1. Blogs
  2. Josenildo Melo
  3. O que conversa o Clero?

O que conversa o Clero?

Atualmente? Imoralidades. Futilidades. Coisas mundanas e principalmente política e poder. Sempre foi assim? Não. Nos últimos dez anos isso se acentuou. E quem não sabe nem o que significa Clero? Clero é a palavra que descreve a classe clerical, ou seja, são os religiosos, conhecidos como sacerdotes, que fazem parte de uma Igreja, do latim cleru. O clero é um conjunto de religiosos, que podem pertencer a um determinado país, a um determinado culto etc. O clero surgiu com a Igreja Católica, na época da Idade Média e do feudalismo. O clero é representado pelos Padres, Bispos, Arcebispos, Cardeais e o Papa, e cada um possui sua própria função na hierarquia da Igreja, e são responsáveis pelos cultos.O clero, no seu sentido original, existe até hoje, principalmente na Igreja Católica, porém já não possuem tantos privilégios e reconhecimento como tinham antes, e atualmente apenas tem influência dentro da própria religião.Porque você escreve sobre isso? O Clero em nossa opinião ainda hoje é muito importante! Respeitem, pois; o Clero!

Certo mesmo é que antigamente um bom intelectual recorria a alguém do Clero pra falar sobre DEUS. Falar da vida espiritual e na pior das hipóteses conjecturar sócio-político e economicamente. Tempos bons aqueles de Padre Florêncio e Dom Celso José. Hoje já não se encontra Padres e Bispos como antigamente? Como antigamente? Como sempre deveria ser! O que deve ser objeto de conversa de um Clérigo? Santidade. Caridade. Força política e sabedoria intelectual. O que um Reitor de seminário conversa? Futilidades. Imoralidades. Coisas mundanas. Está vomitando conversas reservadas amigo? Nada. Isso é tão comum que nem os fiéis estranham mais. O que hoje conversa o Clero e suas Igrejas?

Vá falar de Agostinho de Hipona e outros de vida correta? O que lhe respondem: “você ainda é desse tempo”... , desse jeito não será Padre NUNCA! É o que hoje conversa o Clero e não somente de Teresina. Antigamente uma pessoa quando queria ser Padre procurava um dito Padre Santo e hoje em que se espelha? No carro? Na casa? No apartamento do Padre? No sítio do Padre? Mas no interior ainda existem vocações? Vocação existe em qualquer lugar, pois quem chama é DEUS. E você pensa que nas Igrejas Evangélicas é diferente? 90% dos seminaristas evangélicos são indicados pelos Pastores. O índice de parentes é enorme! E fazem isso com naturalidade. Acham a coisa mais normal!

Respeito deve ser readquirido? Como se articular coletivamente? Teresina e o Estado do Piauí sofre religiosamente. E o Vaticano sabe disso? Os Jesuítas são diariamente informados do que acontece; com certeza sabem e comunicam isso ao Papa. Qual o membro do Clero que inspira confiança e respeito público-intelectualmente hoje? O dito poderoso já está “caindo aos pedaços” e não tem mais força nem sequer de “mandar alguém pro seminário”. O que o Clero conversa não me interessa? Interessa à sociedade!

Certo mesmo é que vivemos em um país de ampla liberdade. Liberdade de Escrever. Liberdade de falar. Liberdade de indagar. Acha que os inescrupulosos se preocupam com isso? Se certo membro do Clero certa vez disse que até mesmo “pedofilia” demora apenas poucos dias no noticiário! A boa conversa intelectual de Dom Celso José Pinto da Silva faz falta. Celso e Os Jesuítas ainda existem! Que conversa boa bom Jesuíta!

Atualmente? Imoralidades. Futilidades. Coisas mundanas e principalmente política e poder. Sempre foi assim? Não. Nos últimos dez anos isso se acentuou. E quem não sabe nem o que significa Clero? Clero é a palavra que descreve a classe clerical, ou seja, são os religiosos, conhecidos como sacerdotes, que fazem parte de uma Igreja, do latim cleru. O clero é um conjunto de religiosos, que podem pertencer a um determinado país, a um determinado culto etc. O clero surgiu com a Igreja Católica, na época da Idade Média e do feudalismo. O clero é representado pelos Padres, Bispos, Arcebispos, Cardeais e o Papa, e cada um possui sua própria função na hierarquia da Igreja, e são responsáveis pelos cultos.O clero, no seu sentido original, existe até hoje, principalmente na Igreja Católica, porém já não possuem tantos privilégios e reconhecimento como tinham antes, e atualmente apenas tem influência dentro da própria religião.Porque você escreve sobre isso? O Clero em nossa opinião ainda hoje é muito importante! Respeitem, pois; o Clero!

Certo mesmo é que antigamente um bom intelectual recorria a alguém do Clero pra falar sobre DEUS. Falar da vida espiritual e na pior das hipóteses conjecturar sócio-político e economicamente. Tempos bons aqueles de Padre Florêncio e Dom Celso José. Hoje já não se encontra Padres e Bispos como antigamente? Como antigamente? Como sempre deveria ser! O que deve ser objeto de conversa de um Clérigo? Santidade. Caridade. Força política e sabedoria intelectual. O que um Reitor de seminário conversa? Futilidades. Imoralidades. Coisas mundanas. Está vomitando conversas reservadas amigo? Nada. Isso é tão comum que nem os fiéis estranham mais. O que hoje conversa o Clero e suas Igrejas?

Vá falar de Agostinho de Hipona e outros de vida correta? O que lhe respondem: “você ainda é desse tempo”... , desse jeito não será Padre NUNCA! É o que hoje conversa o Clero e não somente de Teresina. Antigamente uma pessoa quando queria ser Padre procurava um dito Padre Santo e hoje em que se espelha? No carro? Na casa? No apartamento do Padre? No sítio do Padre? Mas no interior ainda existem vocações? Vocação existe em qualquer lugar, pois quem chama é DEUS. E você pensa que nas Igrejas Evangélicas é diferente? 90% dos seminaristas evangélicos são indicados pelos Pastores. O índice de parentes é enorme! E fazem isso com naturalidade. Acham a coisa mais normal!

Respeito deve ser readquirido? Como se articular coletivamente? Teresina e o Estado do Piauí sofre religiosamente. E o Vaticano sabe disso? Os Jesuítas são diariamente informados do que acontece; com certeza sabem e comunicam isso ao Papa. Qual o membro do Clero que inspira confiança e respeito público-intelectualmente hoje? O dito poderoso já está “caindo aos pedaços” e não tem mais força nem sequer de “mandar alguém pro seminário”. O que o Clero conversa não me interessa? Interessa à sociedade!

Certo mesmo é que vivemos em um país de ampla liberdade. Liberdade de Escrever. Liberdade de falar. Liberdade de indagar. Acha que os inescrupulosos se preocupam com isso? Se certo membro do Clero certa vez disse que até mesmo “pedofilia” demora apenas poucos dias no noticiário! A boa conversa intelectual de Dom Celso José Pinto da Silva faz falta. Celso e Os Jesuítas ainda existem! Que conversa boa bom Jesuíta!

Empresa Brasil de Comunicação Diálogo e atitude de força