1. Blogs
  2. Café com Informação
  3. Luccy Keiko: “O indulto estimula a impunidade. Sou contra as saídas temporárias”
Publicidade

Luccy Keiko: “O indulto estimula a impunidade. Sou contra as saídas temporárias”

O Café com Informação dessa semana conversa com o novo delegado geral de Policia Civil Luccy Keiko. O decreto, assinado pelo governador Wellington Dias, foi publicado na segunda-feira (4), no Diário Oficial do Estado. Delegado Riedel Batista deixa o cargo após quatro anos, mas continuará na equipe e ajudará na implantação do Plano Estadual de Segurança Pública. 

Delegado Luccy Keiko no Café com Informação (Foto: Marcelo Gomes / Portal AZ)

Keiko, que estava à frente da gerência de policiamento metropolitano por quatro anos, falou das melhorias que pretende trazer para a policia do Piauí e uma das suas primeiras ações é continuar a ação de fortalecer as delegacias distritais, reforçar o combate aos crimes contra idosos e ao tráfico de drogas.

“Há uma sensação de insegura por causa dos constantes assaltos e se você pesquisar no sistema da policia da Policia Civil de Boletim de Ocorrência o carro chefe lá será roubo e furto, e esses pequenos assaltos maltratam muito a população. Quanto mais ocorre o roubo mais tem a tendência de ocorrer o latrocínio (roubo seguido de morte). Apesar de a gente ter tido uma queda no roubo sim uma necessidade maior de reforçar mais esse tipo de combate, então vamos apresentar as ideias para o secretario para diminuir mais ainda esse tipo de crime”.


Segundo o delegado, algo que tem dado bastante resultado são as delegacias especializadas, como por exemplo, a de entorpecentes com toneladas de drogas apreendidas, a de homicídio com resolutividade plena dos crimes que ocorrem.

“Essas delegacias especializadas tem alto índice de solução pelo conhecimento especifico naquela matéria, então quero especializar algumas delegacias da capital onde ocorrem mais roubos. Acho que é um dos vieses para combater os crimes. Também queremos dá maior foco para os mandatos em aberto, para que hoje eles sejam cumpridos no prazo estipulado e nós pensamos no delegado Willame Moraes para assumir a DECAP”, diz.

Arimatéia Azevedo entrevista o delegado Luccy Keiko (Foto: Marcelo Gomes / Portal AZ)

De acordo com Luccy Keiko outro nome que fará parte da equipe se segurança público do estado é o delegado Tales Gomes, que assumirá a GRECO. Já o delegado Marcelo Leal comandará a Gerência de Policia do Interior. Riedel Batista ficará na Assessoria de Planejamento da Secretaria de Segurança.

Sobre as declarações dado pelo futuro presidente Jair Bolsonaro em relação a esse ser o último indulto de natal, o delegado Luccy Keiko se diz apoiador da ideia.


“Não falo só do indulto de natal, mas de todas as saídas temporárias. Temos que acabar com isso, a legislação penal é branda, as penas não são severas, muitas vezes elas não correspondem a gravidade do delito. Outra coisa, a legislação processual também tem suas benesses, tem a suspensão condicional da pena e do processo. Nos crimes de menor potencia, cuja a pena não passe de dois anos, se quer a prisão em flagrante. Então quando a pessoa realmente vem a cumprir uma pena é porque realmente ele esgotou todas as vias judiciais do contraditório e da ampla defesa e o juiz entendeu que ele merecia cumprir uma regime fechado. O indulto estimula a impunidade”.

 

Histórico

Luccy Keiko é delegado há 11 anos, tendo ingressado na polícia civil como agente, em 2001. Como agente atuou nas cidades de Altos, União, Monsenhor Gil e Beneditinos. Como delegado, esteve no 10º DP, 12º DP, Gerência de Polícia Especializada, Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), além de presidente da associação dos delegados por quatro anos. O último cargo foi à frente da Gerência de Polícia Metropolitana.

