1. Blogs
  2. Opinião
  3. “A Pirralha” e “O Pivete”
Publicidade

“A Pirralha” e “O Pivete”

“Pirralha”, o feminino de “pirralho”, usando-se com conotação para o bem, significa uma criança, uma menina, uma pessoa de pequena estatura,... “Pirralha”, com sentido depreciativo, significa pessoa de pequena estatura, uma criança, uma adolescente, levando à compreensão de tratar-se de um ser traquino, buliçoso, travesso, turbulento,... Enfim, de uma criança deseducada e que não sabe se comportar devidamente.

Ao chamar Greta Thunberg - uma menina de 16 anos - de “pirralha”, o presidente Jair Bolsonaro não usou o adjetivo com uma conotação ou num contexto para o bem. A intenção dele foi desqualificar, no sentido de menosprezar, depreciar, diminuir, desmerecer, inferiorizar, menoscabar, rebaixar, humilhar, desvalorizar, vilipendiar, desprestigiar, desvirtuar, difamar, desfazer, desconceituar, desdourar, pisar e espezinhar uma criança escolhida como a personalidade mundial do ano, que ressalta “o poder da juventude” de uma garota que conquistou o planeta com sua luta em defesa do Meio Ambiente.

Greta foi escolhida pela Revista Time como a personalidade de 2019. A garota de 16 anos é uma jovem ativista sueca, criadora do movimento “Fridays for Future”, uma inquietação escolar na qual os estudantes faltam às aulas um dia da semana para protestar em frente aos órgãos públicos contra o fenômeno do aquecimento global cobrando medidas para contê-lo. Em 2019, ela foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz!

196 países aplaudem Greta! Com todas as evidências científicas, com as soluções técnicas para resolver o problema e com caminhos dados pelos povos indígenas que nos mostram como viver com as alterações climáticas. O Papa Francisco é uma das vozes que a nível mundial mais tem alertado a comunidade internacional para este problema e a sua encíclica «Laudato Si» é um grande exemplo da sua voz nesta matéria. Mas, o presidente do Brasil tenta desmerecer Greta. Não tem nota a atitude canalha de Bolsonaro! Uma imbecilidade sem tamanho! E o Brasil perde muito com isso.

Somente um “pivete” é capaz de tamanha safadeza. Somente um “ladrão de rua” é capaz de façanha tão despropositada. Somente um “adulto malandro”, um “vadio”, é capaz de tentar roubar consciências. “Pivete”, no sentido pejorativo, é, acima de tudo, “moleque sem educação”. Substantivamente, um marginalizado no crime.

A dificuldade de Bolsonaro em agir conforme o cargo exige salta aos olhos. Tanto aqui como internacionalmente.  E a Nação sofre com isso. Nada disso é ilusório. É tudo real! Temos um governante absolutamente destrambelhado, confuso, desordenado,, desastrado, desnorteado,... Muitos acham que Bolsonaro não é louco. É um homem muito mau. Para outros tantos, por suas declarações, um marginal.

Frases consagradas de Greta Thunberg:

“Não podemos continuar vivendo como se não houvesse amanhã, porque há um amanhã”;

“Nossa civilização está sendo sacrificada pelo interesse de um pequeno grupo de pessoas em continuar recebendo enormes quantias de dinheiro”;

“No ano de 2078 eu farei 75 anos. Se eu tiver filhos, talvez eles passem o dia comigo. Talvez eles me perguntem sobre vocês. Talvez me perguntem por que vocês não fizeram nada enquanto ainda havia tempo para agir”;

“Até vocês começarem a focar no que é preciso ser feito em vez do que é politicamente possível, não há esperança”;

“Não podemos resolver uma crise se não a tratarmos como uma crise”;

“Não quero que tenham medo, quero que tenham pânico”;

“A maioria dos políticos não quer falar conosco. Está bem, nós também não queremos falar com eles. Queremos que falem com os cientistas, que os escutem, porque nós repetimos o que eles vêm dizendo há décadas”;

“Há quem diga que nós, jovens, somos a esperança. Que vamos salvar o mundo. Mas não é verdade, não o faremos. Não há tempo para esperar que a gente cresça. Precisamos agir imediatamente diante da crise climática”;

“Não deveríamos ter de faltar à aula para lutar contra a mudança climática”;

“Para que ir à aula se não teremos futuro?”;

“O mundo assistiu com desespero e enorme dor a Notre Dame pegar fogo em Paris. Alguns edifícios são mais do que apenas edifícios. Mas, a Notre Dame será reconstruída. Espero que seus alicerces sejam fortes, espero que os nossos alicerces sejam ainda mais fortes. Mas, temo que não sejam”.

