Editorias
  1. Geral
  2. Em seminário no TJ, governador diz que grileiros usam pistoleiros no sul do Piauí
Publicidade

Em seminário no TJ, governador diz que grileiros usam pistoleiros no sul do Piauí

Wellington Dias participou de seminário do Matopiba sobre regularização fundiária.

O Tribunal de Justiça do Piauí sediou na manhã desta quinta-feira (06) a reunião do Fórum Fundiário dos Corregedores Gerais da Justiça da região Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). O encontro visa criar uma frente de trabalho da justiça na regularização fundiária e combate à grilagem de terras nos estados do Nordeste.

Na oportunidade, o governador do Piauí Wellington Dias, reconheceu a existência da atuação de grileiros no estado que atuam inclusive com pistoleiros. “Ainda este ano nós tivemos a prisão de pessoas que atuavam na pistolagem na região de Uruçuí, Baixa Grande do Ribeiro, eu não estou falando de suposição, são fatos e situações reais e regularização fundiária fecha portas para problemas como esses”, declarou o governador.

Segundo o corregedor-geral da Justiça do Estado do Piauí, desembargador Ricardo Gentil, os estados do Matopiba enfrentam diversos problemas fundiários comuns, como grilagem de terras e ocupação desordenada de áreas urbanas. “A debilidade da governança de terras somada à veloz expansão agrícola na região do Matopiba aceleram os problemas fundiários, circunstância que exige atuação integrada e eficaz do Poder Judiciário na região”, afirma.

Núcleo

A Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Piauí (CGJ-PI) foi pioneira no âmbito do Judiciário brasileiro ao instalar, no último dia 6, o seu Núcleo de Regularização Fundiária. Regulamentado pelo Provimento 017/2016, o Núcleo funciona como ambiente de integração entre os diversos atores envolvidos na questão fundiária do Piauí, fomentando o diálogo entre a sociedade civil organizada e as instituições relacionadas ao tema, visando à formulação de propostas para a melhoria da gestão fundiária e soluções dos conflitos agrários no Piauí.

Assista ao vídeo abaixo: