1. Editorias
  2. Rota da Alegria
  3. Confira a cobertura completa do Corso de Teresina
Publicidade

Confira a cobertura completa do Corso de Teresina

A prévia carnavalesca aconteceu na Av. Raul Lopes

(Atualizada às 22h26)

O Corso do Zé Pereira em Teresina já se consagrou como a maior prévia carnavalesca da cidade. Com o desfile de caminhões decorados, o evento mostra a alegria e irreverência da população numa festa que a cada ano se adapta ao folião.

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

Além da premiação dos carros, nesta edição o evento contou com um concurso de fantasias e palcos espalhados pela avenida, garantindo que não falte trilha sonora para a brincadeira. O evento aconteceu neste sábado (23), na Avenida Raul Lopes.

Firmino Filho, prefeito de Teresina (Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ)

Apesar das poucas inscrições de caminhões, a população não deixou de participar de mais uma edição do Corso de Teresina que contou com grandes novidades nesse ano, como explica o prefeito de Teresina, Firmino Filho. 

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

"Eu acho que as pessoas que estão contando caminhão deviam medir a felicidade e alegria da população, essa não se mede com caminhão, essa se mede com animação, alegria e criatividade, então essa contagem não está na minha agenda. Ano passado sempre existiu uma reclamação muito grande acerca dos paredões que criavam um som meio caótico, então houve a limitação da participação dos paredões e para que não houvesse um vazio em termo de som, nós fizemos uns palanques com quatro palcos que deve aumentar, crescer para preencher toda a extensão da avenida. O Corso não tem a cara da Prefeitura, da Secretaria, ele tem a cara da população de Teresina que faz aquilo que gosta", conta Firmino Filho.

Luis Carlos (Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ) 

O presidente da Fundação Monsenhor Chaves, Luis Carlos Alves, também acredita que a pequena quantidade de caminhões não afastou o teresinense que já demonstra um retorno positvo com os palcos instalados e a diversidade dos estilos musicais.   

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

"O Corso é um evento do povo de Teresina, aqui cada pessoa vem da maneira que quer. Com esse espaço democrático, o poder público organiza a festa, ordena a questão dos caminhões e as pessoas estão dando preferência a ir para o chão. Em função da reivindicação dos anos anteriores nós resolvemos colocar esses palcos para que não faltasse música na avenida e o retorno está sendo extremamente positivo. Essa redução dos caminhões é uma opção da pessoa e isso não tira o brilho da festa", ressalta Luis Carlos Alves. 

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

O gestor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, conta sobre a vinda de profissionais para acompanhar o maior Corso do mundo e apresentar as potencialidades turísticas de Teresina.   

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

"Nesse ano a Prefeitura, na minha visão, acertou porque diminuindo o número de caminhões, se faz o Corso para as pessoas. A Raul Lopes está lotada de pessoas com quatro palcos com músicas independentes. Um Corso seguro, um Corso alegre que gera renda e dinheiro para Teresina. Hoje também trouxemos jornalistas e agentes de turismo de fora para vivenciar o corso, para entender Teresina e tentar vender Teresina como destino turístico". 

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

Se moldando ao perfil do folião e para garantir que seja uma festa democrática, o Corso contou com repertório de axé, músicas tradicionais a samba, pagode e música eletrônica. Foram 12 bandas animando toda a avenida, de forma sincronizada, em quatro palcos. 

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ 

Premiação para fantasias 

Outra novidade dessa edição foi o concurso de fantasias, no qual os inscritos irão concorrer à premiação de R$ 1.000. O concurso acontece de forma virtual. Para concorrer, o folião deve publicar a foto em seu Instagram e marcar o perfil da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (@cultura_the) com a tag #fantasiacorso2019.

A comissão julgadora irá escolher as 30 fantasias mais criativas, que serão publicadas no perfil da FMC, e as 10 fantasias mais curtidas até as 12h do dia 25 de fevereiro irão ganhar a premiação de mil reais. 

Neste ano, o evento contou com 639 policiais distribuídos em três turnos, além de elevados, câmeras, drones, cavalaria, 180 agentes disponibilizados pela Secretaria de Segurança, 60 policiais civis. 

