1. Blogs
  2. Ajuspi
  3. Advogada comenta veto na lei de abuso de autoridade que representa avanço para advocacia
Publicidade

Advogada comenta veto na lei de abuso de autoridade que representa avanço para advocacia

A advogada Adélia Dantas, Procuradora de Prerrogativas da OAB/PI e integrante da Ajuspi, concedeu entrevista na Rádio Pioneira de Teresina. 

Advogada Adélia Dantas (Foto: divulgação)

Na oportunidade, destacou aspectos relevantes quanto ao veto à lei de abuso de autoridade, evidenciando que todos podem sim responder a um processo criminal.

“A queda do veto ao art. 43 da lei 13869/19 representa um grande passo para a Advocacia brasileira, a fim de barrar as investidas que a classe vem sofrendo, inclusive contra a criminalização da profissão. Interessa a cidadania e ao Estado Democrático de Direito que o advogado exerça seu munus publico com independência, autonomia e altivez. O que justifica tornar crime a violação de suas prerrogativas profissionais”, disse a advogada Adélia Dantas.

A advogada Adélia Dantas, Procuradora de Prerrogativas da OAB/PI e integrante da Ajuspi, concedeu entrevista na Rádio Pioneira de Teresina. 

Advogada Adélia Dantas (Foto: divulgação)

Na oportunidade, destacou aspectos relevantes quanto ao veto à lei de abuso de autoridade, evidenciando que todos podem sim responder a um processo criminal.

“A queda do veto ao art. 43 da lei 13869/19 representa um grande passo para a Advocacia brasileira, a fim de barrar as investidas que a classe vem sofrendo, inclusive contra a criminalização da profissão. Interessa a cidadania e ao Estado Democrático de Direito que o advogado exerça seu munus publico com independência, autonomia e altivez. O que justifica tornar crime a violação de suas prerrogativas profissionais”, disse a advogada Adélia Dantas.

Membro da Ajuspi lança livro sobre o rol de penhora na execução fiscal para microempresas Ajuspi prestigia sessão solene em homenagem aos 44 anos do CREA-PI