1. Blogs
  2. Atualidade Jurídica
  3. O que Deus diz sobre julgar as pessoas?
Publicidade

O que Deus diz sobre julgar as pessoas?

 

Na Bíblia, Deus diz que não devemos julgar as pessoas para condená-las, mas para distinguir entre o certo e o errado e promover o bem.

Devo ou não devo julgar as pessoas?
O julgamento pode ser bom ou pode ser mau. Quando é para fazer a distinção entre o que está certo e o que está errado, é bom (1 Coríntios 11:13). Quando é para condenar uma pessoa sem dó, levando-a a tropeçar, é mau (Romanos 14:13).

Jesus também disse que devemos olhar para nós mesmos antes de julgar os outros, porque podemos acabar nos condenando a nós próprios. Se você aponta o erro de outra pessoa mas faz pior que ela, está sendo hipócrita e precisa se consertar (Mateus 7:1-5).

O importante é lembrar que você não é dono da verdade absoluta. Só Deus sabe todas as coisas e devemos sempre ter muito cuidado antes de julgar.

Precisamos saber quando é importante dar nossa opinião e quando devemos deixar o assunto (1 Coríntios 5:12). Também devemos ter a humildade de avaliar nossa opinião e mudá-la se descobrimos que não está certa.

 

Julgar pode ser tomar uma decisão como árbitro ou juiz entre causas, ou avaliar alguma coisa para formar uma opinião crítica sobre ela. A Bíblia fala destes dois tipos de julgamento dos outros.

Deus é o Juiz que irá julgar todas as pessoas de acordo com o que fizeram (Salmos 98:9). Ele pode fazer isso porque é completamente justo e sabe todas as coisas. Aqui na terra, temos um sistema de justiça para manter a lei, julgar quem é acusado de a quebrar e punir quem é condenado.

Um bom sistema de justiça procura ser justo e imparcial, em imitação a Deus. Depois, nas coisas mais pequenas, que não precisam de tribunal, as pessoas recorrem a quem é mais velho, mais sábio ou tem mais autoridade para resolver os problemas e as disputas (1 Coríntios 6:5).

A um nível pessoal, cada pessoa vê o que acontece à sua volta e tenta decidir se é bom ou mau. As conclusões a que chegar vão ser suas opiniões, ou seus julgamentos, e vão ajudar a decidir como deve agir.

Como posso dar minha opinião sem julgar
Todos temos direito a uma opinião e a expressá-la. Às vezes também é preciso repreender um irmão. Quando isso acontece:

Faça tudo em amor – quem ama não quer condenar seu irmão mas ajudá-lo.
Analise tudo à luz da Bíblia (1 Tessalonicenses 5:21) – sua opinião é mesmo bíblica?
Cuidado com as aparências – procure se informar bem para fazer julgamentos justos (João 7:24).
Olhe para você mesmo antes de falar – você é um bom exemplo dos princípios que defende? Se não for, admita.
Seja sincero mas compreensivo – tente compreender o outro lado da questão.
Seja tolerante – tolerar é suportar em amor quem age de maneira que você acha errada; não é concordar nem ficar calado sobre o assunto.
Evite a polêmica – a controvérsia muitas vezes leva à troca de palavras duras e divisões entre pessoas; se a conversa for nessa direção, abandone-a (1 Coríntios 11:16).

Fonte: https://www.respostas.com.br/o-que-deus-diz-sobre-julgar-as-pessoas/

Freitas Neto assume a presidência do Sebrae dia 16


O economista e ex-governador  do Estado do Piauí, Antônio de Almendra Freitas Neto, será empossado na próxima quarta-feira (16) na presidência do Conselho Deliberativo Estadual, CDE, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí.  A posse será administrativa, isto é, durante reunião do citado conselho. 

Curso - Inscrições Abertas

Pensamento do dia

Fonte: https://www.respostas.com.br/

 

Na Bíblia, Deus diz que não devemos julgar as pessoas para condená-las, mas para distinguir entre o certo e o errado e promover o bem.

Devo ou não devo julgar as pessoas?
O julgamento pode ser bom ou pode ser mau. Quando é para fazer a distinção entre o que está certo e o que está errado, é bom (1 Coríntios 11:13). Quando é para condenar uma pessoa sem dó, levando-a a tropeçar, é mau (Romanos 14:13).

Jesus também disse que devemos olhar para nós mesmos antes de julgar os outros, porque podemos acabar nos condenando a nós próprios. Se você aponta o erro de outra pessoa mas faz pior que ela, está sendo hipócrita e precisa se consertar (Mateus 7:1-5).

O importante é lembrar que você não é dono da verdade absoluta. Só Deus sabe todas as coisas e devemos sempre ter muito cuidado antes de julgar.

Precisamos saber quando é importante dar nossa opinião e quando devemos deixar o assunto (1 Coríntios 5:12). Também devemos ter a humildade de avaliar nossa opinião e mudá-la se descobrimos que não está certa.

 

Julgar pode ser tomar uma decisão como árbitro ou juiz entre causas, ou avaliar alguma coisa para formar uma opinião crítica sobre ela. A Bíblia fala destes dois tipos de julgamento dos outros.

Deus é o Juiz que irá julgar todas as pessoas de acordo com o que fizeram (Salmos 98:9). Ele pode fazer isso porque é completamente justo e sabe todas as coisas. Aqui na terra, temos um sistema de justiça para manter a lei, julgar quem é acusado de a quebrar e punir quem é condenado.

Um bom sistema de justiça procura ser justo e imparcial, em imitação a Deus. Depois, nas coisas mais pequenas, que não precisam de tribunal, as pessoas recorrem a quem é mais velho, mais sábio ou tem mais autoridade para resolver os problemas e as disputas (1 Coríntios 6:5).

A um nível pessoal, cada pessoa vê o que acontece à sua volta e tenta decidir se é bom ou mau. As conclusões a que chegar vão ser suas opiniões, ou seus julgamentos, e vão ajudar a decidir como deve agir.

Como posso dar minha opinião sem julgar
Todos temos direito a uma opinião e a expressá-la. Às vezes também é preciso repreender um irmão. Quando isso acontece:

Faça tudo em amor – quem ama não quer condenar seu irmão mas ajudá-lo.
Analise tudo à luz da Bíblia (1 Tessalonicenses 5:21) – sua opinião é mesmo bíblica?
Cuidado com as aparências – procure se informar bem para fazer julgamentos justos (João 7:24).
Olhe para você mesmo antes de falar – você é um bom exemplo dos princípios que defende? Se não for, admita.
Seja sincero mas compreensivo – tente compreender o outro lado da questão.
Seja tolerante – tolerar é suportar em amor quem age de maneira que você acha errada; não é concordar nem ficar calado sobre o assunto.
Evite a polêmica – a controvérsia muitas vezes leva à troca de palavras duras e divisões entre pessoas; se a conversa for nessa direção, abandone-a (1 Coríntios 11:16).

Fonte: https://www.respostas.com.br/o-que-deus-diz-sobre-julgar-as-pessoas/

Freitas Neto assume a presidência do Sebrae dia 16


O economista e ex-governador  do Estado do Piauí, Antônio de Almendra Freitas Neto, será empossado na próxima quarta-feira (16) na presidência do Conselho Deliberativo Estadual, CDE, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí.  A posse será administrativa, isto é, durante reunião do citado conselho. 

Curso - Inscrições Abertas

Pensamento do dia

Fonte: https://www.respostas.com.br/

Senado aprova indicação de Kassio Nunes Marques para o STF; TRT 22 elege seus os novos dirigentes Posse de Celso Barros Neto foi bastante prestigiada na OAB