Assista aos vídeos abaixo:

(Atualizada às 22h26)

O Corso do Zé Pereira em Teresina já se consagrou como a maior prévia carnavalesca da cidade. Com o desfile de caminhões decorados, o evento mostra a alegria e irreverência da população numa festa que a cada ano se adapta ao folião.

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

Além da premiação dos carros, nesta edição o evento contou com um concurso de fantasias e palcos espalhados pela avenida, garantindo que não falte trilha sonora para a brincadeira. O evento aconteceu neste sábado (23), na Avenida Raul Lopes.

Firmino Filho, prefeito de Teresina (Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ)

Apesar das poucas inscrições de caminhões, a população não deixou de participar de mais uma edição do Corso de Teresina que contou com grandes novidades nesse ano, como explica o prefeito de Teresina, Firmino Filho. 

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

"Eu acho que as pessoas que estão contando caminhão deviam medir a felicidade e alegria da população, essa não se mede com caminhão, essa se mede com animação, alegria e criatividade, então essa contagem não está na minha agenda. Ano passado sempre existiu uma reclamação muito grande acerca dos paredões que criavam um som meio caótico, então houve a limitação da participação dos paredões e para que não houvesse um vazio em termo de som, nós fizemos uns palanques com quatro palcos que deve aumentar, crescer para preencher toda a extensão da avenida. O Corso não tem a cara da Prefeitura, da Secretaria, ele tem a cara da população de Teresina que faz aquilo que gosta", conta Firmino Filho.

Luis Carlos (Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ) 

O presidente da Fundação Monsenhor Chaves, Luis Carlos Alves, também acredita que a pequena quantidade de caminhões não afastou o teresinense que já demonstra um retorno positvo com os palcos instalados e a diversidade dos estilos musicais.   

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

"O Corso é um evento do povo de Teresina, aqui cada pessoa vem da maneira que quer. Com esse espaço democrático, o poder público organiza a festa, ordena a questão dos caminhões e as pessoas estão dando preferência a ir para o chão. Em função da reivindicação dos anos anteriores nós resolvemos colocar esses palcos para que não faltasse música na avenida e o retorno está sendo extremamente positivo. Essa redução dos caminhões é uma opção da pessoa e isso não tira o brilho da festa", ressalta Luis Carlos Alves. 

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

O gestor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), Venâncio Cardoso, conta sobre a vinda de profissionais para acompanhar o maior Corso do mundo e apresentar as potencialidades turísticas de Teresina.   

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

"Nesse ano a Prefeitura, na minha visão, acertou porque diminuindo o número de caminhões, se faz o Corso para as pessoas. A Raul Lopes está lotada de pessoas com quatro palcos com músicas independentes. Um Corso seguro, um Corso alegre que gera renda e dinheiro para Teresina. Hoje também trouxemos jornalistas e agentes de turismo de fora para vivenciar o corso, para entender Teresina e tentar vender Teresina como destino turístico". 

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ

Se moldando ao perfil do folião e para garantir que seja uma festa democrática, o Corso contou com repertório de axé, músicas tradicionais a samba, pagode e música eletrônica. Foram 12 bandas animando toda a avenida, de forma sincronizada, em quatro palcos. 

Foto: Wilson Nanaia / Portal AZ 

Premiação para fantasias 

Outra novidade dessa edição foi o concurso de fantasias, no qual os inscritos irão concorrer à premiação de R$ 1.000. O concurso acontece de forma virtual. Para concorrer, o folião deve publicar a foto em seu Instagram e marcar o perfil da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (@cultura_the) com a tag #fantasiacorso2019.

A comissão julgadora irá escolher as 30 fantasias mais criativas, que serão publicadas no perfil da FMC, e as 10 fantasias mais curtidas até as 12h do dia 25 de fevereiro irão ganhar a premiação de mil reais. 

Neste ano, o evento contou com 639 policiais distribuídos em três turnos, além de elevados, câmeras, drones, cavalaria, 180 agentes disponibilizados pela Secretaria de Segurança, 60 policiais civis. 

Assista aos vídeos abaixo: