1. Blogs
  2. Ajuspi
  3. CONTRATAÇÃO DE SEGUROS: Mitos e verdades
Publicidade

CONTRATAÇÃO DE SEGUROS: Mitos e verdades

Quando falamos em seguros o pensamento é automático nos direitos dos consumidores e em suas possíveis violações. A prática de contratação dos mesmos vem aumentando e as dúvidas referentes ao tema são muitas e devem ser esclarecidas, já que surgem diversos mitos acerca do tema e o consumidor acaba sem saber no que acreditar.


 
O tipo de seguro mais comum é o seguro de automóvel, onde me arrisco a elencar os pontos:
 
- O seguro cobre os bens no interior do veículo: MITO! Os itens que possam estar no carro em caso de furto ou roubo não são cobertos pelo seguro, apenas o valor do carro. A alternativa seria um seguro específico de acessórios para os bens.
 
- Seguro para mulher é mais barato: VERDADE! Estatisticamente falando, os homens são responsáveis pela maioria dos acidentes automobilísticos e um dos fatores que algoritmo que o seguro calcula é o perfil. Portanto, o seguro para mulheres se torna mais barato.
 
- O local onde carro passa a noite interfere no valor do seguro: VERDADE! Os carros que durante a noite permanecem em garagens cobertas tem seu valor mais baixo.
 
Outra modalidade que é importante falar é o seguro de vida, que gera vários questionamentos pertinentes, como por exemplo:
 
- Posso resgatar o valor pago ainda em vida: VERDADE! É possível sim, através do seguro dotal, quando o cliente não utilizou dos serviços e está ciente das várias condições que envolvem esse resgate.
 
- Seguro de vida só funciona quando a pessoa morre: MITO! Pode ser utilizado em diversas situações, como doenças ou acidentes que causem invalidez temporária ou permanente que impeça de trabalhar, seguro contra desemprego, etc.
 
A modalidade seguro residencial é menos onerosa em relação ao bem porém não é tão utilizada justamente por falta de conhecimento de todos seus benefícios.
 
Falar que cobre somente em caso de incêndios por exemplo, é um dos mitos mais comuns. O seguro residencial cobre de eventos naturais a danos de eletrodomésticos, chaveiro, vidros, hidráulicos, etc. São diversos os direitos do consumidor ao contratá-lo.
 
O seguro de viagem finaliza as modalidades citadas nessa breve abordagem sobre mitos e verdades.
 
Diariamente temos viagens de carro, moto, ônibus, avião, entre outros. E em todas nelas o seguro viagem pode ser feito.
 
Situações como extravio de bagagens, acidentes, atraso de vôo, hospedagem de emergência, etc. São comuns no dia a dia e são cobertas pelo seguro.
 
Dizer que o seguro viagem é bom somente para viagens longas, é um mito, as adversidades podem acontecer seja qual for a distância ou meio de transporte.
 
Podemos perceber que existem muitas dúvidas quanto ao que é verdade ou não no assunto contratação de seguros, espero ter esclarecido algumas das principais.
 
Um fato de verdade, é que os consumidores que buscam esses serviços, sejam de automóveis, residências, vida ou viagens, buscam segurança para o bem em questão. Portanto, busquem sempre saber o que estão contratando e cientes dos seus direitos.

ESCRITO POR
Júlia Barroso Araújo
Especialista em Direito das Famílias
Pós-Graduada em Direito Civil e Empresarial
Associada AJUSPI

Quando falamos em seguros o pensamento é automático nos direitos dos consumidores e em suas possíveis violações. A prática de contratação dos mesmos vem aumentando e as dúvidas referentes ao tema são muitas e devem ser esclarecidas, já que surgem diversos mitos acerca do tema e o consumidor acaba sem saber no que acreditar.


 
O tipo de seguro mais comum é o seguro de automóvel, onde me arrisco a elencar os pontos:
 
- O seguro cobre os bens no interior do veículo: MITO! Os itens que possam estar no carro em caso de furto ou roubo não são cobertos pelo seguro, apenas o valor do carro. A alternativa seria um seguro específico de acessórios para os bens.
 
- Seguro para mulher é mais barato: VERDADE! Estatisticamente falando, os homens são responsáveis pela maioria dos acidentes automobilísticos e um dos fatores que algoritmo que o seguro calcula é o perfil. Portanto, o seguro para mulheres se torna mais barato.
 
- O local onde carro passa a noite interfere no valor do seguro: VERDADE! Os carros que durante a noite permanecem em garagens cobertas tem seu valor mais baixo.
 
Outra modalidade que é importante falar é o seguro de vida, que gera vários questionamentos pertinentes, como por exemplo:
 
- Posso resgatar o valor pago ainda em vida: VERDADE! É possível sim, através do seguro dotal, quando o cliente não utilizou dos serviços e está ciente das várias condições que envolvem esse resgate.
 
- Seguro de vida só funciona quando a pessoa morre: MITO! Pode ser utilizado em diversas situações, como doenças ou acidentes que causem invalidez temporária ou permanente que impeça de trabalhar, seguro contra desemprego, etc.
 
A modalidade seguro residencial é menos onerosa em relação ao bem porém não é tão utilizada justamente por falta de conhecimento de todos seus benefícios.
 
Falar que cobre somente em caso de incêndios por exemplo, é um dos mitos mais comuns. O seguro residencial cobre de eventos naturais a danos de eletrodomésticos, chaveiro, vidros, hidráulicos, etc. São diversos os direitos do consumidor ao contratá-lo.
 
O seguro de viagem finaliza as modalidades citadas nessa breve abordagem sobre mitos e verdades.
 
Diariamente temos viagens de carro, moto, ônibus, avião, entre outros. E em todas nelas o seguro viagem pode ser feito.
 
Situações como extravio de bagagens, acidentes, atraso de vôo, hospedagem de emergência, etc. São comuns no dia a dia e são cobertas pelo seguro.
 
Dizer que o seguro viagem é bom somente para viagens longas, é um mito, as adversidades podem acontecer seja qual for a distância ou meio de transporte.
 
Podemos perceber que existem muitas dúvidas quanto ao que é verdade ou não no assunto contratação de seguros, espero ter esclarecido algumas das principais.
 
Um fato de verdade, é que os consumidores que buscam esses serviços, sejam de automóveis, residências, vida ou viagens, buscam segurança para o bem em questão. Portanto, busquem sempre saber o que estão contratando e cientes dos seus direitos.

ESCRITO POR
Júlia Barroso Araújo
Especialista em Direito das Famílias
Pós-Graduada em Direito Civil e Empresarial
Associada AJUSPI

Advogado Augusto Filho destaca função das Subseções da OAB-PI Os cuidados para comprar seu primeiro imóvel