar um filme solo do herói nos próximos anos.

"Superman é como James Bond. Depois de tempo, você tem que olhar para novos atores", explicou uma fonte do estúdio, citada pela publicação.