Agora, veja as frases tresloucadas de Bolsonaro:

“Através do voto você não vai mudar nada nesse país, nada, absolutamente nada! Só vai mudar, infelizmente, se um dia nós partirmos para uma guerra civil aqui dentro, e fazendo o trabalho que o regime militar não fez: matando uns 30 mil, começando com o FHC, não deixar para fora não, matando! Se vai morrer alguns inocentes, tudo bem, tudo quanto é guerra morre inocente”;

“A atual Constituição garante a intervenção das Forças Armadas para a manutenção da lei e da ordem. Sou a favor, sim, de uma ditadura, de um regime de exceção, desde que este Congresso dê mais um passo rumo ao abismo, que no meu entender está muito próximo”;

“[O policial] entra, resolve o problema e, se matar 10, 15 ou 20, com 10 ou 30 tiros cada um, ele tem que ser condecorado, e não processado”;

“Somos um país cristão. Não existe essa historinha de Estado laico, não. O Estado é cristão. Vamos fazer o Brasil para as maiorias. As minorias têm que se curvar às maiorias. As minorias se adequam ou simplesmente desaparecem”;

“Por isso o cara paga menos para a mulher (porque ela engravida)”;

“Como eu estava solteiro na época, esse dinheiro do auxílio-moradia eu usava para comer gente”;

“Pinochet devia ter matado mais gente”;

“Quero que todos possam comprar seus fuzis”.

Viu a diferença! Faz sentido ser “pirralha”. Só não faz é ser “pivete”.

“Pirralha”, o feminino de “pirralho”, usando-se com conotação para o bem, significa uma criança, uma menina, uma pessoa de pequena estatura,... “Pirralha”, com sentido depreciativo, significa pessoa de pequena estatura, uma criança, uma adolescente, levando à compreensão de tratar-se de um ser traquino, buliçoso, travesso, turbulento,... Enfim, de uma criança deseducada e que não sabe se comportar devidamente.

Ao chamar Greta Thunberg - uma menina de 16 anos - de “pirralha”, o presidente Jair Bolsonaro não usou o adjetivo com uma conotação ou num contexto para o bem. A intenção dele foi desqualificar, no sentido de menosprezar, depreciar, diminuir, desmerecer, inferiorizar, menoscabar, rebaixar, humilhar, desvalorizar, vilipendiar, desprestigiar, desvirtuar, difamar, desfazer, desconceituar, desdourar, pisar e espezinhar uma criança escolhida como a personalidade mundial do ano, que ressalta “o poder da juventude” de uma garota que conquistou o planeta com sua luta em defesa do Meio Ambiente.

Greta foi escolhida pela Revista Time como a personalidade de 2019. A garota de 16 anos é uma jovem ativista sueca, criadora do movimento “Fridays for Future”, uma inquietação escolar na qual os estudantes faltam às aulas um dia da semana para protestar em frente aos órgãos públicos contra o fenômeno do aquecimento global cobrando medidas para contê-lo. Em 2019, ela foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz!

196 países aplaudem Greta! Com todas as evidências científicas, com as soluções técnicas para resolver o problema e com caminhos dados pelos povos indígenas que nos mostram como viver com as alterações climáticas. O Papa Francisco é uma das vozes que a nível mundial mais tem alertado a comunidade internacional para este problema e a sua encíclica «Laudato Si» é um grande exemplo da sua voz nesta matéria. Mas, o presidente do Brasil tenta desmerecer Greta. Não tem nota a atitude canalha de Bolsonaro! Uma imbecilidade sem tamanho! E o Brasil perde muito com isso.

