1. Blogs
  2. Espaço Forrozeiro
  3. Show da Calcinha Preta é cancelado na The Lounge, mas é realizado em outro estabelecimento
Publicidade

Show da Calcinha Preta é cancelado na The Lounge, mas é realizado em outro estabelecimento

A banda Calcinha Preta, uma das mais conhecidas do país, faria dois shows na noite dessa sexta-feira (15) em Teresina. Os eventos ocorreriam na The Lounge e 309 Bar, ambos localizados na zona Leste da capital. Ainda ontem, o Ministério Público ajuizou uma ação civil pública pedindo o cancelamento, não só desses shows, mas de vários outros que estavam sendo divulgados nas redes sociais.

Formação atual da banda Calcinha Preta (Foto: divulgação)

De acordo com o documento, estão sendo organizados eventos com indícios de receber grande público, o que pode facilitar a aglomeração, potencializando a disseminação da covid-19, além do que, segundo trechos da ação, não foi informado adoção de quaisquer medidas, na realização dos eventos para a prevenção do contágio pelo coronavírus. O promotor Eny Pontes havia solicitado ao Poder Judiciário uma liminar para impedir a realização de shows e festas em locais fechados ou com grande público em Teresina.

Eventos citados na ação do MP (Foto: reprodução)

Na ação, o promotor pediu que a Justiça proíba as empresas de realizar tais eventos, além de uma fixação de multa no valor de R$ 50 mil a ser pago por cada estabelecimento, em caso de descumprimento. Ainda não há uma decisão da justiça sobre o caso. 

Pois bem, dos estabelecimentos citados na ação assinada pelo promotor de Justiça, somente um deles cancelou a festa. A boate The Lounge divulgou ainda na noite de sexta que não iria mais realizar o show da Calcinha Preta por causa da ação ajuizada pelo MP. Era de se esperar que a 309 Bar, citada na ação, também cancelasse o show da banda sergipana, mas isso não ocorreu. O evento foi mantido e pelas imagens que o Espaço Forrozeiro obteve, foi um sucesso de público.

The Lounge divulgou nota sobre o cancelamento do show (Foto: reprodução)

Não há informações ainda se a 309 Bar conseguiu uma liminar para realizar o evento de ontem. Os seguidores até pressionaram o estabelecimento, mas os comentários foram desativados no perfil da casa de show no Instagram. O Espaço Forrozeiro apurou que o show do Chicabana no Theresina Hall também ocorreu, mesmo com a determinação para o cancelamento. 

Storie da banda confirma que houve show na 309 Bar (Foto: reprodução)

No trecho do documento diz: “foram suspensas as festas do dia 15 de janeiro de 2021 (“Chica no Jeito” – Theresina Hall, “Calcinha Preta” na Boate The Lounge e também no 309 Bar), e dia 16 de janeiro (“Bloquinho do Rogerinho”, na boate Moon e “Prévia Seu Visconde” no Bar Quinta do Visconde) e posteriormente no dia 23 de janeiro (“Bloco tô no Jeitinho” – Cidade Folia). 

Foram citadas na ação: Jeitinho Produções, Flip Eventos, 309 Bar, Restaurante Quinta do Visconde, The Lounge e Moon Pub House, que, segundo o promotor, estão promovendo eventos com potencial para gerar aglomeração. 

Pelo visto alguns estabelecimentos não atenderam a determinação do Ministério Público. Resta saber se os próximos eventos serão realizados ou os empresários irão preferir pagar multa de R$ 50 mil. 

Veja a ação

*Este artigo é de responsabilidade de Marcelo Gomes, não reflete, necessariamente, a opinião do Portal AZ.

Matéria relacionada: 

MP ingressa com ação para impedir a realização de eventos em casas de shows de Teresina

A banda Calcinha Preta, uma das mais conhecidas do país, faria dois shows na noite dessa sexta-feira (15) em Teresina. Os eventos ocorreriam na The Lounge e 309 Bar, ambos localizados na zona Leste da capital. Ainda ontem, o Ministério Público ajuizou uma ação civil pública pedindo o cancelamento, não só desses shows, mas de vários outros que estavam sendo divulgados nas redes sociais.

Formação atual da banda Calcinha Preta (Foto: divulgação)

De acordo com o documento, estão sendo organizados eventos com indícios de receber grande público, o que pode facilitar a aglomeração, potencializando a disseminação da covid-19, além do que, segundo trechos da ação, não foi informado adoção de quaisquer medidas, na realização dos eventos para a prevenção do contágio pelo coronavírus. O promotor Eny Pontes havia solicitado ao Poder Judiciário uma liminar para impedir a realização de shows e festas em locais fechados ou com grande público em Teresina.

Eventos citados na ação do MP (Foto: reprodução)

Na ação, o promotor pediu que a Justiça proíba as empresas de realizar tais eventos, além de uma fixação de multa no valor de R$ 50 mil a ser pago por cada estabelecimento, em caso de descumprimento. Ainda não há uma decisão da justiça sobre o caso. 

Pois bem, dos estabelecimentos citados na ação assinada pelo promotor de Justiça, somente um deles cancelou a festa. A boate The Lounge divulgou ainda na noite de sexta que não iria mais realizar o show da Calcinha Preta por causa da ação ajuizada pelo MP. Era de se esperar que a 309 Bar, citada na ação, também cancelasse o show da banda sergipana, mas isso não ocorreu. O evento foi mantido e pelas imagens que o Espaço Forrozeiro obteve, foi um sucesso de público.

The Lounge divulgou nota sobre o cancelamento do show (Foto: reprodução)

Não há informações ainda se a 309 Bar conseguiu uma liminar para realizar o evento de ontem. Os seguidores até pressionaram o estabelecimento, mas os comentários foram desativados no perfil da casa de show no Instagram. O Espaço Forrozeiro apurou que o show do Chicabana no Theresina Hall também ocorreu, mesmo com a determinação para o cancelamento. 

Storie da banda confirma que houve show na 309 Bar (Foto: reprodução)

No trecho do documento diz: “foram suspensas as festas do dia 15 de janeiro de 2021 (“Chica no Jeito” – Theresina Hall, “Calcinha Preta” na Boate The Lounge e também no 309 Bar), e dia 16 de janeiro (“Bloquinho do Rogerinho”, na boate Moon e “Prévia Seu Visconde” no Bar Quinta do Visconde) e posteriormente no dia 23 de janeiro (“Bloco tô no Jeitinho” – Cidade Folia). 

Foram citadas na ação: Jeitinho Produções, Flip Eventos, 309 Bar, Restaurante Quinta do Visconde, The Lounge e Moon Pub House, que, segundo o promotor, estão promovendo eventos com potencial para gerar aglomeração. 

Pelo visto alguns estabelecimentos não atenderam a determinação do Ministério Público. Resta saber se os próximos eventos serão realizados ou os empresários irão preferir pagar multa de R$ 50 mil. 

Veja a ação

*Este artigo é de responsabilidade de Marcelo Gomes, não reflete, necessariamente, a opinião do Portal AZ.

Matéria relacionada: 

MP ingressa com ação para impedir a realização de eventos em casas de shows de Teresina

"Esse ambiente é maravilhoso", diz Márcia Fellipe em visita ao Encontro dos Rios