1. Blogs
  2. Murilo Noleto
  3. Covarde agressão
Publicidade

Covarde agressão

Isso não pode continuar. 

Como podemos aceitar desatinos praticados por empresários  teresinenses, como os ocorridos na tarde de ontem, onde fanáticos abduzidos pelo discurso autoritário e golpista do presidente Bolsonaro, ocuparam um via pública, com inúmeras residências e se postaram em frente à residência do Prefeito Firmino Filho, e passando a agredi-lo e seus familiares,  em uma linguagem chula, numa cena que vai de encontro aos mais comezinhos princípios de um regime democrático? 

Esse grau de vulgaridade e intolerância decorre pura e simplesmente das acertadas medidas tomadas pelo prefeito Firmino Filho em relação ao isolamento social durante a pandemia do Coronavírus. 

Entendendo que o fechamento das atividades empresárias vêm causando prejuízos aos empresários, o que é fato, por outro lado-se é que a vida humana importa em algo a ser preservado- em que pese os estados fronteiriços com o Piauí, Maranhão, Ceará e Pernambuco, apresentarem, até aqui, índices alarmantes de óbitos vitimados pelo novo Coronavírus, não podemos aceitar como irrelevante o trabalho hercúleo do Prefeito Firmino Filho, ao promover campanhas publicitárias impactantes e na construção de leitos hospitalares para acolhimento da população acometida por um vírus que a própria ciência, não tem meios de combatê-lo. 

Que a administração municipal e os empresários mantenham um canal aberto de negociação sobre que atividades voltem ao normal com a segurança devida é o que a população piauiense espera arduamente. 

Vandalismo, como o praticado em desfavor do Prefeito Firmino Filho e de sua família, é uma aberração inadmissível sobre todos os aspectos. 

É isso.

Isso não pode continuar. 

Como podemos aceitar desatinos praticados por empresários  teresinenses, como os ocorridos na tarde de ontem, onde fanáticos abduzidos pelo discurso autoritário e golpista do presidente Bolsonaro, ocuparam um via pública, com inúmeras residências e se postaram em frente à residência do Prefeito Firmino Filho, e passando a agredi-lo e seus familiares,  em uma linguagem chula, numa cena que vai de encontro aos mais comezinhos princípios de um regime democrático? 

Esse grau de vulgaridade e intolerância decorre pura e simplesmente das acertadas medidas tomadas pelo prefeito Firmino Filho em relação ao isolamento social durante a pandemia do Coronavírus. 

Entendendo que o fechamento das atividades empresárias vêm causando prejuízos aos empresários, o que é fato, por outro lado-se é que a vida humana importa em algo a ser preservado- em que pese os estados fronteiriços com o Piauí, Maranhão, Ceará e Pernambuco, apresentarem, até aqui, índices alarmantes de óbitos vitimados pelo novo Coronavírus, não podemos aceitar como irrelevante o trabalho hercúleo do Prefeito Firmino Filho, ao promover campanhas publicitárias impactantes e na construção de leitos hospitalares para acolhimento da população acometida por um vírus que a própria ciência, não tem meios de combatê-lo. 

Que a administração municipal e os empresários mantenham um canal aberto de negociação sobre que atividades voltem ao normal com a segurança devida é o que a população piauiense espera arduamente. 

Vandalismo, como o praticado em desfavor do Prefeito Firmino Filho e de sua família, é uma aberração inadmissível sobre todos os aspectos. 

É isso.

Não dá para segurar O Timonense não merece