1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Um novo conceito sobre segurança pública
Publicidade

Um novo conceito sobre segurança pública

O jornalista Arimateia Azevedo, no editorial de sua coluna desta segunda-feira, traz como título "A segurança municipal".

No referido texto, Arimateia Azevedo faz uma percuciente análise sobre os entes federativos que cuidam da segurança pública, citando inclusive uma lei estadual, nº 7.341 de 17 de janeiro de 2020, que estabelecerá possibilidade de municípios contratarem serviços policiais e bombeiros militares mediante convênios, para serviços imprescindíveis à preservação da ordem, da segurança das pessoas e do patrimônio e de atividade de defesa civil.

 Essa lei, na realidade, demonstra claramente a falência total e absoluta do Estado do Piauí no que tange a realização de novos investimentos nesse setor.

Coincidentemente, o jornal O Globo traz em manchete de primeira página na edição desta segunda-feira: "Verba encalhada. Sem interesse, BNDES encerra linha de crédito de R$ 4 bilhões para a Segurança".

O Bancão (BNDES)  ao encerrar essa linha de financiamento em 31 de dezembro último, criada no governo de Michel Temer em 2018, alega que houve desinteresse de estados e municípios e que a burocracia dificultou o acesso a essa linha de crédito; ademais, um novo enfoque será dado ao programa de financiamento de Segurança Pública.

Mesmo assim, a administração do Prefeito Firmino conseguiu mais uma vez se destacar no contexto das cidades brasileiras, fruto de uma competente equipe que cuida do planejamento das suas ações municipais, visto que a cidade de Teresina está prestes a ser contemplada pelo BNDES, com mais outras três cidades brasileiras (Porto Alegre-RS, Jundiaí-SP e São Bernardo do Campo- SP) com recursos da ordem de R$ 165 milhões, no mês de março do ano em curso, destinados à segurança pública do município. 

É isso.  

O jornalista Arimateia Azevedo, no editorial de sua coluna desta segunda-feira, traz como título "A segurança municipal".

No referido texto, Arimateia Azevedo faz uma percuciente análise sobre os entes federativos que cuidam da segurança pública, citando inclusive uma lei estadual, nº 7.341 de 17 de janeiro de 2020, que estabelecerá possibilidade de municípios contratarem serviços policiais e bombeiros militares mediante convênios, para serviços imprescindíveis à preservação da ordem, da segurança das pessoas e do patrimônio e de atividade de defesa civil.

 Essa lei, na realidade, demonstra claramente a falência total e absoluta do Estado do Piauí no que tange a realização de novos investimentos nesse setor.

Coincidentemente, o jornal O Globo traz em manchete de primeira página na edição desta segunda-feira: "Verba encalhada. Sem interesse, BNDES encerra linha de crédito de R$ 4 bilhões para a Segurança".

O Bancão (BNDES)  ao encerrar essa linha de financiamento em 31 de dezembro último, criada no governo de Michel Temer em 2018, alega que houve desinteresse de estados e municípios e que a burocracia dificultou o acesso a essa linha de crédito; ademais, um novo enfoque será dado ao programa de financiamento de Segurança Pública.

Mesmo assim, a administração do Prefeito Firmino conseguiu mais uma vez se destacar no contexto das cidades brasileiras, fruto de uma competente equipe que cuida do planejamento das suas ações municipais, visto que a cidade de Teresina está prestes a ser contemplada pelo BNDES, com mais outras três cidades brasileiras (Porto Alegre-RS, Jundiaí-SP e São Bernardo do Campo- SP) com recursos da ordem de R$ 165 milhões, no mês de março do ano em curso, destinados à segurança pública do município. 

É isso.  

Que “bela homenagem!“ O mineral Vanádio