1. Blogs
  2. Ribamar Aragão
  3. Covardemente estereotipada, Gracinha Moraes Souza é vítima de ataques a seu pai
Publicidade

Covardemente estereotipada, Gracinha Moraes Souza é vítima de ataques a seu pai

Primeiro, vamos desmistificar a terrível fama de doida que a filha do prefeito Mão Santa, Gracinha Moraes Souza, tem em Parnaíba, e que foi bastante potencializada desde que a engenheira civil assumiu o controle da Secretaria Municipal de Infraestrutura, em 2017.  Ela sofre agressões diárias e de todos os tipos, e há até quem publique sobre a vida pessoal, íntima, expondo-a de forma humilhante para o deleite de seus desafetos. Atualmente, sabe-se mais da vida de Gracinha em Parnaíba do que dos feitos do lendário Simplício Dias nesta região. 

Gracinha Moraes Souza (Foto: divulgação)

Não há, repito, não há registro ou histórico de que Gracinha Moraes Souza foi internada ou teve passagem pelo Sanatório Meduna, em Teresina. Não encontramos nenhuma informação sobre isso, após pesquisa sobre esse tema específico. Diante desse fato concluímos que a filha de Mão Santa não pode ser considerada louca ou que tenha algum transtorno mental a ponto de merecer internação em centro especializado. Tudo não passa de fuxico da oposição ou de pessoas despeitadas com ela, com o único intuito de atacar Mão Santa. 

Gracinha tem, no máximo, um temperamento e personalidade fortes, mas por ser enérgica em suas ações, ganha inúmeros adjetivos negativos. A covardia dos que a chamam comumente de louca, desequilibrada, maluca e perturbada nas redes sociais é abjeta, nojenta, sem medida. Para ferir moralmente Mão Santa, miram na secretária municipal. 

Ela é a parnaibana mais estereotipada (de forma vil e canalha) nos últimos anos, e isso gera constrangimento até para seus filhos, que indiretamente são atingidos com essas ofensas e deboches. Não medem o que estão fazendo para eles, pois além de mulher, Gracinha é mãe e tem um sentimentos. 

Gracinha Moraes Souza não é doida, e tudo não passa de resultado de extrema perseguição e um grande ato de covardia de inimigos de seu pai. E por que ela é tão odiada?

Gracinha Moraes Souza é odiada por ter não papas na língua e por querer fazer e exigir resultados. Dessa forma é incompreendida e vilipendiada pelas costas, quando se tem informação de que muitos que a cercam fala mal dela em sua ausência. 

Sejamos justos: o que fazem com o nome dela em Parnaíba é algo doentio. Quem merece mesmo ser internado, e passar um bom tempo em clínica psiquiátrica, é quem vive a ofendê-la gratuitamente.

Primeiro, vamos desmistificar a terrível fama de doida que a filha do prefeito Mão Santa, Gracinha Moraes Souza, tem em Parnaíba, e que foi bastante potencializada desde que a engenheira civil assumiu o controle da Secretaria Municipal de Infraestrutura, em 2017.  Ela sofre agressões diárias e de todos os tipos, e há até quem publique sobre a vida pessoal, íntima, expondo-a de forma humilhante para o deleite de seus desafetos. Atualmente, sabe-se mais da vida de Gracinha em Parnaíba do que dos feitos do lendário Simplício Dias nesta região. 

Gracinha Moraes Souza (Foto: divulgação)

Não há, repito, não há registro ou histórico de que Gracinha Moraes Souza foi internada ou teve passagem pelo Sanatório Meduna, em Teresina. Não encontramos nenhuma informação sobre isso, após pesquisa sobre esse tema específico. Diante desse fato concluímos que a filha de Mão Santa não pode ser considerada louca ou que tenha algum transtorno mental a ponto de merecer internação em centro especializado. Tudo não passa de fuxico da oposição ou de pessoas despeitadas com ela, com o único intuito de atacar Mão Santa. 

Gracinha tem, no máximo, um temperamento e personalidade fortes, mas por ser enérgica em suas ações, ganha inúmeros adjetivos negativos. A covardia dos que a chamam comumente de louca, desequilibrada, maluca e perturbada nas redes sociais é abjeta, nojenta, sem medida. Para ferir moralmente Mão Santa, miram na secretária municipal. 

Ela é a parnaibana mais estereotipada (de forma vil e canalha) nos últimos anos, e isso gera constrangimento até para seus filhos, que indiretamente são atingidos com essas ofensas e deboches. Não medem o que estão fazendo para eles, pois além de mulher, Gracinha é mãe e tem um sentimentos. 

Gracinha Moraes Souza não é doida, e tudo não passa de resultado de extrema perseguição e um grande ato de covardia de inimigos de seu pai. E por que ela é tão odiada?

Gracinha Moraes Souza é odiada por ter não papas na língua e por querer fazer e exigir resultados. Dessa forma é incompreendida e vilipendiada pelas costas, quando se tem informação de que muitos que a cercam fala mal dela em sua ausência. 

Sejamos justos: o que fazem com o nome dela em Parnaíba é algo doentio. Quem merece mesmo ser internado, e passar um bom tempo em clínica psiquiátrica, é quem vive a ofendê-la gratuitamente.

Parnaíba não pode perder a batalha para os maconheiros PT não tem nome para enfrentar Mão Santa em 2020