Assista ao vídeo abaixo:

O Café com Informação dessa semana conversa com o novo delegado geral de Policia Civil Luccy Keiko. O decreto, assinado pelo governador Wellington Dias, foi publicado na segunda-feira (4), no Diário Oficial do Estado. Delegado Riedel Batista deixa o cargo após quatro anos, mas continuará na equipe e ajudará na implantação do Plano Estadual de Segurança Pública. 

Delegado Luccy Keiko no Café com Informação (Foto: Marcelo Gomes / Portal AZ)

Keiko, que estava à frente da gerência de policiamento metropolitano por quatro anos, falou das melhorias que pretende trazer para a policia do Piauí e uma das suas primeiras ações é continuar a ação de fortalecer as delegacias distritais, reforçar o combate aos crimes contra idosos e ao tráfico de drogas.

“Há uma sensação de insegura por causa dos constantes assaltos e se você pesquisar no sistema da policia da Policia Civil de Boletim de Ocorrência o carro chefe lá será roubo e furto, e esses pequenos assaltos maltratam muito a população. Quanto mais ocorre o roubo mais tem a tendência de ocorrer o latrocínio (roubo seguido de morte). Apesar de a gente ter tido uma queda no roubo sim uma necessidade maior de reforçar mais esse tipo de combate, então vamos apresentar as ideias para o secretario para diminuir mais ainda esse tipo de crime”.


Segundo o delegado, algo que tem dado bastante resultado são as delegacias especializadas, como por exemplo, a de entorpecentes com toneladas de drogas apreendidas, a de homicídio com resolutividade plena dos crimes que ocorrem.

“Essas delegacias especializadas tem alto índice de solução pelo conhecimento especifico naquela matéria, então quero especializar algumas delegacias da capital onde ocorrem mais roubos. Acho que é um dos vieses para combater os crimes. Também queremos dá maior foco para os mandatos em aberto, para que hoje eles sejam cumpridos no prazo estipulado e nós pensamos no delegado Willame Moraes para assumir a DECAP”, diz.

Arimatéia Azevedo entrevista o delegado Luccy Keiko (Foto: Marcelo Gomes / Portal AZ)

De acordo com Luccy Keiko outro nome que fará parte da equipe se segurança público do estado é o delegado Tales Gomes, que assumirá a GRECO. Já o delegado Marcelo Leal comandará a Gerência de Policia do Interior. Riedel Batista ficará na Assessoria de Planejamento da Secretaria de Segurança.

Sobre as declarações dado pelo futuro presidente Jair Bolsonaro em relação a esse ser o último indulto de natal, o delegado Luccy Keiko se diz apoiador da ideia.


“Não falo só do indulto de natal, mas de todas as saídas temporárias. Temos que acabar com isso, a legislação penal é branda, as penas não são severas, muitas vezes elas não correspondem a gravidade do delito. Outra coisa, a legislação processual também tem suas benesses, tem a suspensão condicional da pena e do processo. Nos crimes de menor potencia, cuja a pena não passe de dois anos, se quer a prisão em flagrante. Então quando a pessoa realmente vem a cumprir uma pena é porque realmente ele esgotou todas as vias judiciais do contraditório e da ampla defesa e o juiz entendeu que ele merecia cumprir uma regime fechado. O indulto estimula a impunidade”.

 

Histórico

Luccy Keiko é delegado há 11 anos, tendo ingressado na polícia civil como agente, em 2001. Como agente atuou nas cidades de Altos, União, Monsenhor Gil e Beneditinos. Como delegado, esteve no 10º DP, 12º DP, Gerência de Polícia Especializada, Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), além de presidente da associação dos delegados por quatro anos. O último cargo foi à frente da Gerência de Polícia Metropolitana.

Assista ao vídeo abaixo:

Café com Informação faz retrospectiva dos melhores momentos de 2018 Novo presidente da OAB-PI fala em mudanças e novos projetos