1. Blogs
  2. Opinião
  3. Qual a razão da prisão do Lula?
Publicidade

Qual a razão da prisão do Lula?

Foi exatamente por ter sido o maior e mais popular presidente da história do Brasil. Em uma sociedade da mediocridade, quem se destaca, principalmente quem é o melhor, enfrenta durante toda a sua vida resistência de certos segmentos sociais, por despeito, inveja, por vantagem pessoal ou de grupo contrariada e por maldade mesmo, com o intuito de nivelar todos por baixo. E isto foi o único motivo, justificativa, razão, da sua atroz condenação em conluio apelidado de lawfare, ou seja, quando se utiliza de um feixe de leis e da instituição judiciária para alijar do processo eleitoral o inimigo do sistema usurpador do poder e da institucionalidade Pátria. No caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, chegou-se ao paroxismo de, além de tirá-lo da disputa presidencial, ainda o levou à prisão. Mas, como revela a Pesquisa Vox Populi, no dia 30 de agosto último, o líder petista é insuperável em todos os quesitos de avaliação como homem público, cidadão e presidente da República. A pesquisa começa afirmando que o governo do ex-líder metalúrgico foi o mais positivo de todos os tempos no País. E que 62% dos entrevistados dizem que o governo Lula foi aquele em que tiveram “melhores condições de vida: emprego, maior renda, menor inflação etc”. O governo Lula, entre positivo e regular, tem 85% de aceitação. Enfim, Lula é o político que o povo brasileiro mais gosta, confia, acha mais eficiente e competente e o emérito benfeitor da população em geral. Eis, pois, a única razão da elite, dos muito ricos, do patronato midiático, dos conservadores, da direita e da extrema-direita nazifascista fraudarem o processo judicial-penal para, com a aparência de julgamento justo e regular, punir e cercear a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
 

Foi exatamente por ter sido o maior e mais popular presidente da história do Brasil. Em uma sociedade da mediocridade, quem se destaca, principalmente quem é o melhor, enfrenta durante toda a sua vida resistência de certos segmentos sociais, por despeito, inveja, por vantagem pessoal ou de grupo contrariada e por maldade mesmo, com o intuito de nivelar todos por baixo. E isto foi o único motivo, justificativa, razão, da sua atroz condenação em conluio apelidado de lawfare, ou seja, quando se utiliza de um feixe de leis e da instituição judiciária para alijar do processo eleitoral o inimigo do sistema usurpador do poder e da institucionalidade Pátria. No caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, chegou-se ao paroxismo de, além de tirá-lo da disputa presidencial, ainda o levou à prisão. Mas, como revela a Pesquisa Vox Populi, no dia 30 de agosto último, o líder petista é insuperável em todos os quesitos de avaliação como homem público, cidadão e presidente da República. A pesquisa começa afirmando que o governo do ex-líder metalúrgico foi o mais positivo de todos os tempos no País. E que 62% dos entrevistados dizem que o governo Lula foi aquele em que tiveram “melhores condições de vida: emprego, maior renda, menor inflação etc”. O governo Lula, entre positivo e regular, tem 85% de aceitação. Enfim, Lula é o político que o povo brasileiro mais gosta, confia, acha mais eficiente e competente e o emérito benfeitor da população em geral. Eis, pois, a única razão da elite, dos muito ricos, do patronato midiático, dos conservadores, da direita e da extrema-direita nazifascista fraudarem o processo judicial-penal para, com a aparência de julgamento justo e regular, punir e cercear a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
 

Estava tudo muito calmo e tranquilo? Suspeição Sem Suspeito