1. Blogs
  2. Ajuspi
  3. CONFEA destaca ação da AJUSPI no combate à poluição da barragem de Piracuruca
Publicidade

CONFEA destaca ação da AJUSPI no combate à poluição da barragem de Piracuruca

As ações da Associação Jurídica e Social do Piauí e demais órgãos, no sentido de combater a poluição na barragem de Piracuruca, ganham âmbito nacional e serão destaque no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA). Representantes do órgão estiveram no Piauí gravando entrevista especial sobre o assunto e nesta sexta-feira irão à barragem. 

O Desembargador do TJ-PI, Brandão de Carvalho, que recentemente fez denúncia da situação explicou em entrevista ao CONFEA que é de fundamental importância que os problemas sejam detectados e as providências tomadas, uma vez que a água da barragem serve para o consumo de muitas famílias ribeirinhas. 

"Acompanho a barragem desde a década de 1990 e desde então tenho observado e vivido bem de perto aquele local. Com o passar do tempo fomos percebendo a presença de dejetos, poluição e hoje as águas estão totalmente sujas, com material químico e orgânico. Até tomar banho está difícil porque algumas pessoas, inclusive, eu, já fiquei com irritação na pele após tomar banho lá. Nossa proposta é que as autoridades e as instituições possam olhar para a barragem e buscar ações efetivas para o combate à poluição. Este é nosso desejo como piracuruquense e certamente, a presença do CREA-PI e da OAB-PI vai garantir uma apuração mais eficiente no local, de modo que o problema seja resolvido, devolvendo água de qualidade para cerca de 150 mil pessoas", observou o Desembargador Brandão de Carvalho.

A comitiva, que vai à Piracuruca, será formada por integrantes da Ajuspi, CREA-PI, AGESPISA e demais parceiros, os quais deverão verificar de perto a barragem, oportunidade em que será colhida uma amostra da água, para  apurar seu teor de poluição.
Em um momento em que cientistas de todo o mundo se reuniram e alertaram para a degradação da natureza pela interferência indevida do homem, ações como esta fazem toda a diferença para a garantia da preservação do meio ambiente e a viabilização da vida das próximas gerações na Terra.

As ações da Associação Jurídica e Social do Piauí e demais órgãos, no sentido de combater a poluição na barragem de Piracuruca, ganham âmbito nacional e serão destaque no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA). Representantes do órgão estiveram no Piauí gravando entrevista especial sobre o assunto e nesta sexta-feira irão à barragem. 

O Desembargador do TJ-PI, Brandão de Carvalho, que recentemente fez denúncia da situação explicou em entrevista ao CONFEA que é de fundamental importância que os problemas sejam detectados e as providências tomadas, uma vez que a água da barragem serve para o consumo de muitas famílias ribeirinhas. 

"Acompanho a barragem desde a década de 1990 e desde então tenho observado e vivido bem de perto aquele local. Com o passar do tempo fomos percebendo a presença de dejetos, poluição e hoje as águas estão totalmente sujas, com material químico e orgânico. Até tomar banho está difícil porque algumas pessoas, inclusive, eu, já fiquei com irritação na pele após tomar banho lá. Nossa proposta é que as autoridades e as instituições possam olhar para a barragem e buscar ações efetivas para o combate à poluição. Este é nosso desejo como piracuruquense e certamente, a presença do CREA-PI e da OAB-PI vai garantir uma apuração mais eficiente no local, de modo que o problema seja resolvido, devolvendo água de qualidade para cerca de 150 mil pessoas", observou o Desembargador Brandão de Carvalho.

A comitiva, que vai à Piracuruca, será formada por integrantes da Ajuspi, CREA-PI, AGESPISA e demais parceiros, os quais deverão verificar de perto a barragem, oportunidade em que será colhida uma amostra da água, para  apurar seu teor de poluição.
Em um momento em que cientistas de todo o mundo se reuniram e alertaram para a degradação da natureza pela interferência indevida do homem, ações como esta fazem toda a diferença para a garantia da preservação do meio ambiente e a viabilização da vida das próximas gerações na Terra.

Programa da Ajuspi na TV Assembleia debate sobre importância da Regularização Fundiária Ajuspi e CREA-PI atuam para identificar poluidores da barragem de Piracuruca