1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. ‘Bodega aberta para o grupo VIP’
Publicidade

‘Bodega aberta para o grupo VIP’

O site de notícias O Antagonista, capitaneado pelo jornalista Diego Mainardi, revela nesta quinta-feira, com exclusividade, a abertura da bodega do presidente Jair Bolsonaro, isto é, o velho balcão de negócios ou na versão do cientista político Sérgio Abranchez, o velhaco governo de coalizão, implicando na troca de dinheiro dos impostos que pagamos, ao apoio no parlamento, Senado e Câmara dos Deputados, dos pleitos governamentais.

A primeira notícia traz como manchete: filho de Marcelo Castro garante R$ 100 milhões de verba extra no Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR). Entenderam, verba extra-orçamentária.

O repasse dos R$ 100 milhões, segundo documentos obtidos pelo site O Antagonista, foram feitos diretamente para o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) do Piauí.

Como o presidente Bolsonaro foi gravado em reunião ministerial que não era para mandar (verba extra-orçamentária, somente os repasses constitucionais)  nada para os governadores "Paraíbas" principalmente para o do Maranhão Flávio Dino, pode ser que essa nova forma de contemplar apoiadores no Congresso, seja “benéfica” para o Estado do Piauí.

Resta ao Senador Marcelo Castro, e ao seu filho Castro Neto, vir ao proscênio e mostrar onde serão aplicados esses R$ 100 milhões no sistema viário estadual que, por sinal, se encontra em frangalhos dado a desídia do governador Wellington Dias e à sociedade como um todo, exerça o sacrossanto direito de exigir a correta aplicação dos referidos recursos.

É isso.

O site de notícias O Antagonista, capitaneado pelo jornalista Diego Mainardi, revela nesta quinta-feira, com exclusividade, a abertura da bodega do presidente Jair Bolsonaro, isto é, o velho balcão de negócios ou na versão do cientista político Sérgio Abranchez, o velhaco governo de coalizão, implicando na troca de dinheiro dos impostos que pagamos, ao apoio no parlamento, Senado e Câmara dos Deputados, dos pleitos governamentais.

A primeira notícia traz como manchete: filho de Marcelo Castro garante R$ 100 milhões de verba extra no Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR). Entenderam, verba extra-orçamentária.

O repasse dos R$ 100 milhões, segundo documentos obtidos pelo site O Antagonista, foram feitos diretamente para o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) do Piauí.

Como o presidente Bolsonaro foi gravado em reunião ministerial que não era para mandar (verba extra-orçamentária, somente os repasses constitucionais)  nada para os governadores "Paraíbas" principalmente para o do Maranhão Flávio Dino, pode ser que essa nova forma de contemplar apoiadores no Congresso, seja “benéfica” para o Estado do Piauí.

Resta ao Senador Marcelo Castro, e ao seu filho Castro Neto, vir ao proscênio e mostrar onde serão aplicados esses R$ 100 milhões no sistema viário estadual que, por sinal, se encontra em frangalhos dado a desídia do governador Wellington Dias e à sociedade como um todo, exerça o sacrossanto direito de exigir a correta aplicação dos referidos recursos.

É isso.

Que “bela homenagem!“ Impensável