1. Editorias
  2. Geral
  3. Motoristas e cobradores paralisarão atividades nesta terça-feira em Teresina
Publicidade

Motoristas e cobradores paralisarão atividades nesta terça-feira em Teresina

Os trabalhadores do sistema de transporte urbano reivindicam um reajuste salarial de 8,5%

Motoristas e cobradores do sistema de transporte coletivo de Teresina promoverão, na manhã desta terça-feira (22), uma paralisação de advertência. O comunicado foi divulgado hoje pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários de Teresina (Sintetro). Segundo a categoria houve falta de negociação sobre o reajuste salarial por parte do sindicato patronal.

A paralisação de advertência acontecerá em dois turnos: das 4h às 6h e das 16h às 18h (Foto: Divulgação/Sintetro)

De acordo com a entidade, todos os ônibus serão impedidos de circular durante a realização das manifestações (assembleias), que acontecerão na porta das garagens das empresas. A liberação só acontecerá depois das 6h.

Os trabalhadores do sistema de transporte urbano reivindicam um reajuste salarial de 8,5% a partir da data base, que é 1º de janeiro.

“Já estamos quase aí no final do mês de janeiro e até agora o Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina) não sentou com a gente. Já tentamos várias vezes uma negociação, mas sempre vão adiando e desmarcando. E como já está chegando o final do mês a categoria cobra uma resposta do sindicato patronal.”, criticou Fernando Santos, presidente do Sintetro.

Fernando Santos, o Feijão, presidente do Sintetro (Foto: Reprodução/YouTube)

Em caso de não negociação, o presidente anuncia a possibilidade de uma greve geral. “A possibilidade existe, mas não para agora. Essa perspectiva é bem mais futura. A gente quer negociar e não grevar”, afirmou.

A manifestação havia sido acordada em assembleia realizada na última sexta-feira (18). A paralisação de advertência acontecerá em dois turnos: das 4h às 6h e das 16h às 18h.

Com informações do Sintetro

Motoristas e cobradores do sistema de transporte coletivo de Teresina promoverão, na manhã desta terça-feira (22), uma paralisação de advertência. O comunicado foi divulgado hoje pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários de Teresina (Sintetro). Segundo a categoria houve falta de negociação sobre o reajuste salarial por parte do sindicato patronal.

A paralisação de advertência acontecerá em dois turnos: das 4h às 6h e das 16h às 18h (Foto: Divulgação/Sintetro)

De acordo com a entidade, todos os ônibus serão impedidos de circular durante a realização das manifestações (assembleias), que acontecerão na porta das garagens das empresas. A liberação só acontecerá depois das 6h.

Os trabalhadores do sistema de transporte urbano reivindicam um reajuste salarial de 8,5% a partir da data base, que é 1º de janeiro.

“Já estamos quase aí no final do mês de janeiro e até agora o Setut (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina) não sentou com a gente. Já tentamos várias vezes uma negociação, mas sempre vão adiando e desmarcando. E como já está chegando o final do mês a categoria cobra uma resposta do sindicato patronal.”, criticou Fernando Santos, presidente do Sintetro.

Fernando Santos, o Feijão, presidente do Sintetro (Foto: Reprodução/YouTube)

Em caso de não negociação, o presidente anuncia a possibilidade de uma greve geral. “A possibilidade existe, mas não para agora. Essa perspectiva é bem mais futura. A gente quer negociar e não grevar”, afirmou.

A manifestação havia sido acordada em assembleia realizada na última sexta-feira (18). A paralisação de advertência acontecerá em dois turnos: das 4h às 6h e das 16h às 18h.

Com informações do Sintetro