Somente um “pivete” é capaz de tamanha safadeza. Somente um “ladrão de rua” é capaz de façanha tão despropositada. Somente um “adulto malandro”, um “vadio”, é capaz de tentar roubar consciências. “Pivete”, no sentido pejorativo, é, acima de tudo, “moleque sem educação”. Substantivamente, um marginalizado no crime.

A dificuldade de Bolsonaro em agir conforme o cargo exige salta aos olhos. Tanto aqui como internacionalmente.  E a Nação sofre com isso. Nada disso é ilusório. É tudo real! Temos um governante absolutamente destrambelhado, confuso, desordenado,, desastrado, desnorteado,... Muitos acham que Bolsonaro não é louco. É um homem muito mau. Para outros tantos, por suas declarações, um marginal.

Frases consagradas de Greta Thunberg:

“Não podemos continuar vivendo como se não houvesse amanhã, porque há um amanhã”;

“Nossa civilização está sendo sacrificada pelo interesse de um pequeno grupo de pessoas em continuar recebendo enormes quantias de dinheiro”;

“No ano de 2078 eu farei 75 anos. Se eu tiver filhos, talvez eles passem o dia comigo. Talvez eles me perguntem sobre vocês. Talvez me perguntem por que vocês não fizeram nada enquanto ainda havia tempo para agir”;

“Até vocês começarem a focar no que é preciso ser feito em vez do que é politicamente possível, não há esperança”;

“Não podemos resolver uma crise se não a tratarmos como uma crise”;

“Não quero que tenham medo, quero que tenham pânico”;

“A maioria dos políticos não quer falar conosco. Está bem, nós também não queremos falar com eles. Queremos que falem com os cientistas, que os escutem, porque nós repetimos o que eles vêm dizendo há décadas”;

“Há quem diga que nós, jovens, somos a esperança. Que vamos salvar o mundo. Mas não é verdade, não o faremos. Não há tempo para esperar que a gente cresça. Precisamos agir imediatamente diante da crise climática”;

“Não deveríamos ter de faltar à aula para lutar contra a mudança climática”;

“Para que ir à aula se não teremos futuro?”;

“O mundo assistiu com desespero e enorme dor a Notre Dame pegar fogo em Paris. Alguns edifícios são mais do que apenas edifícios. Mas, a Notre Dame será reconstruída. Espero que seus alicerces sejam fortes, espero que os nossos alicerces sejam ainda mais fortes. Mas, temo que não sejam”.

Agora, veja as frases tresloucadas de Bolsonaro:

“Através do voto você não vai mudar nada nesse país, nada, absolutamente nada! Só vai mudar, infelizmente, se um dia nós partirmos para uma guerra civil aqui dentro, e fazendo o trabalho que o regime militar não fez: matando uns 30 mil, começando com o FHC, não deixar para fora não, matando! Se vai morrer alguns inocentes, tudo bem, tudo quanto é guerra morre inocente”;

“A atual Constituição garante a intervenção das Forças Armadas para a manutenção da lei e da ordem. Sou a favor, sim, de uma ditadura, de um regime de exceção, desde que este Congresso dê mais um passo rumo ao abismo, que no meu entender está muito próximo”;

“[O policial] entra, resolve o problema e, se matar 10, 15 ou 20, com 10 ou 30 tiros cada um, ele tem que ser condecorado, e não processado”;

“Somos um país cristão. Não existe essa historinha de Estado laico, não. O Estado é cristão. Vamos fazer o Brasil para as maiorias. As minorias têm que se curvar às maiorias. As minorias se adequam ou simplesmente desaparecem”;

“Por isso o cara paga menos para a mulher (porque ela engravida)”;

“Como eu estava solteiro na época, esse dinheiro do auxílio-moradia eu usava para comer gente”;

“Pinochet devia ter matado mais gente”;

“Quero que todos possam comprar seus fuzis”.

Viu a diferença! Faz sentido ser “pirralha”. Só não faz é ser “pivete”.

Crime de Hermenêutica e Abuso de Autoridade Algo estranho está acontecendo?