Publicidade

Nonsense

Às vezes damos um passada nos programas, ditos de jornalismo, no horário do almoço das emissoras de TVs locais. 

Hoje, ouvimos algo que consideramos um verdadeiro nonsense. 

A cidade de Teresina foi surpreendida, no início da noite da última sexta-feira, com um temporal de chuva e ventanias jamais vista na história da capital piauiense, com ventos de velocidade em torno de 100km/hora. 

As imagens de destruição de árvores e postes da rede elétrica deixaram boa parte da cidade às escuras por mais de 24 horas.

A nova empresa distribuidora de energia elétrica a CEPISA/EQUATORIAL, como todas as outras empresas do setor, não está preparada para eventos inusitados como os da ultima sexta-feira. 

Segundo dirigentes da CEPISA/EQUATORIAL, o número de equipes de plantão foram multiplicadas por sete para atender a demanda de milhares de consumidores que ficaram sem energia e no prejuízo, já que tiveram que jogar no lixo todos os produtos conservados sobre refrigeração intermitente. 

É público e notório que os estados onde às companhias de distribuição de energia, anteriormente pertencentes aos Estados e depois passadas à União Federal no processo de federalização, e finalmente vendidas à iniciativa privada, melhoraram significativamente os serviços prestados aos seus consumidores.

Como exemplo da veracidade que afirmamos, a CEMAR, ex-Companhia Energética do Maranhão, hoje privatizada pela mesma empresa que comprou a Cepisa, ocupava uma das ultimas colocações no ranking como uma das piores distribuidoras de energia elétrica do Brasil.

Em menos de uma década, a CEMAR/EQUATORIAL pontua entre as cinco melhores distribuidoras de energia do País.

Agora, o nonsense do apresentador de TV, ao chamar uma matéria sobre o inédito vendaval ocorrido na última sexta-feira, dizendo que sentia ‘saudades da CEPISA, é de uma má fé ou desconhecimento total da realidade dos fatos impressionante. 

P S

Consumidores de energia estão sempre a ligar para as emissoras de rádio, reclamando falta de energia no seu bairro. Os consumidores da CEMAR/EQUATORIAL de Timon deixaram de telefonar para as rádios há muito. 

É isso.

Às vezes damos um passada nos programas, ditos de jornalismo, no horário do almoço das emissoras de TVs locais. 

Hoje, ouvimos algo que consideramos um verdadeiro nonsense. 

A cidade de Teresina foi surpreendida, no início da noite da última sexta-feira, com um temporal de chuva e ventanias jamais vista na história da capital piauiense, com ventos de velocidade em torno de 100km/hora. 

As imagens de destruição de árvores e postes da rede elétrica deixaram boa parte da cidade às escuras por mais de 24 horas.

A nova empresa distribuidora de energia elétrica a CEPISA/EQUATORIAL, como todas as outras empresas do setor, não está preparada para eventos inusitados como os da ultima sexta-feira. 

Segundo dirigentes da CEPISA/EQUATORIAL, o número de equipes de plantão foram multiplicadas por sete para atender a demanda de milhares de consumidores que ficaram sem energia e no prejuízo, já que tiveram que jogar no lixo todos os produtos conservados sobre refrigeração intermitente. 

É público e notório que os estados onde às companhias de distribuição de energia, anteriormente pertencentes aos Estados e depois passadas à União Federal no processo de federalização, e finalmente vendidas à iniciativa privada, melhoraram significativamente os serviços prestados aos seus consumidores.

Como exemplo da veracidade que afirmamos, a CEMAR, ex-Companhia Energética do Maranhão, hoje privatizada pela mesma empresa que comprou a Cepisa, ocupava uma das ultimas colocações no ranking como uma das piores distribuidoras de energia elétrica do Brasil.

Em menos de uma década, a CEMAR/EQUATORIAL pontua entre as cinco melhores distribuidoras de energia do País.

Agora, o nonsense do apresentador de TV, ao chamar uma matéria sobre o inédito vendaval ocorrido na última sexta-feira, dizendo que sentia ‘saudades da CEPISA, é de uma má fé ou desconhecimento total da realidade dos fatos impressionante. 

P S

Consumidores de energia estão sempre a ligar para as emissoras de rádio, reclamando falta de energia no seu bairro. Os consumidores da CEMAR/EQUATORIAL de Timon deixaram de telefonar para as rádios há muito. 

É isso.

Um prefeito contra o Fla x Flu Leitura obrigatória